Processo nº 2092925-88.2017.8.26.0000

Banco do Brasil S/A x Jaime Pazian

TJSP · Foro Unificado da Comarca de São Paulo, SP
Cível · Agravo de Instrumento
Valor da causa:
R$ X.XXX,XX
Exibir Valor
O processo teve origem no Tribunal de Justiça de São Paulo, no Foro Unificado da Comarca de São Paulo, SP, em 22 de maio de 2017. Tem como partes envolvidas Banco do Brasil S/A, Rafael Sganzerla Durand, Bruno Augusto Gradim Pimenta, Jaime Pazian e outros.
Processo em andamento
Informações sincronizadas ano passado com tribunais e Diários Oficiais.

Andamento processual

Assine para desbloquear todas as movimentações desse processo
23/03/2021há 4 meses
Movimentação visível apenas para assinantes.
07/02/2021há 6 meses
Movimentação visível apenas para assinantes.
30/11/2020há 8 meses
Movimentação visível apenas para assinantes.
19/10/2020há 9 meses
Movimentação visível apenas para assinantes.
25/08/2020há 11 meses
Movimentação visível apenas para assinantes.
13/08/2018há 3 anos
Expedido Certidão - Concluso ao relator CONCLUSÃO DR. JOÃO BATISTA VILHENA
23/01/2018há 4 anos
Expedido Certidão Decurso - Conclusão
01/06/2017há 4 anos
Publicado em Disponibilizado em 31/05/2017 Tipo de publicação: Despacho Número do Diário Eletrônico: 2358
31/05/2017há 4 anos
Expedido Certidão Certidão de Publicação de Despacho [Digital]

Seção III

Subseção V - Intimações de Despachos

Processamento 9º Grupo (17ª Câmara Direito Privado)

Despacho

2092925-88.2017.8.26.0000 - Processo Digital. Petições para juntada devem ser apresentadas exclusivamente por meio eletrônico, nos termos do artigo 7º da Res. 551/2011 - Agravo de Instrumento - Birigüi - Agravante: Banco do Brasil SA - Agravado: Roberto Carlos Pazian - Agravado: Jaime Pazian - Tendo tomado conhecimento de decisão proferida pelo Ministro Raul Araújo, do Superior Tribunal de Justiça no Resp. nº 1.438.263-SP, no sentido de estar afeto tal recurso à Segunda Seção daquela Corte, para julgamento como recurso repetitivo, isto em conformidade com o art. 543-C, do Código de Processo Civil, bem como do art. 2º, §§1º e 2º e art. 7º, da Resolução STJ nº 8, de 07 de agosto de 2008, decisão esta em que foi determinada a suspensão de recursos que versem sobre a mesma controvérsia apresentada no agora repetitivo, bem como apontou que referida suspensão abrange todos os processos que se encontrem em fase de liquidação ou de cumprimento de sentença, nos quais a questão da legitimidade ativa de não associado ao IDEC para a liquidação/execução da sentença coletiva não tenha recebido solução definitiva. Então, verificando que o presente recurso insere-se na hipótese de suspensão prevista e comandada na forma antes declinada, determino a suspensão deste recurso até o julgamento do repetitivo. Sem prejuízo, faculto aos interessados manifestação, no prazo legal, de eventual oposição ao julgamento virtual, nos termos dos artigos 1º e 2º da Resolução 549/2011, do Órgão Especial deste Tribunal, publicada no DJe de 25 de agosto de 2011 e em vigor desde 26 de setembro de 2011. - Magistrado(a) João Batista Vilhena - Advs: Rafael Sganzerla Durand (OAB: 211648/SP) - Bruno Augusto Gradim Pimenta (OAB: 226496/SP) - - Páteo do Colégio - Salas 306/309

Detalhes do processo
Poder Judiciário
Justiça dos Estados e do Distrito Federal e Territórios
Tribunal de Origem
TJSP · Foro · Foro Unificado da Comarca de São Paulo, SP
Valor da Causa
R$ X.XXX,XX
Exibir Valor
Data de tramitação
22/05/2017 a 23/03/2021
Natureza
Agravo de Instrumento
Área do Direito
Cível
Assunto
Bancários / Expurgos Inflacionários / Planos Econômicos
Início do Processo
2017
Partes envolvidas
Parte autora
Rafael Sganzerla Durand
Advogado envolvido
Parte ré
Jaime Pazian
Agravado