Busca sem resultado
Código Civil Comentado: Com Jurisprudência Selecionada e Enunciados das Jornadas do Stj Sobre o Código Civil

Código Civil Comentado: Com Jurisprudência Selecionada e Enunciados das Jornadas do Stj Sobre o Código Civil

Capítulo III. Das Perdas e Danos

Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Capítulo III

DAS PERDAS E DANOS

Art. 402. Salvo as exceções expressamente previstas em lei, as perdas e danos devidas ao credor abrangem, além do que ele efetivamente perdeu, o que razoavelmente deixou de lucrar.

V. arts. 186, 234, 236, 247, 251, 255, 389, 416, 475, 927 e 944 a 954, CC.

• STF, Súmula 412 : No compromisso de compra e venda com cláusula de arrependimento, a devolução do sinal, por quem o deu, ou a sua restituição em dobro, por quem o recebeu, exclui indenização maior, a título de perdas e danos, salvo os juros moratórios e os encargos do processo.

• STJ, REsp repetitivo XXXXX/DF: A cláusula penal moratória tem a finalidade de indenizar pelo adimplemento tardio da obrigação, e, em regra, estabelecida em valor equivalente ao locativo, afasta-se sua cumulação com lucros cessantes (STJ, REsp XXXXX/DF , rel. Min. Luis Felipe Salomão, 2.2ª S., j. 22.05.2019).

Sumário: I. O dever de indenizar como medida de repristinação. Danos emergentes e lucros cessantes; II. Perdas e danos na fase pré-contratual; III. Perda de uma chance (perte d’une chance).

I. O dever de indenizar como medida de repristinação. Danos emergentes e lucros cessantes. O inadimplemento da obrigação tem como consequência o dever de indenizar pela prática de um ato ilícito (absoluto ou relativo). Esta indenização tem como escopo simplesmente recompor a parte lesada. O direito nunca enriquece alguém, mas reestabelece a situação violada. Por este motivo, as perdas e danos abrangem unicamente o prejuízo efetivo, bem como o estimado. O prejuízo imediato experimentado pelo lesado gera o dano emergente. Nesta parcela são calculados os valores de recomposição, assim como todos os danos reflexos. Ex.: A perda de um automóvel na colisão não gera apenas o dever de ressarcimento in natura do veículo, ou de seu valor pelo responsável, mas também das despesas geradas com o aluguel de outro carro, ou das despesas de locomoção durante o período em que ficou sem outro veículo. Suponha-se que o lesado era um taxista. A perda do veículo, além de constituir um dano emergente, representa a cessação de sua fonte de rendimento, pois …

Uma nova experiência de pesquisa jurídica em Doutrina. Toda informação que você precisa em um só lugar, a um clique.

Com o Pesquisa Jurídica Avançada, você acessa o acervo de Doutrina da Revista dos Tribunais e busca rapidamente o conteúdo que precisa dentro de cada obra.

  • Acesse até 03 capítulos gratuitamente.
  • Busca otimizada dentro de cada título.
Ilustração de computador e livro
jusbrasil.com.br
27 de Maio de 2024
Disponível em: https://www.jusbrasil.com.br/doutrina/secao/art-402-capitulo-iii-das-perdas-e-danos-codigo-civil-comentado-com-jurisprudencia-selecionada-e-enunciados-das-jornadas-do-stj-sobre-o-codigo-civil/1196961593