Andamento do Processo n. 520.000,00 (quinhentos e vinte do dia 13/03/2018 do TRF-4

ASSESSORIA ÀS SESSÕES DE JULGAMENTO DAS TURMAS (3ª E 4ª) EDITAL

Edital de Convocação de Sessão Extraordinária

De ordem do Excelentíssimo Senhor Desembargador Federal Rogério Favreto, Presidente da 3ª Turma, do Tribunal Regional Federal da 4ª Região e pelo presente Edital, dá-se ciência aos Senhores Advogados e demais interessados, que a Sessão Extraordinária do dia 11 de abril de 2018, realizar-se-á às 10 horas, na Sala de Sessão 2, no 3º Andar do prédio-sede desta Corte Regional, para continuação do julgamento de processos que se enquadram no art. 942 do NCPC. Dado e passado, nesta cidade de Porto Alegre, aos 9 dias do mês de março do ano de 2018.

Documento assinado eletronicamente por Luiz Felipe Oliveira dos Santos, Técnico Judiciário, em 09/03/2018, às 15:09, conforme art. 1º, III, "b", da Lei 11.419/2006.

A autenticidade do documento pode ser conferida no site http://www.trf4.jus.br/trf4/processos/verifica.php informando o código verificador 4045310 e o código CRC 75419F41.

SEÇÃO JUDICIÁRIA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL

SUBSEÇÃO JUDICIÁRIA DE PARANAVAÍ

1ª VARA FEDERAL DE PARANAVAÍ

VALOR DE (RE) AVALIAÇÃO: R$ 520.000,00 (quinhentos e vinte mil reais).

LOCALIZAÇÃO: Rua Salgado Filho, nº 1.275, Jardim Ivaí, Paranavaí/PR.

DEPOSITÁRIO (A): Valdemar Moras Delatorre.

ÔNUS: IPTU R$1.327,57. Sequestro: R-1. Penhoras: R-2, R-3, R-4, R-5, R-6 e R-8.


B) Imóvel correspondente ao lote nº 13/11-B, situado no loteame 

nto deno 

minado Jardim 

Ivaí, com área de 472,54m², conforme confrontações descritas na m 

atrícula 

nº 1.645, do 2º 

CRI de Paranavaí. Construção em alvenaria, forro de PVC, piso cerâmico, cobertura de telha de fibrocimento, com cerca de 240,39m², em bom estado de conservação.

VALOR DE (RE) AVALIAÇÃO: R$ 350.000,00 (trezentos e cinquenta mil reais).

LOCALIZAÇÃO: Rua Luiz Spigolon, nº 2.138, Jardim Ivaí, Paranavaí/PR.

DEPOSITÁRIO (A): Valdemar Moras Delatorre.

ÔNUS: IPTU R$1.169,04. Sequestro: R-1. Penhoras: R-2, R-3, R-4, R-5, R-6, R-7, R-8, R-10, R-14 e R-16.

C) Imóvel correspondente ao lote nº 6, da quadra nº 153, do Loteamento Jardim Ouro

C) Imóvel correspondente ao lote nº 6, da quadra nº 153, do Loteamento Jardim Ouro


Branco, com área de 428,40m², conforme confrontações descritas na m 

atrícula nº 2.371, do 

1º CRI de Paranavaí/PR. Construção em alvenaria, forro de laje, piso cerâmico, cobertura de telha de fibrocimento, com cerca de 163m², em bom estado de conservação.

VALOR DE (RE) AVALIAÇÃO: R$ 300.000,00 (trezentos mil reais).

LOCALIZAÇÃO: Rua Lapa, nº 1.633, Jardim Ouro Branco, Paranavaí/PR.

DEPOSITÁRIO (A): Valdemar Moras Delatorre.

ÔNUS: IPTU R$752,97. Penhoras: R-7, R-8, R-9, R-10, R-12, R-13, R-14, R-18, R-20 e R-21.


D) Imóvel correspondente ao lote nº 10, da quadra nº 19, com áre 

a de 324m², situado no 

Loteamento Parque Morumbi, conforme confrontações descritas na 

matrícula nº 18.507, do 

1º CRI de Paranavaí/PR. Construção em madeira, forro de madeira, cobertura de fibrocimento, com cerca de 152,15m², em mau estado de conservação. Edícula em alvenaria com cobertura de telhas de barro.

VALOR DE (RE) AVALIAÇÃO: R$ 90.000,00 (noventa mil reais).

LOCALIZAÇÃO: Rua Ronaldo Diogo da Silva Azeredo, nº 275, Parque Morumbi, Paranavaí/PR.

DEPOSITÁRIO (A): Valdemar Moras Delatorre.

ÔNUS: Não há débitos de IPTU. Penhoras: R-5, R-6, R-7, R-8, R-9, R-11, R-12, R-13 e R-18.

E ) aeronave BEECH AIRCRAFT CORPORATION 58, prefixo PT-OJB, série TH-1220, ano 1981, com 6 (seis) bancos em couro, motores esquerdo (1.260,3h) e direito (1.260,3h), hélices esquerda (62h) e direita (62h), radar metereológico, 1 (um) altímetro, XPONDER, piloto automático 3 eixo KFC200, 2 (dois) VHF, 2 (dois) VOR, 2 (dois) ADF. IAM (Inspeção Anual de Manutenção) vencida desde 30/09/2010.


VALOR DE 

(RE)AVALIAÇÃO: R$ 801.275,00 

cinco reais). 
  

(oitocentos e um mil duzentos e setenta e

DEPOSITÁRIO (A): Claudiomar Aparecido Andreazi.

ÔNUS: Penhora relativa aos presentes autos.

F) Maquinário:


Descrição 

Reavaliação 

8 (oito) desumificadores, marca Madef, inativos há anos 

R$32.000,00 (trinta e 
  
dois mil reais) 

5 (cinco) evaporadores RT-20, inativos há anos 

R$20.000,00 (vinte mil 
  
reais) 

1 (uma) peneira de decantação em regular estado de 

R$3.000,00 (três mil 

conservação 

reais) 

20 (vinte) evaporadores, marca Madef, grandes, com duas 

R$120.000,00 (cento e 

hélices, inativos há anos 

vinte mil reais) 

4 (quatro) evaporadores RT-12, inativos há anos 

R$11.000,00 (onze mil 
  
reais) 

1 (uma) bomba de amônia, marca Seikan, inativa há anos 

R$1.500,00 (um mil e 
  
quinhentos reais) 

1 (um) alçapão para 1,80m em regular estado de conservação 

R$3.000,00 (três mil 
  
reais) 

LOCALIZAÇÃO: Rua Hilda Camargo Botelho, sem número, Paranavaí/PR.

DEPOSITÁRIO (A): Valdemar Moras Delatorre.

VISITAÇÃO DOS BENS: A exposição aos interessados ocorrerá pelo leiloeiro mediante prévio agendamento por meio do telefone (44) 3026-8008. A aeronave permanecerá no aeroporto de Paranavaí/PR durante os cinco dias que antecedem a abertura do 1º leilão até o final do prazo de venda direta (sessenta dias após o 2º leilão). O bem será vendido no estado de conservação em que se encontra, sem garantia, constituindo ônus do interessado verificar sua condição antes das datas designadas para a alienação judicial (art. 18 da Resolução nº 236/2016 do CNJ).

AÇÕES/RECURSOS PENDENTES: Embargos à Execução Fiscal nº 500061265.2010.4.04.7011

VALOR DA EXECUÇÃO: R$ 31.718.940,60 (trinta e um milhões, setecentos e dezoito mil novecentos e quarenta reais e sessenta centavos), atualizado até 02/2017.

INFORMAÇÕES GERAIS: a) serão admitidos lances virtuais por meio do sítio eletrônico www.kleiloes.com.br, mediante cadastramento prévio, ficando os interessados cientes de que estarão vinculados às normas processuais e procedimentais destinadas aos lançadores presenciais, inclusive quanto à responsabilidade civil e criminal; b) os bens serão entregues

o arrematante livres e desembaraçados, exceto das cotas condominiais e outras obrigações civis referentes à coisa, tal como ITBI, luz e água em atraso, no caso de bens imóveis; c) o arrematante arcará com os tributos e multas cujo fato gerador ocorrer após a data da arrematação; d) em caso de arrematação de bem imóvel, para expedição da respectiva carta, deverá o arrematante comprovar o pagamento do Imposto de Transmissão de Bens Imóveis, a teor do § 2º, do artigo 901, do CPC; e) será observado o direito de preferência de eventual (ais) coproprietário (s) e cônjuge não executado, desde que pague (m) o mesmo preço, nas mesmas condições, do maior lanço ofertado.

FORMA DE PAGAMENTO: a) a venda será à vista, possibilitando-se ao arrematante a faculdade de depositar imediatamente o mínimo de 20% (vinte por cento) do lanço e o restante no prazo de até 10 (dez) dias úteis; b) não quitada nesse prazo a integralidade do lance, será perdida a caução em favor do credor (art. 897, CPC), como indenização pelo retardamento do leilão, que deverá ser refeito; c) as condições de parcelamento são aquelas indicadas no Código de Processo Civil, especificamente no artigo 895: a proposta deverá ser apresentada até o início dos leilões e conter oferta de pagamento de, ao menos, 25% (vinte e cinco por cento) do valor do lance à vista e o restante parcelado em até 30 (trinta) meses, garantido por caução idônea, quando se tratar de móveis, e por hipoteca do próprio bem, quando se tratar de imóveis; d) para bens móveis, fica estabelecido que 10% (dez por cento) do valor da arrematação servirá como caução e se o arrematante não pagar o preço, será imposta em favor da parte exequente a sua perda, nos termos do art. 897 do CPC; e) com base no § 1º, do art. 880, do códex processual, fica permitido o parcelamento em prestações mínimas de R$ 5.000,00 (cinco mil reais) para bens imóveis e parcelas mínimas de R$ 500,00

(quinhentos reais) para bens móveis; f) o parcelamento não alcança a arrecadação que não se destine à parte exequente, como, por exemplo, aquela destinada ao cônjuge meeiro ou a coproprietário; g) aplicar-se-á a taxa SELIC como indexador de correção monetária para pagamento do saldo; h) a proposta de quitação à vista sempre prevalecerá sobre a de pagamento parcelado (art. 895, § 7º, CPC); i) no caso de pedido de suspensão do leilão por parcelamento ou pagamento do débito exequendo no período de 10 (dez) dias úteis que antecederem o leilão, a parte executada deverá pagar o equivalente a 2% (dois por cento) sobre o valor do (s) bem (ns), a título de ressarcimento das despesas do leiloeiro, garantido o mínimo de R$ 300,00 e máximo de R$ 1.000,00.

VENDA DIRETA: Caso resulte negativo o segundo leilão, tendo em vista o disposto no art. 374, da Consolidação Normativa da Corregedoria-Geral da Justiça Federal da 4ª Região, fica o Leiloeiro, desde já, autorizado a proceder à venda direta dos bens, no prazo de 60 (sessenta) dias, nas mesmas condições constantes do edital e pelo mesmo preço que poderiam ser vendidos na segunda praça.

ÔNUS DO ARREMATANTE: O arrematante arcará com o pagamento de: a) comissão do leiloeiro de 5% (cinco por cento) sobre o valor da arrematação, que deverá ser paga a ele diretamente; b) custas de arrematação equivalente a 0,5% (meio por cento) sobre o valor da arrematação, com mínimo de R$ 10,64 e máximo de R$ 1.915,38; c) as despesas e os custos relativos à desmontagem, remoção, transporte e transferência patrimonial dos bens arrematados (art. 29 da Resolução nº 236/2016 do CNJ).

ADVERTÊNCIA: Ficam pelo presente devidamente intimados os terceiros interessados da designação supra e para, querendo, acompanhá-la, se não tiverem sido encontrados quando da realização da intimação pessoal. Caso a parte executada não seja encontrada para intimação pessoal da realização do leilão, fica intimada pelo mesmo edital.

ENDEREÇO E HORÁRIO DE EXPEDIENTE DO JUÍZO: Rua São Cristóvão, nº 144, Jardim Santos Dumont, Paranavaí/PR. Das 13h às 18h.

E para que chegue ao conhecimento de todos, mandei lavrar o presente Edital, que será afixado no lugar de costume, na forma da lei. Expedido por Thaís Angélica Pelegrini, Técnica Judiciária, e conferido pelo Diretor de Secretaria, Sérgio Ricardo Fiaes, na data da assinatura deste.

Edital

EXECUÇÃO FISCAL Nº 5003983-66.2012.4.04.7011/PR

EXEQUENTE: UNIÃO - FAZENDA NACIONAL

EXECUTADO: LUIZ ANTONIO DAL PONTE

EDITAL Nº 700004586399

O Doutor Adriano José Pinheiro, Juiz Federal da 1ª Vara Federal de Paranavaí, Seção

Judiciária do Estado do Paraná, na forma da lei, FAZ SABER a todos que virem o presente edital ou dele tiverem conhecimento, expedido nos autos em epígrafe, que será(ão) leiloado (s) bem (ns) na forma seguinte:

1º LEILÃO: 22/03/2018, às 10h, por lanço igual ou superior ao da avaliação, apenas na modalidade on-line.

2º LEILÃO: 05/04/2018, às 14h, pelo maior lanço, desde que não seja inferior a 50% da avaliação, nas modalidades on-line e presencial.

LEILOEIRO: Werno Klöckner Júnior, JUCEPAR nº 660, com endereço na Avenida Carlos Gomes, 226, térreo, zona 5, Maringá/PR. Contato pelo telefone (44) 3026-8008 ou e-mail kleiloes@kleiloes.com.br.

LOCAL DO 2º LEILÃO: Shelton Palace Hotel, situado na Av. Deputado Heitor Alencar Furtado, nº 5530, Paranavaí/PR.

DESCRIÇÃO DO (S) BEM (NS):


A) 

Fração ideal de 3,125% do imóvel correspondente ao lote 

nº 18, da quadra nº 11, cuja 

áre 

a total (100%) é de 600m², conforme confrontações constan 

tes na matrícula nº 24.939, do 

1º 

Ofício de Registro de Imóveis de Paranavaí. Existem três 

salões comerciais antigos, de 

peq 

ueno porte e de padrão simples: 1) contrução em alvenar 

ia, com forro de madeira, em 

bo 

m estado de conservação, com cerca de 60m², onde funcio 

na a "Sorveteria Sumaré"; 2) 

con 

trução em alvenaria, com forro de PVC, em bom estado d 

e conservação, com cerca de 

60 

m² e fachada escrito "Look Lu Modas"; 3) contrução em 

alvenaria, em bom estado de 

con 

servação, com cerca de 43m², ocupada por "PVI Agro Pet". 
  

VALOR DE (RE) AVALIAÇÃO: R$ 9.375,00 (nove mil trezentos e setenta e cinco reais).

LOCALIZAÇÃO: Av. Militão Rodrigues de Carvalho, nº 1189, Distrito de Sumaré, Paranavaí/PR.

OCUPAÇÃO: As salas comerciais são ocupadas pelos locatários Antonio Gutierrez Figueira, Edvaldo Gerônimo Antunes e Roseli Matarugo.

DEPOSITÁRIO (A): Luiz Antonio Dal Ponte.

ÔNUS: IPTU R$ 748,32; Penhoras nos autos nºs 263/2003, da Vara do Trabalho de Paranavaí (R-4) e 950/2004, da 1ª Vara Cível de Paranavaí (R-8); Indisponibilidade de bens decretadas nos autos nºs 00767005820005090093, 00773007920005090093 e 01063002720005090093, da 1ª Vara do Trabalho de Cornélio Procópio (Av-14, Av-15 e Av-16).


B)F 

ração ideal de 3,125% do imóvel correspondente ao lote nº 17, da quadra nº 11, cuja 

áre 

a total (100%) é de 600m², conforme confrontações constantes na matrícula nº 24.940, do 

1º 

Ofício de Registro de Imóveis de Paranavaí. Existem três salões comerciais antigos, de 

peq 

ueno porte e de padrão simples: 1) contrução em alvenaria, com forro de laje, coberta 

com 

telhas de barro, em bom estado de conservação, com cerca de 20m², onde funciona o 

"Ba 

r Jota Grill"; 2) contrução em alvenaria, com forro de laje, coberta com telhas de barro, 

em 

regular estado de conservação, com cerca de 68,40m², onde funciona o "Açougue Jota 

Ca 

rnes"; 3) contrução em alvenaria, com forro de laje, coberta com telhas de barro, em 

reg 

ular estado de conservação, com cerca de 50m², onde funciona a "Lanchonete do 

Silvinho".


VALOR DE (RE)AVALI 

AÇÃO: R$ 9.843,75 

setenta e cinco centavos). 
  

(nove mil oitocentos e quarenta e três reais e

LOCALIZAÇÃO: Av. Militão Rodrigues de Carvalho, nº 1189, Distrito de Sumaré, Paranavaí/PR.

OCUPAÇÃO: As salas comerciais são ocupadas pelos locatários João Paulo Orlando, João orlando e Valdir Paulo Rogério.

DEPOSITÁRIO (A): Luiz Antonio Dal Ponte.

ÔNUS: IPTU R$ 760,59; Penhoras nos autos nºs 263/2003, da Vara do Trabalho de Paranavaí (R-4); Indisponibilidade de bens decretada nos autos nºs 00767005820005090093, 00773007920005090093 e 01063002720005090093, da 1ª Vara do Trabalho de Cornélio Procópio (Av-13, Av-14 e Av-15).

VISITAÇÃO DOS BENS: A exposição aos interessados ocorrerá pelo depositário, no horário comercial (de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h, e aos sábados, das 9h às 12h). O bem será vendido no estado de conservação em que se encontra, sem garantia, constituindo ônus do interessado verificar sua condição antes das datas designadas para a alienação judicial (art. 18 da Resolução nº 236/2016 do CNJ).

AÇÕES/RECURSOS PENDENTES: Nada consta no processo em epígrafe.

VALOR DA EXECUÇÃO: R$ 97.985,61 (noventa e sete mil novecentos e oitenta e cinco reais e sessenta e um centavos), atualizado até 02/2018.

INFORMAÇÕES GERAIS: a) serão admitidos lances virtuais por meio do sítio eletrônico www.kleiloes.com.br, mediante cadastramento prévio, ficando os interessados cientes de que estarão vinculados às normas processuais e procedimentais destinadas aos lançadores presenciais, inclusive quanto à responsabilidade civil e criminal; b) os bens serão entregues

o arrematante livres e desembaraçados, exceto das cotas condominiais e outras obrigações civis referentes à coisa, tal como ITBI, luz e água em atraso, no caso de bens imóveis; c) o arrematante arcará com os tributos e multas cujo fato gerador ocorrer após a data da arrematação; d) em caso de arrematação de bem imóvel, para expedição da respectiva carta, deverá o arrematante comprovar o pagamento do Imposto de Transmissão de Bens Imóveis, a teor do § 2º, do artigo 901, do CPC; e) será observado o direito de preferência de eventual (ais) coproprietário (s) e cônjuge não executado, desde que pague (m) o mesmo preço, nas mesmas condições, do maior lanço ofertado.

FORMA DE PAGAMENTO: a) a venda será à vista, possibilitando-se ao arrematante a faculdade de depositar imediatamente o mínimo de 20% (vinte por cento) do lanço e o restante no prazo de até 10 (dez) dias úteis; b) não quitada nesse prazo a integralidade do lance, será perdida a caução em favor do credor (art. 897, CPC), como indenização pelo retardamento do leilão, que deverá ser refeito; c) as condições de parcelamento são aquelas indicadas no Código de Processo Civil, especificamente no artigo 895: a proposta deverá ser apresentada até o início dos leilões e conter oferta de pagamento de, ao menos, 25% (vinte e cinco por cento) do valor do lance à vista e o restante parcelado em até 30 (trinta) meses, garantido por caução idônea, quando se tratar de móveis, e por hipoteca do próprio bem, quando se tratar de imóveis; d) para bens móveis, fica estabelecido que 10% (dez por cento)

do valor da arrematação servirá como caução e se o arrematante não pagar o preço, será imposta em favor da parte exequente a sua perda, nos termos do art. 897 do CPC; e) com base no § 1º, do art. 880, do códex processual, fica permitido o parcelamento em prestações mínimas de R$ 5.000,00 (cinco mil reais) para bens imóveis e parcelas mínimas de R$ 500,00 (quinhentos reais) para bens móveis; f) o parcelamento não alcança a arrecadação que não se destine à parte exequente, como, por exemplo, aquela destinada ao cônjuge meeiro ou a coproprietário; g) aplicar-se-á a taxa SELIC como indexador de correção monetária para pagamento do saldo; h) a proposta de quitação à vista sempre prevalecerá sobre a de pagamento parcelado (art. 895, § 7º, CPC); i) no caso de pedido de suspensão do leilão por parcelamento ou pagamento do débito exequendo no período de 10 (dez) dias úteis que antecederem o leilão, a parte executada deverá pagar o equivalente a 2% (dois por cento) sobre o valor do (s) bem (ns), a título de ressarcimento das despesas do leiloeiro, garantido o mínimo de R$ 300,00 e máximo de R$ 1.000,00.

VENDA DIRETA: Caso resulte negativo o segundo leilão, tendo em vista o disposto no art. 374, da Consolidação Normativa da Corregedoria-Geral da Justiça Federal da 4ª Região, fica o Leiloeiro, desde já, autorizado a proceder à venda direta dos bens, no prazo de 60 (sessenta) dias, nas mesmas condições constantes do edital e pelo mesmo preço que poderiam ser vendidos na segunda praça.

ÔNUS DO ARREMATANTE: O arrematante arcará com o pagamento de: a) comissão do leiloeiro de 5% (cinco por cento) sobre o valor da arrematação, que deverá ser paga a ele diretamente; b) custas de arrematação equivalente a 0,5% (meio por cento) sobre o valor da arrematação, com mínimo de R$ 10,64 e máximo de R$ 1.915,38; c) as despesas e os custos relativos à desmontagem, remoção, transporte e transferência patrimonial dos bens arrematados (art. 29 da Resolução nº 236/2016 do CNJ).

ADVERTÊNCIA: Ficam pelo presente devidamente intimados os terceiros interessados da designação supra e para, querendo, acompanhá-la, se não tiverem sido encontrados quando da realização da intimação pessoal. Caso a parte executada não seja encontrada para intimação pessoal da realização do leilão, fica intimada pelo mesmo edital.

ENDEREÇO E HORÁRIO DE EXPEDIENTE DO JUÍZO: Rua São Cristóvão, nº 144, Jardim Santos Dumont, Paranavaí/PR. Das 13h às 18h.

E para que chegue ao conhecimento de todos, mandei lavrar o presente Edital, que será afixado no lugar de costume, na forma da lei. Expedido por Thaís Angélica Pelegrini, Técnica Judiciária, e conferido pelo Diretor de Secretaria, Sérgio Ricardo Fiaes, na data da assinatura deste.

Edital

CUMPRIMENTO DE SENTENÇA Nº 5000157-95.2013.4.04.7011/PR

EXEQUENTE: CAIXA ECONÔMICA FEDERAL - CEF

EXECUTADO: BENEDITO SCROFANI

EXECUTADO: KATIUSCIA RODRIGUES SCROFANI FREIRE

EDITAL Nº 700004598254

O Doutor Adriano José Pinheiro, Juiz Federal da 1ª Vara Federal de Paranavaí, Seção Judiciária do Estado do Paraná, na forma da lei, FAZ SABER a todos que virem o presente edital ou dele tiverem conhecimento, expedido nos autos em epígrafe, que será(ão) leiloado (s) bem (ns) na forma seguinte:


1º LEILÃO: 22/03/ 

2018, às 10h, por lanço igual ou superior ao da avaliação, apenas na 

modalidade on-line. 
  

2º LEILÃO: 05/04/2018, às 14h, pelo maior la 

nço, desde que não seja inferior a 50% da 

avaliação, nas modalidades on-line e presencial. 
  

LEILOEIRO: Werno Klöckner Júnior, JUCEPAR nº 660, com endereço na Avenida Carlos Gomes, 226, térreo, zona 5, Maringá/PR. Contato pelo telefone (44) 3026-8008 ou e-mail kleiloes@kleiloes.com.br.

LOCAL DO 2º LEILÃO: Shelton Palace Hotel, situado na Av. Deputado Heitor Alencar Furtado, nº 5530, Paranavaí/PR.

DESCRIÇÃO DO (S) BEM (NS):

  

Lote nº 12-B, da subdivisão do lote nº 12, da quadra nº 01, situado no 

loteament 

o d 

enominado JARDIM JURACI, perímetro urbano desta cidade, com área de 

165,75 me 

tro 

s quadrado, matriculado sob o nº 24.738, junto ao 1º CRI da Comarca de 

Paranava 

í. A 

s metragens e confrontações encontram-se descritas na matrícula. Sobre o 

terreno de 

scr 

ito há uma construção residencial em alvenaria, coberta com telhas de barro, 

forro de m 

ad 

eira e piso de cerâmica, medindo aproximadamente 80,00 m². A residência 

possui do 

is q 

uartos, um banheiro, sala, cozinha e uma edícula. Imóvel com ocupantes 

(aluguel). 
    

VALOR DE (RE) AVALIAÇÃO: R$ 200.000,00 (Duzentos mil reais).

LOCALIZAÇÃO: Rua Guaporé, 735, paranavaí - PR.


DEPOSITÁRIO(A): 

BENEDITO SCROFANI 

ÔNUS: débitos com o Município (IPTU e Coleta 

de lixo) R$ 574,96; Hipotéca cedular: R-2; 

Averbação premonitória: av3, av5. Penhora: R-4 
  

VISITAÇÃO DO BEM: A exposição aos interessados ocorrerá pelo depositário, no horário comercial (de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h, e aos sábados, das 9h às 12h). O bem será vendido no estado de conservação em que se encontra, sem garantia, constituindo ônus do interessado verificar sua condição antes das datas designadas para a alienação judicial (art. 18 da Resolução nº 236/2016 do CNJ).

AÇÕES/RECURSOS PENDENTES: Nada consta no processo em epígrafe.

VALOR DA EXECUÇÃO: 20.170,61 (12/2013)

INFORMAÇÕES GERAIS: a) serão admitidos lances virtuais por meio do sítio eletrônico www.kleiloes.com.br, mediante cadastramento prévio, ficando os interessados cientes de que estarão vinculados às normas processuais e procedimentais destinadas aos lançadores presenciais, inclusive quanto à responsabilidade civil e criminal; b) os bens serão entregues

o arrematante livres e desembaraçados, exceto das cotas condominiais e outras obrigações civis referentes à coisa, tal como ITBI, luz e água em atraso, no caso de bens imóveis; c) o arrematante arcará com os tributos e multas cujo fato gerador ocorrer após a data da arrematação; d) em caso de arrematação de bem imóvel, para expedição da respectiva carta, deverá o arrematante comprovar o pagamento do Imposto de Transmissão de Bens Imóveis, a teor do § 2º, do artigo 901, do CPC; e) será observado o direito de preferência de eventual (ais) coproprietário (s) e cônjuge não executado, desde que pague (m) o mesmo preço, nas mesmas condições, do maior lanço ofertado.

FORMA DE PAGAMENTO: a) a venda será à vista, possibilitando-se ao arrematante a faculdade de depositar imediatamente o mínimo de 20% (vinte por cento) do lanço e o restante no prazo de até 10 (dez) dias úteis; b) não quitada nesse prazo a integralidade do lance, será perdida a caução em favor do credor (art. 897, CPC), como indenização pelo retardamento do leilão, que deverá ser refeito; c) as condições de parcelamento são aquelas indicadas no Código de Processo Civil, especificamente no artigo 895: a proposta deverá ser apresentada até o início dos leilões e conter oferta de pagamento de, ao menos, 25% (vinte e cinco por cento) do valor do lance à vista e o restante parcelado em até 30 (trinta) meses, garantido por caução idônea, quando se tratar de móveis, e por hipoteca do próprio bem, quando se tratar de imóveis; d) para bens móveis, fica estabelecido que 10% (dez por cento) do valor da arrematação servirá como caução e se o arrematante não pagar o preço, será imposta em favor da parte exequente a sua perda, nos termos do art. 897 do CPC; e) com base no § 1º, do art. 880, do códex processual, fica permitido o parcelamento em prestações mínimas de R$ 5.000,00 (cinco mil reais) para bens imóveis e parcelas mínimas de R$ 500,00 (quinhentos reais) para bens móveis; f) o parcelamento não alcança a arrecadação que não se destine à parte exequente, como, por exemplo, aquela destinada ao cônjuge meeiro ou a coproprietário; g) aplicar-se-á a taxa SELIC como indexador de correção monetária para pagamento do saldo; h) a proposta de quitação à vista sempre prevalecerá sobre a de pagamento parcelado (art. 895, § 7º, CPC).

VENDA DIRETA: Caso resulte negativo o segundo leilão, tendo em vista o disposto no art. 374, da Consolidação Normativa da Corregedoria-Geral da Justiça Federal da 4ª Região, fica o Leiloeiro, desde já, autorizado a proceder à venda direta dos bens, no prazo de 60 (sessenta) dias, nas mesmas condições constantes do edital e pelo mesmo preço que poderiam ser vendidos na segunda praça.

ÔNUS DO ARREMATANTE: O arrematante arcará com o pagamento de: a) comissão do leiloeiro de 5% (cinco por cento) sobre o valor da arrematação, que deverá ser paga a ele diretamente; b) custas de arrematação equivalente a 0,5% (meio por cento) sobre o valor da arrematação, com mínimo de R$ 10,64 e máximo de R$ 1.915,38; c) as despesas e os custos relativos à desmontagem, remoção, transporte e transferência patrimonial dos bens arrematados (art. 29 da Resolução nº 236/2016 do CNJ).

ADVERTÊNCIA: Ficam pelo presente devidamente intimados os terceiros interessados da designação supra e para, querendo, acompanhá-la, se não tiverem sido encontrados quando da realização da intimação pessoal. Caso a parte executada não seja encontrada para intimação pessoal da realização do leilão, fica intimada pelo mesmo edital.

ENDEREÇO E HORÁRIO DE EXPEDIENTE DO JUÍZO: Rua São Cristóvão, nº 144, Jardim Santos Dumont, Paranavaí/PR. Das 13h às 18h.

E para que chegue ao conhecimento de todos, mandei lavrar o presente Edital, que será afixado no lugar de costume, na forma da lei. Expedido por Juliana Dondoni, Técnica Judiciária, e conferido pelo Diretor de Secretaria Sérgio Ricardo Fiaes, na data da assinatura deste.

Edital

EXECUÇÃO FISCAL Nº 5006383-82.2014.4.04.7011/PR

EXEQUENTE: UNIÃO - FAZENDA NACIONAL

EXECUTADO: MARCIO OREJANA

EXECUTADO: M. OREJANA-VESTUARIO - ME EDITAL Nº 700004600052

O Doutor Adriano José Pinheiro, Juiz Federal da 1ª Vara Federal de Paranavaí, Seção Judiciária do Estado do Paraná, na forma da lei, FAZ SABER a todos que virem o presente edital ou dele tiverem conhecimento, expedido nos autos em epígrafe, que será(ão) leiloado (s) bem (ns) na forma seguinte:

1º LEILÃO: 22/03/2018, às 10h, por lanço igual ou superior ao da avaliação, apenas na modalidade on-line.

2º LEILÃO: 05/04/2018, às 14h, pelo maior lanço, desde que não seja inferior a 50% da avaliação, nas modalidades on-line e presencial.

LEILOEIRO: Werno Klöckner Júnior, JUCEPAR nº 660, com endereço na Avenida Carlos Gomes, 226, térreo, zona 5, Maringá/PR. Contato pelo telefone (44) 3026-8008 ou e-mail kleiloes@kleiloes.com.br.

LOCAL DO 2º LEILÃO: Shelton Palace Hotel, situado na Av. Deputado Heitor Alencar Furtado, nº 5530, Paranavaí/PR.

DESCRIÇÃO DO (S) BEM (NS):


Fração ideal de 12,5% do imóvel corresponden 

te ao lote nº 11, da quadra nº 17, situado no 

Loteamento Jardim Ipê, com área de 440m², c 

omposto por dois prédios comerciais e um 

residencial, conforme confrontações descritas n 

a matrícula nº 2.334, do 2º Ofício de Registro 

de Imóveis de Paranavaí. A parte ideal reca 

i exclusivamente sobre as salas com fins 

comerciais e inexiste matrícula individualizada. 
  

VALOR DE (RE) AVALIAÇÃO: R$ 65.000,00 (sessenta e cinco mil reais).

LOCALIZAÇÃO: Rua Sineval Fortes, 270, Jardim Ipê, Paranavaí/PR.

DEPOSITÁRIO (A): Márcio Orejana.

ÔNUS: Não há débitos de IPTU. Penhoras: R-8 e R10.

VISITAÇÃO DO BEM: A exposição aos interessados ocorrerá pelo leiloeiro mediante prévio agendamento por meio do telefone (44) 3026-8008. O bem será vendido no estado de conservação em que se encontra, sem garantia, constituindo ônus do interessado verificar sua condição antes das datas designadas para a alienação judicial (art. 18 da Resolução nº 236/2016 do CNJ).

AÇÕES/RECURSOS PENDENTES: Nada consta no processo em epígrafe.

VALOR DA EXECUÇÃO: R$ 97.253,55 (noventa e sete mil duzentos e cinquenta e três reais e cinquenta e cinco centavos), atualizado até 01/2018.

INFORMAÇÕES GERAIS: a) serão admitidos lances virtuais por meio do sítio eletrônico www.kleiloes.com.br, mediante cadastramento prévio, ficando os interessados cientes de que estarão vinculados às normas processuais e procedimentais destinadas aos lançadores presenciais, inclusive quanto à responsabilidade civil e criminal; b) os bens serão entregues

o arrematante livres e desembaraçados, exceto das cotas condominiais e outras obrigações civis referentes à coisa, tal como ITBI, luz e água em atraso, no caso de bens imóveis; c) o arrematante arcará com os tributos e multas cujo fato gerador ocorrer após a data da arrematação; d) em caso de arrematação de bem imóvel, para expedição da respectiva carta, deverá o arrematante comprovar o pagamento do Imposto de Transmissão de Bens Imóveis, a teor do § 2º, do artigo 901, do CPC; e) será observado o direito de preferência de eventual (ais) coproprietário (s) e cônjuge não executado, desde que pague (m) o mesmo preço, nas mesmas condições, do maior lanço ofertado.

FORMA DE PAGAMENTO: a) a venda será à vista, possibilitando-se ao arrematante a faculdade de depositar imediatamente o mínimo de 20% (vinte por cento) do lanço e o restante no prazo de até 10 (dez) dias úteis; b) não quitada nesse prazo a integralidade do lance, será perdida a caução em favor do credor (art. 897, CPC), como indenização pelo retardamento do leilão, que deverá ser refeito; c) as condições de parcelamento são aquelas indicadas no Código de Processo Civil, especificamente no artigo 895: a proposta deverá ser apresentada até o início dos leilões e conter oferta de pagamento de, ao menos, 25% (vinte e cinco por cento) do valor do lance à vista e o restante parcelado em até 30 (trinta) meses, garantido por caução idônea, quando se tratar de móveis, e por hipoteca do próprio bem, quando se tratar de imóveis; d) para bens móveis, fica estabelecido que 10% (dez por cento) do valor da arrematação servirá como caução e se o arrematante não pagar o preço, será imposta em favor da parte exequente a sua perda, nos termos do art. 897 do CPC; e) com base no § 1º, do art. 880, do códex processual, fica permitido o parcelamento em prestações mínimas de R$ 5.000,00 (cinco mil reais) para bens imóveis e parcelas mínimas de R$ 500,00 (quinhentos reais) para bens móveis; f) o parcelamento não alcança a arrecadação que não se destine à parte exequente, como, por exemplo, aquela destinada ao cônjuge meeiro ou a coproprietário; g) aplicar-se-á a taxa SELIC como indexador de correção monetária para pagamento do saldo; h) a proposta de quitação à vista sempre prevalecerá sobre a de pagamento parcelado (art. 895, § 7º, CPC); i) no caso de pedido de suspensão do leilão por parcelamento ou pagamento do débito exequendo no período de 10 (dez) dias que antecederem o leilão, a parte executada deverá pagar o equivalente a 2% (dois por cento)

sobre o valor do (s) bem (ns), a título de ressarcimento das despesas do leiloeiro, garantido o mínimo de R$ 300,00 e máximo de R$ 1.000,00.

VENDA DIRETA: Caso resulte negativo o segundo leilão, tendo em vista o disposto no art. 374, da Consolidação Normativa da Corregedoria-Geral da Justiça Federal da 4ª Região, fica o Leiloeiro, desde já, autorizado a proceder à venda direta dos bens, no prazo de 60 (sessenta) dias, nas mesmas condições constantes do edital e pelo mesmo preço que poderiam ser vendidos na segunda praça.

ÔNUS DO ARREMATANTE: O arrematante arcará com o pagamento de: a) comissão do leiloeiro de 5% (cinco por cento) sobre o valor da arrematação, que deverá ser paga a ele diretamente; b) custas de arrematação equivalente a 0,5% (meio por cento) sobre o valor da arrematação, com mínimo de R$ 10,64 e máximo de R$ 1.915,38; c) as despesas e os custos relativos à desmontagem, remoção, transporte e transferência patrimonial dos bens arrematados (art. 29 da Resolução nº 236/2016 do CNJ).

ADVERTÊNCIA: Ficam pelo presente devidamente intimados os terceiros interessados da designação supra e para, querendo, acompanhá-la, se não tiverem sido encontrados quando da realização da intimação pessoal. Caso a parte executada não seja encontrada para intimação pessoal da realização do leilão, fica intimada pelo mesmo edital.

ENDEREÇO E HORÁRIO DE EXPEDIENTE DO JUÍZO: Rua São Cristóvão, nº 144, Jardim Santos Dumont, Paranavaí/PR. Das 13h às 18h.

E para que chegue ao conhecimento de todos, mandei lavrar o presente Edital, que será afixado no lugar de costume, na forma da lei. Expedido por Thaís Angélica Pelegrini, Técnica Judiciária, e conferido pelo Diretor de Secretaria, Sérgio Ricardo Fiaes, na data da assinatura deste.

Edital

EXECUÇÃO FISCAL Nº 5001376-46.2013.4.04.7011/PR

EXEQUENTE: UNIÃO - FAZENDA NACIONAL

EXECUTADO: JORGE KENDI KUMAGAI

EXECUTADO: LATICINIOS AMAPORA LTDA - ME EXECUTADO: ARLINDO DOMINGOS GUIRRO

EXECUTADO: LUZIA SATIKO MISHIMA KUMAGAI

EXECUTADO: AGRO-INDUSTRIA VELHO GUERREIRO LTDA - ME EDITAL Nº 700004587472

O Doutor Adriano José Pinheiro, Juiz Federal da 1ª Vara Federal de Paranavaí, Seção Judiciária do Estado do Paraná, na forma da lei, FAZ SABER a todos que virem o presente edital ou dele tiverem conhecimento, expedido nos autos em epígrafe, que será(ão)

leiloado (s) bem (ns) na forma seguinte:

1º LEILÃO: 22/03/2018, às 10h, por lanço igual ou superior ao da avaliação, apenas na modalidade on-line.

2º LEILÃO: 05/04/2018, às 14h, pelo maior lanço, desde que não seja inferior a 50% da avaliação, nas modalidades on-line e presencial.

LEILOEIRO: Werno Klöckner Júnior, JUCEPAR nº 660, com endereço na Avenida Carlos Gomes, 226, térreo, zona 5, Maringá/PR. Contato pelo telefone (44) 3026-8008 ou e-mail kleiloes@kleiloes.com.br.

LOCAL DO 2º LEILÃO: Shelton Palace Hotel, situado na Av. Deputado Heitor Alencar Furtado, nº 5530, Paranavaí/PR.

DESCRIÇÃO DO (S) BEM (NS):


Parte ideal de 2/3 do imóvel de matrícula nº 30.93 

4, do 1º Ofício de Registro de Imóveis de 

Paranavaí, equivalente aos lotes nºs 7, 8, 9 e 10, 

da 1ª Zona Residencial do Município de 

Amaporã, correspondente a 2.700m². Composta por quatro construções em alvenaria, cobertas com telhas de amianto: 1) construção semi-aberta, sem piso, antiga e em mau estado de conservação, com cerca de 132m², onde funcionava a caldeira; 2) barracão em estado regular de conservação, com cerca de 150m²; 3) construção em estado regular de conservação, com cerca de 215m², onde funcionavam o escritório, o almoxarifado e o refeitório, e 4) prédio com cerca de 540m², em regular estado de conservação, parcialmente revestido com azulejo, com câmeras frias, estrutura metálica anexa coberta com chapas galvanizadas com aproximadamente 90m². Cerca de alambrado em regular estado de conservação.


VALO 

R DE (RE)AVALIAÇÃO: R$ 533.300,00 (quinhentos e trinta e três mil e trezentos 

reais). 
  

LOCALIZAÇÃO: Rua João Nobuyoshi Yamakawa, nº 4, bairro Asema, Amaporã/PR.

DEPOSITÁRIO (A): Fernando Martins Serrano.

ÔNUS: O imóvel não tem cadastro junto à Prefeitura de Paranavaí/PR; Hipoteca a favor de SICREDI Maringá (R-2); Penhora nos autos nºs 67/2002, da 4ª Vara Cível de Maringá/PR (R5) e nºs 00034-202-023-09-00-9 (R-7), 51473-25-023-09-0-2 (R-9), 00386-21-023-09-00-3 (R-10), 00065-2000-023-09-00-2 (R-15), 00063-2000-023-09-00-2 (R-16), 00064-2000023-09-00-2 (R-17), 00890-2007-023-09-00-2 (R-19), 473/2002 (R-20), 00806-2007-02309-00-2 (R-22) e 00882-2007-023-09-00-2 (R-23), da Vara do Trabalho de Paranavaí; Indisponibilidade de bens decretada nos autos nºs 01213200202509006 (Av-33), 008732003025090000 (Av-34); 00429200202509004 (Av-35) e 00729200102509002 (Av38), da Vara do Trabalho de Umuarama.

VISITAÇÃO DO BEM: A exposição aos interessados ocorrerá pelo leiloeiro mediante prévio agendamento por meio do telefone (44) 3026-8008. O bem será vendido no estado de conservação em que se encontra, sem garantia, constituindo ônus do interessado verificar sua condição antes das datas designadas para a alienação judicial (art. 18 da Resolução nº 236/2016 do CNJ).

AÇÕES/RECURSOS PENDENTES: Nada consta no processo em epígrafe.

VALOR DA EXECUÇÃO: crédito exigível de R$ 923.984,55 (novecentos e vinte e três mil novecentos e oitenta e quatro reais e cinquenta e cinco centavos).

INFORMAÇÕES GERAIS: a) serão admitidos lances virtuais por meio do sítio eletrônico www.kleiloes.com.br, mediante cadastramento prévio, ficando os interessados cientes de que estarão vinculados às normas processuais e procedimentais destinadas aos lançadores presenciais, inclusive quanto à responsabilidade civil e criminal; b) os bens serão entregues

o arrematante livres e desembaraçados, exceto das cotas condominiais e outras obrigações civis referentes à coisa, tal como ITBI, luz e água em atraso, no caso de bens imóveis; c) o arrematante arcará com os tributos e multas cujo fato gerador ocorrer após a data da arrematação; d) em caso de arrematação de bem imóvel, para expedição da respectiva carta, deverá o arrematante comprovar o pagamento do Imposto de Transmissão de Bens Imóveis, a teor do § 2º, do artigo 901, do CPC; e) será observado o direito de preferência de eventual (ais) coproprietário (s) e cônjuge não executado, desde que pague (m) o mesmo preço, nas mesmas condições, do maior lanço ofertado.

FORMA DE PAGAMENTO: a) a venda será à vista, possibilitando-se ao arrematante a faculdade de depositar imediatamente o mínimo de 20% (vinte por cento) do lanço e o restante no prazo de até 10 (dez) dias úteis; b) não quitada nesse prazo a integralidade do lance, será perdida a caução em favor do credor (art. 897, CPC), como indenização pelo retardamento do leilão, que deverá ser refeito; c) as condições de parcelamento são aquelas indicadas no Código de Processo Civil, especificamente no artigo 895: a proposta deverá ser apresentada até o início dos leilões e conter oferta de pagamento de, ao menos, 25% (vinte e cinco por cento) do valor do lance à vista e o restante parcelado em até 30 (trinta) meses, garantido por caução idônea, quando se tratar de móveis, e por hipoteca do próprio bem, quando se tratar de imóveis; d) para bens móveis, fica estabelecido que 10% (dez por cento) do valor da arrematação servirá como caução e se o arrematante não pagar o preço, será imposta em favor da parte exequente a sua perda, nos termos do art. 897 do CPC; e) com base no § 1º, do art. 880, do códex processual, fica permitido o parcelamento em prestações mínimas de R$ 5.000,00 (cinco mil reais) para bens imóveis e parcelas mínimas de R$ 500,00 (quinhentos reais) para bens móveis; f) o parcelamento não alcança a arrecadação que não se destine à parte exequente, como, por exemplo, aquela destinada ao cônjuge meeiro ou a coproprietário; g) aplicar-se-á a taxa SELIC como indexador de correção monetária para pagamento do saldo; h) a proposta de quitação à vista sempre prevalecerá sobre a de pagamento parcelado (art. 895, § 7º, CPC); i) no caso de pedido de suspensão do leilão por parcelamento ou pagamento do débito exequendo no período de 10 (dez) dias que antecederem o leilão, a parte executada deverá pagar o equivalente a 2% (dois por cento) sobre o valor do (s) bem (ns), a título de ressarcimento das despesas do leiloeiro, garantido o mínimo de R$ 300,00 e máximo de R$ 1.000,00.

VENDA DIRETA: Caso resulte negativo o segundo leilão, tendo em vista o disposto no art. 374, da Consolidação Normativa da Corregedoria-Geral da Justiça Federal da 4ª Região, fica o Leiloeiro, desde já, autorizado a proceder à venda direta dos bens, no prazo de 60 (sessenta) dias, nas mesmas condições constantes do edital e pelo mesmo preço que poderiam ser vendidos na segunda praça.

ÔNUS DO ARREMATANTE: O arrematante arcará com o pagamento de: a) comissão do leiloeiro de 5% (cinco por cento) sobre o valor da arrematação, que deverá ser paga a ele diretamente; b) custas de arrematação equivalente a 0,5% (meio por cento) sobre o valor da

arrematação, com mínimo de R$ 10,64 e máximo de R$ 1.915,38; c) as despesas e os custos relativos à desmontagem, remoção, transporte e transferência patrimonial dos bens arrematados (art. 29 da Resolução nº 236/2016 do CNJ).

ADVERTÊNCIA: Ficam pelo presente devidamente intimados os terceiros interessados da designação supra e para, querendo, acompanhá-la, se não tiverem sido encontrados quando da realização da intimação pessoal. Caso a parte executada não seja encontrada para intimação pessoal da realização do leilão, fica intimada pelo mesmo edital.

ENDEREÇO E HORÁRIO DE EXPEDIENTE DO JUÍZO: Rua São Cristóvão, nº 144, Jardim Santos Dumont, Paranavaí/PR. Das 13h às 18h.

E para que chegue ao conhecimento de todos, mandei lavrar o presente Edital, que será afixado no lugar de costume, na forma da lei. Expedido por Thaís Angélica Pelegrini, Técnica Judiciária, na data da assinatura deste.

Edital

EXECUÇÃO DE TÍTULO EXTRAJUDICIAL Nº 5002611-14.2014.4.04.7011/PR

EXEQUENTE: CAIXA ECONÔMICA FEDERAL - CEF

EXECUTADO: NEUSA APARECIDA BERTOCHIO GIMENES

EXECUTADO: ANTONIO GIMENES MIRON

EDITAL Nº 700004591482

O Doutor Adriano José Pinheiro, Juiz Federal da 1ª Vara Federal de Paranavaí, Seção Judiciária do Estado do Paraná, na forma da lei, FAZ SABER a todos que virem o presente edital ou dele tiverem conhecimento, expedido nos autos em epígrafe, que será(ão) leiloado (s) bem (ns) na forma seguinte:

1º LEILÃO: 22/03/2018, às 10h, por lanço igual ou superior ao da avaliação, apenas na modalidade on-line.


2º LEILÃO: 05/04/2018, às 14h, pelo maior la 

nço, desde que não seja inferior a 50% da 

avaliação, nas modalidades on-line e presencial. 
  

LEILOEIRO: Werno Klöckner Júnior, JUCEPAR nº 660, com endereço na Avenida Carlos Gomes, 226, térreo, zona 5, Maringá/PR. Contato pelo telefone (44) 3026-8008 ou e-mail kleiloes@kleiloes.com.br.

LOCAL DO 2º LEILÃO: Shelton Palace Hotel, situado na Av. Deputado Heitor Alencar Furtado, nº 5530, Paranavaí/PR.

DESCRIÇÃO DO (S) BEM (NS):



Lotes 

nº1 e 2, da quadra 

nº 217, da planta geral da cidade de Nova Londr 

ina, 

Município e 

Comar 

ca de Nova Lond 

rina - PR, com área de 1.200,0 metros quadra 

do, 

matriculado 

sob o n 

º. 1.286, do Ofíci 

o de Registro de Imóveis de Nova Londrina/PR 

. As 

metragens e c 

onfron 

tações encontram- 

se descritas na matrícula. Sobre o terreno descrito 

há 

uma construç 

ão res 

idencial em alvena 

ria, coberta com telhas, medindo aproximadame 

nte 

647,00 m². A r 

esidên 

cia possui quatro q 

uartos (suítes), quatro salas, uma sala de estudos 

, um 

lavabo, uma a 

dega, 

duas cozinhas, um 

a copa, uma sauna, um quarto de empregada, jar 

dim 

de inverno, ga 

ragem 

, sacada e piscina. 
    

VALOR DE (RE)AVALIA 

ÇÃO: R$ 910.804,50 (novecentos e dez mil, oitocentos e quatro 

reais e cinquenta centavos) 
  

LOCALIZAÇÃO: Rua Manoel Bono Rodrigues, 160, Nova Londrina - PR.

DEPOSITÁRIO (A): Antônio Gimenes Miron e Neusa Aparecida Bertochio Gimenes

ÔNUS: IPTU R$89.014,14; Hipoteca: R-10. Penhoras: R-11, R-12, R-13, R-14, R-15.

VISITAÇÃO DO BEM: A exposição aos interessados ocorrerá pelo depositário, no horário comercial (de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h, e aos sábados, das 9h às 12h). O bem será vendido no estado de conservação em que se encontra, sem garantia, constituindo ônus do interessado verificar sua condição antes das datas designadas para a alienação judicial (art. 18 da Resolução nº 236/2016 do CNJ).

AÇÕES/RECURSOS PENDENTES: Nada consta no processo em epígrafe.

VALOR DA EXECUÇÃO: 2.337.528,16 (05/2016)

INFORMAÇÕES GERAIS: a) serão admitidos lances virtuais por meio do sítio eletrônico www.kleiloes.com.br, mediante cadastramento prévio, ficando os interessados cientes de que estarão vinculados às normas processuais e procedimentais destinadas aos lançadores presenciais, inclusive quanto à responsabilidade civil e criminal; b) os bens serão entregues

o arrematante livres e desembaraçados, exceto das cotas condominiais e outras obrigações civis referentes à coisa, tal como ITBI, luz e água em atraso, no caso de bens imóveis; c) o arrematante arcará com os tributos e multas cujo fato gerador ocorrer após a data da arrematação; d) em caso de arrematação de bem imóvel, para expedição da respectiva carta, deverá o arrematante comprovar o pagamento do Imposto de Transmissão de Bens Imóveis, a teor do § 2º, do artigo 901, do CPC; e) será observado o direito de preferência de eventual (ais) coproprietário (s) e cônjuge não executado, desde que pague (m) o mesmo preço, nas mesmas condições, do maior lanço ofertado.

FORMA DE PAGAMENTO: a) a venda será à vista, possibilitando-se ao arrematante a faculdade de depositar imediatamente o mínimo de 20% (vinte por cento) do lanço e o restante no prazo de até 10 (dez) dias úteis; b) não quitada nesse prazo a integralidade do lance, será perdida a caução em favor do credor (art. 897, CPC), como indenização pelo retardamento do leilão, que deverá ser refeito; c) as condições de parcelamento são aquelas indicadas no Código de Processo Civil, especificamente no artigo 895: a proposta deverá ser apresentada até o início dos leilões e conter oferta de pagamento de, ao menos, 25% (vinte e cinco por cento) do valor do lance à vista e o restante parcelado em até 30 (trinta) meses, garantido por caução idônea, quando se tratar de móveis, e por hipoteca do próprio bem, quando se tratar de imóveis; d) para bens móveis, fica estabelecido que 10% (dez por cento) do valor da arrematação servirá como caução e se o arrematante não pagar o preço, será

do valor da arrematação servirá como caução e se o arrematante não pagar o preço, será imposta em favor da parte exequente a sua perda, nos termos do art. 897 do CPC; e) com base no § 1º, do art. 880, do códex processual, fica permitido o parcelamento em prestações mínimas de R$ 5.000,00 (cinco mil reais) para bens imóveis e parcelas mínimas de R$ 500,00 (quinhentos reais) para bens móveis; f) o parcelamento não alcança a arrecadação que não se destine à parte exequente, como, por exemplo, aquela destinada ao cônjuge meeiro ou a coproprietário; g) aplicar-se-á a taxa SELIC como indexador de correção monetária para pagamento do saldo; h) a proposta de quitação à vista sempre prevalecerá sobre a de pagamento parcelado (art. 895, § 7º, CPC).

VENDA DIRETA: Caso resulte negativo o segundo leilão, tendo em vista o disposto no art. 374, da Consolidação Normativa da Corregedoria-Geral da Justiça Federal da 4ª Região, fica o Leiloeiro, desde já, autorizado a proceder à venda direta dos bens, no prazo de 60 (sessenta) dias, nas mesmas condições constantes do edital e pelo mesmo preço que poderiam ser vendidos na segunda praça.

ÔNUS DO ARREMATANTE: O arrematante arcará com o pagamento de: a) comissão do leiloeiro de 5% (cinco por cento) sobre o valor da arrematação, que deverá ser paga a ele diretamente; b) custas de arrematação equivalente a 0,5% (meio por cento) sobre o valor da arrematação, com mínimo de R$ 10,64 e máximo de R$ 1.915,38; c) as despesas e os custos relativos à desmontagem, remoção, transporte e transferência patrimonial dos bens arrematados (art. 29 da Resolução nº 236/2016 do CNJ).

ADVERTÊNCIA: Ficam pelo presente devidamente intimados os terceiros interessados da designação supra e para, querendo, acompanhá-la, se não tiverem sido encontrados quando da realização da intimação pessoal. Caso a parte executada não seja encontrada para intimação pessoal da realização do leilão, fica intimada pelo mesmo edital.

ENDEREÇO E HORÁRIO DE EXPEDIENTE DO JUÍZO: Rua São Cristóvão, nº 144, Jardim Santos Dumont, Paranavaí/PR. Das 13h às 18h.

E para que chegue ao conhecimento de todos, mandei lavrar o presente Edital, que será afixado no lugar de costume, na forma da lei. Expedido por Juliana Dondoni, Técnica Judiciária, e conferido pelo Diretor de Secretaria Sérgio Ricardo Fiaes, na data da assinatura deste.