Página 44 da Normal do Diário Oficial do Estado do Mato Grosso do Sul (DOEMS) de 20 de Outubro de 2014

Por que esse conteúdo está aqui?
O Jusbrasil não cria, edita ou altera o conteúdo exibido. Replicamos somente informações que foram veiculadas pelos órgãos oficiais.Toda informação aqui divulgada é pública e pode ser encontrada, também, nos sites que publicam originalmente esses diários.

d) Autorização para Alienação de Bens – Vendas dos Veículos: Gol – Placa HTJ 7556 – Ano 2009 – Cor Prata e S10-Placa NRQ 9844 – Ano 2011 – Cor Branca;

e) Demais assuntos de interesse da classe.

Campo Grande/MS, 20 de outubro de 2014.

Eduardo Correa Riedel

Presidente

AVISO DE LEILÃO EXTRAJUDICIAL DE PRODUTO ALIMENTÍCIO ADJUDICADO

EM PROCESSO JUDICIAL DE EXECUÇÃO FISCAL

O Presidente do Conselho Regional de Química – 20ª Região no uso de suas atribuições do art. 17 da Lei nº 2.800 de 18 de Junho de 1956 c/c com a do art. 5º Resolução Ordinária nº 15.508, de 29 de Abril de 2008, faz saber que nos termos da Lei nº 8.666/93 no próximo dia 24/10/2014 às 14h30, na Rua Marques de Leão 295 Sala – A – Nova Lima – Campo Grande/MS será realizado leilão do produto objeto de adjudicação no processo de execução fiscal nº 0000173-33.2003.403.6003, leilão do lote: Queijo tipo MOZZARELLA (MUZZARELLA OU MUSSARELA), marca: TOP MILK, fabricação: LATICÍNIO VALE DO PARDO LTDA, CNPJ nº 02.749.513/0001-25 e Insc. Estadual nº 28.239.385-4 no município de Bataguassu/MS, totalizando 435 (quatrocentos e trinta e cinco) quilos, com valor unitário na avalição oficial de R$ 15,00 (quinze reais) por quilo. O lote esta acondicionado na sede da Empresa GENIAL COM E TRANSPORTES PROD FRIG LTDA, localizada na Rua Marques de Leão 295 Sala – A – Nova Lima – Campo Grande/MS. Os interessados poderão agendar vistoria para examinar o lote nos dias 22, 23 e 24/10 das 09h30 às 11h30 horas, mediante contato pelo telefone (67) 3382-0220 ou correio eletrônico: assejur@crqxx.gov.br. Fica esclarecido que a arrematação não será por preço inferior ao da avaliação. A título de garantia, o licitante deverá antes do início do leilão deixar sob custódia do Servidor do CRQ-XX presente no local, cheque/deposito, no valor de 1 % (um por cento) da avaliação do lote. A garantia será retida nos seguintes casos: a) caso o licitante desista do lance apresentado; b) caso o arrematante não efetue o pagamento de 50 % (cinquenta por cento) do lance presentado. A garantia do licitante não vencedor será restituída no ato, após o encerramento do leilão. O arrematante deverá efetuar o pagamento de no mínimo de 50 % (cinquenta por cento) do total da arrematação, à vista mediante pagamento de guia de recolhimento que será emitida para este fim em Instituição Financeira ou equivalente e, o complemento do saldo no prazo de 05 (cinco) dias contados da data da realização do leilão, dentro deste prazo, deverá o arrematante retirar do local o produto arrematado.

Campo Grande-MS, 20 de Outubro de 2014.

EVANDER LUIZ FERREIRA

Presidente

CONSELHO REGIONAL DE BIBLIOTECONOMIA - 1ª REGIÃO

EDITAL DE HOMOLOGAÇÃO DE REGISTRO DE CHAPA

O Presidente do Conselho Regional de Biblioteconomia da 1 Região, em acatamento ao disposto no artigo 17 da Resolução do CFB nº 144/2014, torna pública a homologação do requerimento de registro da Chapa denominada Integrar e Avançar, concorrente ao pleito eleitoral a realizar-se entre os dias 10 a 14/11/2014 de 08 às 17 horas, eletronicamente. A chapa compõe-se de 12 candidatos a conselheiros regionais efetivos e 06 candidatos a conselheiros regionais suplentes, quais sejam: Chapa nº. 01 denominada Integrar e Avançar: Efetivos: 01) Ana Marly de Melo Rodrigues, CRB-1/0121; 02) Antônia Veras de Souza CRB-1/2023; 03) Antônio José Oliveira Silva CRB-1/2226; 04) Cristian José Oliveira Santos CRB-1/1812; 05) Eunice de Lourdes Franco CRB-1/0699; 06) Jonniery dos Santos Moreira CRB-1/2689; 06) Marcelo Almeida Gomes de Sousa CRB-1/2138; 08) Marília de Araújo Dantas CRB-1/2644; 09) Martin David Burneo Cadillo CRB-1/1496; 10) Olimpio Antônio Filho CRB-1/2332; 11) Rose Cristiane Franco Seco Liston CRB1/2437; 12) Waldinéia Ribeiro de Almeida CRB-1/2979. Suplentes: 01) Mayara Cristovão da Silva CRB-1/2812; 02) Sebastião Dimas Justo da Silva CRB-1/2335; 03) Morgana Bruno Henrique Guimarães CRB-1/2837; 04) Mariana Saldanha Maia CRB-1/2617; 05) Osmar Carmo Arouck Ferreira CRB-1/2305; 06) Frederico Borges Machado CRB-1/2739. Conforme § 5º, art. 4º da Resolução CFB nº. 144/2014 cabe ao Bibliotecário atualizar seus dados cadastrais junto ao CRB-1 em até 10 (dez) dias antes das eleições. Todos os requisitos dispostos nos artigos 9 , 11 e 12 da Resolução do CFB nº. 144/2014 foram atendidos, tendo sido apresentados documentos exigidos nos referidos dispositivos da resolução eleitoral, não ocorrendo qualquer impedimento ou quesito de inelegibilidade à candidatura dos postulantes anteriormente nomeados, confirmando nos termos da legislação vigente, a citada homologação. Brasília, 16 de outubro de 2014.

Antônio José Oliveira Silva

CRB-1/2226

Presidente do CRB-1

BRPEC Agropecuária SA

CNPJ/MF N.º 16.944.347/0001-22 – NIRE 5430000564-9

Ata de RCA realizada em 14 de Julho de 2014

1. Data, Hora e Local: Aos 14/07/2014, às 09h30min, no endereço da filial de São Paulo do Banco BTG Pactual SA, em SP/SP, na Avenida Brigadeiro Faria Lima, n.º 3.744, 14 º andar, Jardim Paulistano. 2. Convocação e Presenças: Foram convocados todos os conselheiros da companhia e estiveram presentes o Sr. Alexandre Câmara, o Sr. Marcelo Fiorellini, o Sr. Luiz Antonio Venturi, o Sr. Antônio Carlos Canto Porto Neto, o Sr. Rafael Godinho e o Sr. Marcelo Doubek. Ausente o Sr. Antonio Carlos Canto Porto Filho. 3. Composição da Mesa: Os trabalhos foram presididos pelo Sr. Alexandre Câmara e secretariados pelo Sr. Marcelo Doubek. 4. Ordem do Dia: Discutir e deliberar sobre: (i) Hedge da safra 14/15 de soja; (ii) Compra de gado. 5. Discussões: Os conselheiros discutiram as seguintes matérias: 5.1. Hedge da safra 14/15 de soja:. foi decidido pela unanimidade dos conselheiros presentes travar parte da operação na linha “Espelho Chicago” na BMF vendendo 190.000 sacas, tendo em vista a expectativa de que o preço na próxima safra caia para $ 9,00. Deverá ser estudado e acompanhado: (a) o valor do prêmio a partir do qual faz sentido a companhia zerar a posição que será assumida nos contratos futuros; e (b) a possibilidade venda da produção para a Cutrale, de forma a zerar a posição em mercado futuro e vender a produção para a Cutrale. 5.2. Compra de gado: Foram apresentados os números para a compra de gado da Fazenda Campanário e da Fazenda Braido. Foi aprovada a compra da fazenda campanário, segundo o modelo a compra gera uma Taxa Interna de Retorno (“TIR”) de 33%. Para a compra da Fazenda Braido, deverá se detalhar mais os números da compra com o processo completo da vida e reprodução do gado, dado que a TIR apresentada foi de 107% do CDI. 5.3. Outros Assuntos Abordados: (a) estudar a necessidade de travar também o preço da arroba do gado, dado que a expectativa é, tal qual no caso da soja, de queda nos preços do mercado; (b) estudar a manutenção da relação PL/dívida em 10% ao longo do tempo; (c) Apresentar o orçamento semestral (“6+6”) na próxima reunião. São Paulo, 14/07/2014. Marcelo Cataldi Doubek Lopes - Secretário; Alexandre Câmara e Silva - Presidente. Junta Comercial do Estado de Mato Grosso do Sul.Certifico o registro em 06/10/2014 sob o nº 54389325. Nivaldo Domingos da Rocha - Secretário Geral.

BRPEC Agropecuária SA

CNPJ/MF N.º 16.944.347/0001-22 – NIRE 5430000564-9

Ata de RCA realizada em 23 de Junho de 2014

1. Data, Hora e Local: Aos 23/06/2014, às 09h30min, no endereço do Banco BTG Pactual SA, em SP/SP, na Avenida Brigadeiro Faria Lima, n.º 3.744, 14 º andar, Jardim Paulistano. 2. Convocação e Presenças: Dispensada a convocação tendo em vista a presença da totalidade dos membros do Conselho de Administração da Companhia (“Conselheiros”). 3. Composição da Mesa: Os trabalhos foram presididos pelo Sr. Alexandre Câmara e secretariados pelo Sr. Marcelo Doubek. 4. Ordem do Dia: Discutir e deliberar sobre: (i) concessão de terra em garantia a linha de custeio da Caixa Econômica e Banco do Brasil; (ii) capitalização do juro do Certificado de Recebíveis Imobiliário (“CRI”) na companhia.; (iii) status acerca da análise de linhas de financiamentos do bancos; (iv) Indicadores operacionais; e (v) fluxo de caixa. 5. Discussões: Os conselheiros discutiram as seguintes matérias: 5.1. Concessão de terra em garantia à linha de custeio da Caixa Econômica e Banco do Brasil: Foi discutida e aprovada a concessão de uma matricula no valor da garantia solicitada pela Caixa Econômica para a operação de financiamento com recursos do FCO; foi também decidido pela matricula 9973 a ser oferecida para o Banco do Brasil como garantia de referida operação. Foi solicitado pelos conselheiros que a companhia prepare uma relação das matriculas da fazendo contendo valor de aquisição e de avaliação por área. A planilha deve controlar também para qual banco e linha de financiamento as matriculas foram oferecidas. A companhia irá preparar uma proposta o conselho para a divisão da fazenda em um número maior de matriculas afim de 5.2. Capitalização do juro do CRI na Companhia: foi apresentado o efeito do juro do CRI no Patrimônio Líquido da companhia que, por ser maior do que o resultado operacional dos próximos anos faz com que o Patrimônio Líquido permaneça negativo até o término CRI. 5.3. Status dos Bancos: Foi apresentado o status de cada linha/banco que estão sendo analisados pela companhia: Caso seja decidido pela capitalização dos juros integralmente devemos chamar o Bradesco novamente para negociações, já que o PL ficará positivo. A companhia pretende migrar as operações diárias (conta corrente) para o Bradesco. A companhia deve continuar tocando o relacionamento com os Bancos John Deere e CNH pela importância das empresas para o projeto. 5.4. Indicadores Operacionais: Foram discutidos os indicadores operacionais e levantados os seguintes pontos: • Aprovada a compra do gado, com exceção da Fazenda Braido, vez que para esta deve ser feito um estudo mais detalhado. • Tentar usar a vacância do confinamento para “Boitel”, tentar fechar com terceiro, usando esse processo para testar a capacidade de rodar o confinamento. • Passar a pedir carta de desoneração de qualquer gado a ser comprado. • Comparar nossos percentuais de morte de gado com os produtores das fazendas .vizinhas. • Abrir mais a proposta estratégica de compra de bezerros em detrimento de garrotes. 5.5. Fluxo de Caixa: Foi apresentado e discutido o fluxo de caixa da Companhia sem comentários adicionais. 5.6. Outros assuntos abordados: • Fica a cargo do Departamento Jurídico: o Preparar um documento de quitação da operação com José Carlos Bumlai. o Cuidar para que seja cancelada a inscrição do Dr. José Carlos Bumlai como produtor rural no endereço da fazenda Cristo Redentor. o Garantir a transferência do contrato entre a fazenda e a operadora de telefonia Vivo, a fim de que a receita do aluguel da área ocupada pela antena da empresa citada passe a ser creditada à BRPEC. • Para as próximas reuniões, a companhia deve trazer o fluxo de caixa impresso para facilitar a análise. As apresentações devem ser iniciadas pelo fluxo. São Paulo, 23/06/2014 Marcelo Cataldi Doubek Lopes - Secretário; Alexandre Câmara e Silva - Presidente. Junta Comercial do Estado de Mato Grosso do Sul.Certifico o registro em 06/10/2014 sob o nº 54389324. Nivaldo Domingos da Rocha - Secretário Geral.

BRPEC Agropecuária SA

CNPJ/MF N.º 16.944.347/0001-22 – NIRE 5430000564-9

Ata de RCA realizada em 09 de Junho de 2014

1. Data, Hora e Local: Aos 09/06/2014, às 09h30min, no endereço do Banco BTG Pactual SA, em SP/SP, na Avenida Brigadeiro Faria Lima, n.º 3.744, 14 º andar, Jardim Paulistano. 2. Convocação e Presenças: Dispensada a convocação tendo em vista a presença da totalidade dos membros do Conselho de Administração da Companhia (“Conselheiros”). 3. Composição da Mesa: Os trabalhos foram presididos pelo Sr. Alexandre Câmara e secretariados pelo Sr. Marcelo Doubek. 4. Ordem do Dia: Discutir e deliberar sobre: (i) Aluguel de novo escritório para a BRPEC; (ii) Auditoria Trabalhista; (iii) Ampliação da Sede; (iv) Status dos processos de captação de recursos; (v) Indicadores operacionais; (vi) Apresentação do fluxo de caixa das próximas seis semanas. 5. Discussões: Os conselheiros discutiram as seguintes matérias: 5.1. Aluguel de novo escritório para a BRPEC: Foi discutido e aprovado o range de valor que a cia tem como alvo para aluguel do novo escritório; entre R$ 55,00 e R$ 70,00 por metro quadrado. 5.2. Auditoria Trabalhista: Foi comunicado pela empresa a continuidade no processo de auditoria por parte do ministério do trabalho sobre a denúncia de trabalho infantil ocorrida em fevereiro de 2013.A fazenda foi apresentada aos auditores, que foram positivamente surpreendidos com as instalações e controles; bem como todos os documentos solicitados foram entregues dentro do prazo.O conselho solicitou: • Formalização da política para contratação de terceiros; • Criação de uma lista com as cláusulas aceitáveis na contratação de prestadores de serviço; • Formalização da lista de documentos que devem ser solicitados mensalmente aos prestadores de serviço a fim de garantir a regularidade do mesmo perante o fisco, Ministério do Trabalho e demais órgãos controladores. • Nos contratos, deve haver cláusulas de restrição de pagamento, multa e rescisão por justa causa caso o contratado não apresente os documentos necessários mensalmente (após um período de adaptação a nova regra).Foi sugerida também a contratação de escritório especializado para dar um parecer sobre o status dos controles e processos utilizados no Departamento Pessoal, a fim garantir a utilização de técnicas que minimizem os riscos trabalhistas. 5.1. Ampliação da Sede: Foi aprovada a ampliação da casa sede na fazenda, com compromisso de apresentar o orçamento da obra o mais breve possível. 5.2. Status dos processos de captação de recursos: Foi apresentado o status de cada linha/banco que estão sendo analisados pela companhia. Foi discutida a estratégia a ser utilizada com o Banco do Brasil no que tange ao CRI e CRA não serem considerados como capital (mas sim dívida) e, em contra partida, aumentar o nível de endividamento permitido pelos covenants. 5.3. Indicadores Operacionais: Foram discutidos os indicadores operacionais e solicitado quebrar a informação de mortes também em: • No nascimento; • Natimorto; • Na desmama Foi solicitado também que a taxa de prenhez no planejamento seja quebrada por estágio (nulípara, primípara e etc.) 5.4. Apresentação do fluxo de caixa das próximas seis semanas : Foi apresentado e discutido o fluxo de caixa da Companhia sem comentários adicionais. 5.5. Outros assuntos abordados: • Foi solicitado que todos os assuntos jurídicos envolvam a Dra. Fernanda Jorge, principalmente os assuntos ambientais que serão tocados com a Dra. Roberta (Milaré advogados). • Foi discutida a necessidade de capitalização dos juros decorrentes do CRI, para isso a companhia deve trazer uma sugestão de fluxo e impacto para a próxima reunião. • A Companhia deve trazer um detalhamento do fluxo financeiro e operacional de agricultura 14/15 e 15/16 para a próxima reunião. • Dado a improvável utilização do confinamento com lotação máxima, foi sugerido que a companhia feche parceria com outras empresas agropecuárias para “Boitel” (engorda de gado de terceiros em confinamento próprio). • Foi sugerida a contratação de empresa de consultoria entre as big 4 para acelerar a checagem/reestruturação dos processos da cia. São Paulo, 09/06/2014. Marcelo Cataldi Doubek Lopes - Secretário; Alexandre Câmara e Silva -Presidente. Junta Comercial do Estado de Mato Grosso do Sul. Certifico o registro em 06/10/2014 sob o nº 54389322. Nivaldo Domingos da Rocha - Secretário Geral.