Busca sem resultado
jusbrasil.com.br
22 de Fevereiro de 2024
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios TJ-DF: XXXXX-96.2016.8.07.0001 DF XXXXX-96.2016.8.07.0001

Detalhes

Processo

Órgão Julgador

1ª TURMA CRIMINAL

Publicação

Julgamento

Relator

MARIO MACHADO

Documentos anexos

Inteiro TeorTJ-DF__20160111065154_9ee06.pdf
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

PENAL. LESÃO CORPORAL CULPOSA E HOMICÍDIO CULPOSO (ART. 121, §§ 3º E , E ART. 129, §§ 6º E , AMBOS DO CÓDIGO PENAL). RECURSO DO MP. NEGLIGÊNCIA MÉDICA. ASFIXIA PERINATAL GRAVE DO FETO. IMPERÍCIA. REALIZAÇÃO DA MANOBRA KRISTELLER. CONDENAÇÃO. INVIABILIDADE. NÃO COMPROVAÇÃO.

Presentes elementos probatórios suficientes a apontar a ausência de responsabilidade das rés, restando comprovado nos autos por laudos médicos, documentos e testemunhos que todos os procedimentos realizados foram discutidos e supervisionados pelos staffs de plantão, comparecendo absolutamente corretos no que diz com as avaliações e as condutas adotadas, inviável a condenação requerida. Apelação não provida.

Acórdão

RECURSO CONHECIDO E DESPROVIDO.
Disponível em: https://www.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/tj-df/597191714

Informações relacionadas

Tribunal de Justiça do Amazonas
Jurisprudênciahá 5 anos

Tribunal de Justiça do Amazonas TJ-AM - Apelação Cível: AC XXXXX-58.2015.8.04.0001 AM XXXXX-58.2015.8.04.0001

Tribunal de Justiça de Minas Gerais
Jurisprudênciahá 20 anos

Tribunal de Justiça de Minas Gerais TJ-MG: XXXXX41485140001 MG XXXXX-4/000(1)

Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios TJ-DF: XXXXX-91.2012.8.07.0018 DF XXXXX-91.2012.8.07.0018

Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro
Jurisprudênciahá 3 anos

Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro TJ-RJ - APELAÇÃO: APL XXXXX-60.2012.8.19.0001

Yasmim Carvalho, Advogado
Artigoshá 3 anos

Violência obstétrica e a responsabilidade criminal