Andamento do Processo n. 0035848-25.2013.8.07.0001 - Execução de Título Extrajudicial - 20/12/2019 do TJDF

Presidência 0 5 2 7 5 2 1 da 3ª

Secretaria-geral da Corregedoria

Circunscrição Judiciária de Brasília

Juizados Especiais Cíveis de Brasília

2ª Vara de Execução de Títulos Extrajudiciais

Decisão

N. 0035848-25.2013.8.07.0001 - EXECUÇÃO DE TÍTULO EXTRAJUDICIAL - A: A C AIRES - CREDITO E COBRANCA - ME. Adv (s).: DF0046271A - BRUNO ALVES IVO DA SILVA, DF0012927E - MAYALLA SANTOS PEREIRA, DF0038537A - JANDINARA JESSICA ALVES TEIXEIRA, DF0048561A - DANIEL ANTONIO DE SA SILVA, DF0013886E - GISLENE SOUSA DE OLIVEIRA, DF0006545A - PAULO ROBERTO IVO DA SILVA, DF0011799E - MAURICIO CORDEIRO NORONHA, DF0015773A - ALEXANDRE MAGALHAES DE MESQUITA, DF0017109E -WELLINGTON NUNES DOS REIS, DF0014751E - BRUNO LEONARDO DA SILVA. R: CECILIA MARIA LULI. Adv (s).: Nao Consta Advogado. Poder Judiciário da União TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO DISTRITO FEDERAL E DOS TERRITÓRIOS 2VARVETBSB 2ª Vara de Execução de Títulos Extrajudiciais e Conflitos Arbitrais de Brasília Número do processo: 0035848-25.2013.8.07.0001 Classe judicial: EXECUÇÃO DE TÍTULO EXTRAJUDICIAL (159) EXEQUENTE: A C AIRES - CREDITO E COBRANCA - ME EXECUTADO: CECILIA MARIA LULI DECISÃO INTERLOCUTÓRIA Autos retornados de instância superior, sendo cassada a sentença proferida (id 30864098), pelo v. Acórdão de id 51056863. Intimada a indicar bens penhoráveis, a parte exequente não conseguiu localizá-los. Assim, com fundamento no art. 921, inciso III, do CPC, suspendo a execução pelo prazo de 1 (um) ano, durante o qual se suspenderá a prescrição. Decorrido o prazo supra sem manifestação do exequente, começará a correr automaticamente o prazo de prescrição intercorrente (Enunciado 195 do Fórum Permanente de Processualistas Cíveis). Após o prazo suspensivo de 1 ano, os autos deverão ser arquivados na forma do art. 921, § 2º, do CPC, independentemente de nova conclusão, os quais poderão ser desarquivados para prosseguimento da execução, a requerimento do exequente, por meio de petição instruída com documentos que demonstrem a existência de bens penhoráveis (§ 3º). Saliente-se que, já tendo sido realizada diligência via sistemas disponíveis ao juízo (BACENJUD, RENAJUD e INFOSEG), não serão admitidos pedidos de reiteração dessas diligências sem que o exequente demonstre a modificação da situação econômica do executado. (Resp. 1.284.587 - SP. Min. Massami Uyeda, DJe 29/02/12). Int. DOCUMENTO DATADO E ASSINADO DIGITALMENTE