Busca sem resultado
O Fim dos Advogados?

O Fim dos Advogados?

3.5. Repensando os Métodos do Ensino Jurídico Tradicional por Meio de Competições Acadêmicas

Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Daniel Tavela Luís

Felipe Chiarello

1.Introdução

Esta obra, como anunciada por seus organizadores, tem como objetivo fazer uma releitura, à brasileira, de uma das principais obras sobre o futuro da profissão jurídica no mundo: o livro The End of Lawyers? Rethinking the nature of legal services, de autoria de Richard Susskind.

Atendendo ao honroso convite dos organizadores, nosso objetivo neste artigo é compartilhar com os leitores alguns aprendizados e algumas reflexões sobre o processo de transformação que a Faculdade de Direito da Universidade Presbiteriana Mackenzie vem passando nos últimos anos e que se relaciona diretamente com alguns dos diagnósticos que foram identificados por Susskind em seu livro.

O tema nos parece interessante por pelo menos três razões. Em primeiro lugar, porque, como se sabe, a Faculdade de Direito da Universidade Presbiteriana Mackenzie é, sem sombra de dúvidas, uma das mais tradicionais do Brasil, com mais de 65 (sessenta e cinco) anos de formação de juristas com excelência. Se, por um lado, isso é motivo de muito orgulho, por outro, incute-nos uma responsabilidade ímpar de continuar a ocupar esse espaço em um momento de profunda transformação nas profissões jurídicas e no ensino jurídico.

Em segundo lugar, porque transformar uma Faculdade de Direito já tradicional é um desafio enorme (talvez tão grande quanto o de criar uma nova faculdade), em especial porque ele envolve um processo de aprendizado mútuo de professores e alunos. A Faculdade de Direito do Mackenzie é a prova viva de que é possível mudar a forma de ensinar o Direito mantendo a excelência pela qual o Mackenzie é conhecido.

Por fim, o terceiro motivo que nos levou a escrever este artigo é o de compartilhar algumas das experiências que foram implementadas na Faculdade de Direito e que a tornam um verdadeiro caso de sucesso na transformação do ensino jurídico no Brasil.

O foco deste artigo é compartilhar com o leitor um pouco do processo de Internacionalização da Faculdade de Direito, em especial a partir de iniciativas estudantis que têm capitaneado boa parte do desenvolvimento de nossos alunos. Nosso primeiro foco são, pois, as competições estudantis (moot courts). Não deixaremos de abordar algumas outras iniciativas implementadas recentemente e que tiveram como objetivo aproximar nosso estudante de uma vivência internacional – daremos um destaque específico para o programa Exchanging Hemispheres.

Vale esclarecer que nosso objetivo central neste artigo não é fazer uma análise de como as ideias de Susskind são vistas no Brasil ou na Faculdade de Direito. Nosso objetivo central parte da premissa de que o ensino jurídico no Brasil precisa se adaptar para permitir que as novas gerações de juristas não se …

Uma nova experiência de pesquisa jurídica em Doutrina. Toda informação que você precisa em um só lugar, a um clique.

Com o Pesquisa Jurídica Avançada, você acessa o acervo de Doutrina da Revista dos Tribunais e busca rapidamente o conteúdo que precisa dentro de cada obra.

  • Acesse até 03 capítulos gratuitamente.
  • Busca otimizada dentro de cada título.
Ilustração de computador e livro
jusbrasil.com.br
24 de Maio de 2024
Disponível em: https://www.jusbrasil.com.br/doutrina/secao/35-repensando-os-metodos-do-ensino-juridico-tradicional-por-meio-de-competicoes-academicas-parte-3-transformacao-da-educacao-juridica-o-fim-dos-advogados/1353727218