Processo nº 0141082-21.2017.8.19.0001

Bradesco Saude S a x Bernardo Pina Rodrigues da Silva

TJRJ · Rio de Janeiro, RJ
APELAÇÃO
O processo teve origem no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, em 17 de janeiro de 2020. Tem como partes envolvidas Bradesco Saude S a, Ricardo Silva Machado, Bernardo Pina Rodrigues da Silva, Dionísio Antônio Furtado de Melo e outros.
Processo inativo
Informações sincronizadas há 5 meses com tribunais e Diários Oficiais.
Sincronizar

Andamento processual

Assine para desbloquear todas as movimentações desse processo
02/02/2021há 10 meses
Movimentação visível apenas para assinantes.
13/11/2020ano passado
Movimentação visível apenas para assinantes.
Movimentação visível apenas para assinantes.
11/11/2020ano passado
Movimentação visível apenas para assinantes.
Movimentação visível apenas para assinantes.
Conclusão ao Juiz Juiz: LUIZ ANTONIO VALIERA DO NASCIMENTO
Enviado para publicação
04/11/2020ano passado
Ato Ordinatório Praticado Descrição: Certifico que foram apresentados embargos de declaração tempestivos (index: 358).
25/09/2020ano passado
Juntada - Petição Descrição da juntada: Documento eletrônico juntado de forma automática.
18/09/2020ano passado

Comarca da Capital

Varas Cíveis

39ª Vara Cível

Juiz Titular: Luiz Antonio Valiera do Nascimento

Responsável pelo Expediente: Rosely Rodrigues Antunes

Expediente do Dia: 16/09/2020

Procedimento Comum

Proc. 0141082-21.2017.8.19.0001 - BERNARDO PIÑA RODRIGUES DA SILVA E OUTRO (Adv (s). Dr (a). DÉBORA GOIATÁ GONZALEZ (OAB/RJ-137022), Dr (a). DIONÍSIO ANTÔNIO FURTADO DE MELO (OAB/RJ-086690) X BRADESCO SAÚDE S/A (Adv (s). Dr (a). GUSTAVO DE FIGUEIREDO GSCHWEND (OAB/RJ-169800), Dr (a). RICARDO SILVA MACHADO (OAB/RJ-109265) Decisão: Expeça-se mandado de pagamento em favor da parte autora conforme solicitado. Quanto à alegação de descumprimento da tutela antecipada do indexador 061, assiste razão à seguradora ré, pois após cumprir a decisão houve pedido de desistência da ação e cancelamento do plano pela titular do plano, segunda autora Sra.Minica Cleophas, sendo que a relação com o primeiro autor, dependente do plano, não poderia continuar a ser mantida com o cancelamento do plano pela titular. Vale dizer que atualmente não há qualuqer vínculo entre o segunda autora e o autor que no caso é seu ex-cônjuge. Assim, rejeito a alegação de descumprimento da tutela. Após o levantamento, dê-se baixa e arquive-se.

Fontes de informações
Todas as informações exibidas nesta página são públicas e foram coletadas nos Sistemas dos Tribunais e Diários Oficiais.
SABER MAIS