Busca sem resultado
A Vulnerabilidade dos Consumidores no Comércio Eletrônico: A Reconstrução da Confiança na Atualização do Código de Defesa do Consumidor

A Vulnerabilidade dos Consumidores no Comércio Eletrônico: A Reconstrução da Confiança na Atualização do Código de Defesa do Consumidor

1.1.1 Da modernidade à pós-modernidade

Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

1.1.1 Da modernidade à pós-modernidade

O computador pessoal conectado em rede é um símbolo significativo da “elasticidade heterodoxa” 37 da contemporaneidade, ao passo que, em primeiro lugar, codifica a realidade em uma lógica binária de zeros e uns, afastando-nos do sistema milenar de contagem decimal. 38 Esse primeiro aspecto, voltado para a busca de padrões na realidade que nos cerca e a sua consequente codificação em estruturas lógicas, pode ser comparado e encontrar eco nos ideais modernos, que merecem ser brevemente analisados para conseguirmos compreender de forma mais clara o porvir. Conforme destaca Lipovetsky, “a novidade requer aqui a memória, a ordenação cronológica, a genealogia”. 39

A modernidade passou por dois momentos que delinearam a organização do Estado e o pensamento moderno: o primeiro emergiu das revoluções burguesas dos séculos XVIII e XIX; e o segundo começou a construir-se no final do século XIX com a Revolução Industrial. 40

No século XVIII, teve início o “projeto de desenvolvimento material e moral do homem pelo conhecimento”, 41 ideal iluminista que une a ciência com a liberdade individual do burguês capitalista para se chegar ao progresso. Os séculos XIX e XX, por sua vez, edificaram o progresso nas grandes fábricas, nas ferrovias, na navegação e na exploração, ou seja, pautaram o desenvolvimento pela produção e pela máquina. 42

Traçando um amplo panorama da cultura moderna, seria possível afirmar que ela caracterizava-se por converter a natureza em produto – que se tornou objeto de uma exploração sem limites; o saber em ciência – cuja lógica cartesiana era considerada suficiente para apontar a verdade de todas as coisas; a prova empírica em produto irrefutável da razão – em que os índices econômicos são a medida absoluta do progresso; a técnica em método de produção; e o princípio ético em norma jurídica universal – tomando os códigos como obras científicas do saber jurídico, insuscetíveis de lacunas e erros e garantidores de uma igualdade formal entre os indivíduos. 43

Ocorre que esses ideais totalizantes modernistas se mostram artificiais e herméticos, ao passo que se negaram a acompanhar as modificações sociais, econômicas e tecnológicas, convertendo-se num verdadeiro leito de Procusto para a sociedade. 44

A tentativa de universalizar …

Experimente Doutrina para uma pesquisa mais avançada

Tenha acesso ilimitado a Doutrina com o plano Pesquisa Jurídica Avançada e mais:

  • Busca por termos específicos em uma biblioteca com mais de 1200 livros.
  • Conteúdo acadêmico de autores renomados em várias especialidades do Direito.
  • Cópia ilimitada de Jurisprudência, Modelos, Peças e trechos de Doutrina nas normas ABNT.
Ilustração de computador e livro
Comparar planos
jusbrasil.com.br
18 de Junho de 2024
Disponível em: https://www.jusbrasil.com.br/doutrina/secao/111-da-modernidade-a-pos-modernidade-11-contextualizacao-do-comercio-eletronico-na-contemporaneidade/1327377494