Andamento do Processo n. 0011311-69.2018.8.21.0010 - 15/03/2019 do TJRS

Catuípe

1ª Vara Cível da Comarca de Caxias do Sul Nota de Expediente Nº 215/2019

010/1.18.0006384-9 (CNJ 0011311-69.2018.8.21.0010) - HORÁCIO COSTA (PP. ANDREA FINGER COSTA 30967/RS, FERNANDO HACKMANN RODRIGUES 18660/RS E HORACIO COSTA 5187/RS) X BANCO DO BRASIL S.A. (PP. BRUNO DOS SANTOS LOPES 45E853/RS, LUCIANO JOSE GIONGO 35388/RS E OLDENGAR CARDOSO MACHADO 50839/RS).

COMPULSANDO OS AUTOS VERIFICA-SE QUE ASSISTE PARCIAL RAZÃO A PARTE RÉ EM SUA MANIFESTAÇÃO DAS FLS. 693/697, NO TOCANTE A AUSÊNCIA DE INTIMAÇÃO ACERCA DO DEFERIMENTO DA PROVA PERICIAL. ASSIM, A FIM DE EVITAR EVENTUAL NULIDADE PROCESSUAL, INTIMEM-SE AS PARTES ACERCA DO DEFERIMENTO DA PROVA PERICIAL E NOMEAÇÃO DO PERITO JUDICIAL, NOS

TERMOS DO DISPOSTO DA DECISÃO DA FL. 689. NO TOCANTE AS MANIFESTAÇÕES DA PARTE RÉ DAS FLS. 618/618 E FLS. 677/681, ATINENTE A DESNECESSIDADE DA PROVA PERICIAL, ENTENDO QUE NÃO HÁ COMO SER ACOLHIDA, UMA VEZ QUE NA DECISÃO DAS FLS. 624/625, CONSTOU EXPRESSAMENTE QUE O CÁLCULO DO DÉBITO DEVERÁ SER APURADO EM SEDE DE LIQUIDAÇÃO DE SENTENÇA. NO QUE SE REFERE A APLICAÇÃO/INTERPRETAÇÃO DE CLÁUSULA CONTRATUAL, A MESMA TRATA-SE DE MATÉRIA DE MÉRITO E SERÁ APRECIADA QUANDO DA PROLAÇÃO DA SENTENÇA NA

LIQUIDAÇÃO.