jusbrasil.com.br
28 de Junho de 2022

Peça extraída do processo n°XXXXXXX-XX.2017.8.26.0451

Petição - Ação Compra e Venda

Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA 4a VARA CÍVEL DA COMARCA DE PIRACICABA, ESTADO DE SÃO PAULO.

PROCESSO Nº 0000000-00.0000.0.00.0000

NomeTERESA AZANHA FURLAN PETRI , já devidamente qualificada nos autos do processo em epígrafe, vem por sua advogada que esta subscreve, respeitosamente a presença de Vossa Excelência se manifestar acerca da RÉPLICA apresentada pelos REQUERENTES , o que faz nos seguintes termos:

I- DA PRELIMINAR

1) DA APLICAÇÃO DE REVELIA

Mister se faz afastar a preliminar acima arguida por se tratar de mero jus esperniandi , senão vejamos:

A própria norma legal trazida pelos REQUERENTES , só vem a confirmar a validade da procuração utilizada pela REQUERIDA nos autos, logo, "seguiremos com os trabalhos".

Aliás Excelência, esta causídica não dá a qualquer pessoa, seja ela, advogada, juiz ou promotor, o direito de lhe dizer quanto deverá ou irá cobrar de seus clientes por trabalho, pois na qualidade de profissional liberal, não deve satisfações a ninguém.

A não ser, é claro que o Sr MONDINI resolva pagar as contas desta causídica como fez diversas vezes com a Sra, Nome.

Sendo certo que o próprio Juízo da 5a Vara Cível que acatou a alegação de suposta colusão, que está sendo mencionada nesta réplica está sendo REPRESENTADO POR ESTA CAUSÍDICA JUNTO AO CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA PARA EXPLICAÇÕES, e PROVIDÊNCIAS , e estes autos também serão enviados para o mesmo CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA .

2) QUANTO A MANUTENÇÃO DOS BENEFÍCIOS DA JUSTIÇA

Nome

Excelência, a REQUERIDA vem se manifestar contrária a tal manutenção, pois é notório que os REQUERENTES gozam de situação financeira muito boa na cidade, sendo proprietários de estacionamento no centro da cidade, bem como outros negócios rentáveis, como por exemplo o GARAGEM 45 que fica na Endereço, em Piracicaba/SP, e outros que em momento oportuno juntará aos autos.

A prova disso é que após, e só após a REQUERIDA mencionar o estacionamento é que os REQUERENTES resolveram confessar a existência de tal empresa, ou seja, mentiram no processo, e por isso devem ser condenados.

Logo desde já requer lhe sejam aplicadas as penas da litigância de má fé, pois mente descaradamente no processo induzindo este juízo a erro.

Quanto aos documentos juntados se manifesta da seguinte forma:

DOCUMENTOS DE FOLHAS 215-220

Nada mais são do que as ações que correm em face da REQUERIDA , não havendo nada em segredo de justiça, ou seja, tudo de consulta pública.

DOCUMENTOS FOLHAS 245-248

Na verdade, a Patrona dos REQUERENTES NUNCA falou com a REQUERIDA, mas sempre com Nome, ou NomeFUSTAINO , ou ainda, NomeDE OLIVEIRA , que são só alguns dos nomes utilizados pela mocinha, que coleciona processos de estelionato que ora junta aos autos, desde 2009, já na cidade de São Paulo, passando por São Pedro, e que tem por vítima diversas pessoas em Piracicaba.

Inclusive, o documento feito em cartório com a degravação das conversas, entre a "REQUERIDA" e os ‘ REQUERENTES ", OU SUA "PATRONA ", na verdade foram feiras por Nome, OU O NOME QUE O USAVA NA ÉPOCA , e isso restará facilmente comprovado, pois a POLÍCIA DE PIRACICABA , se encontra investigando a sra. Nome, já com vasto material em mãos.

A PATRONA dos REQUERENTES deve ser penalizada também, pois sabe muito bem que tal número de celular pertencia a Sra. Nome, e que por ela lhe foi entregue.

Quanto as" supostas "alegações de inverdades no que diz respeito ao fato da REQUERIDA alegar que não conhecia Nome, a REQUERIDA jamais disse que não conhecia Nome, e sim que esta não era e NUNCA FOI SUA IRMÃ , nem mesmo de coração como quer fazer crer a mocinha.

DOCUMENTOS FOLHAS 249-253

Excelência, só para se ter uma ideia, após a apresentação da CONTESTAÇÃO pela REQUERIDA o esposo da Sra. Nome, o Dr. Nome, que se intitulando advogado do" PCC " ameaçou a Dra. Nomede morte, fato este que está sendo investigado pela DDM local, sob o nº 1037/2018 , Boletim de Ocorrência em anexo, que decorreu do fato de a REQUERIDA não reconhecer como sua a assinatura no contrato do Colégio Dom Bosco.

Tal cobrança está sendo demandada nos autos do processo 1021728-95.2017.8.26.0451, que corre perante a 5a Vara Cível desta Comarca.

DOCUMENTO DE FOLHAS 254

Nada mais é do que uma declaração de Nomealegando ser irmã de criação da REQUERIDA, o que facilmente se comprova como sendo falso pugnando-se pela oitiva de NomeCAROLINA AZANHA GALVÃO FURLAN, o que desde já se REQUER.

DOCUMENTO FOLHAS 255-258

Trata-se de contrato de LOCAÇÃO DE IMÓVEL RESIDENCIAL que a REQUERIDA assinou como fiadora da Sra. Nome.

Tal contrato finalizou-se com a ação de despejo que corre perante a 4a Vara Cível desta Comarca sob o nº 1020181-54.2016.8.26.0451, que ora se junta .

Nome

Sim Excelência, é uma foto. E esta foto só vem a confirmar a todas as pessoas que por um descuido de juízo fizeram" negócios "com Nome, que ela não é e nunca foi, assim como nunca foi, e nunca será uma FURLAN.

E mais, que o REQUERENTE, tanto sabia o que espantava fazendo, que conhece Nomee sabe que era com a mesma que tratou da compra de tal imóvel, e mais, o que causa mais espanto é que o REQUERIDO.

Até pelo motivo de que a única pessoa que poderia viabilizar a entregar os documentos juntados aos autos pelo REQUERENTE é a própria Nome, pois se trata de CONTRATO DE LOCAÇÃO DE IMÓVEL RESIDENCIAL , ou seja, documento que só quem detém é: a Imobiliária, a Locatária, e a Locadora, ou a própria REQUERIDA.

A REQUERIDA com certeza não forneceu tais documentos ao REQUERENTE , logo só há uma explicação para que tais documentos estejam nos autos, a proximidade e grau de intimidade entre o REQUERENTE e a Sra. Nome.

Logo, todos os documentos juntados só vem a comprovar o alegado na CONTESTAÇÃO apresentada, que o REQUERENTE sabia estar fazendo negócio com pessoa diversa daquela que era a proprietária do imóvel, até porque a proprietária é menor de idade, por valor ÍNFIMO e com o animus de enriquecer- se ilicitamente.

No mais REITERA TODOS OS PONTOS DA CONTESTAÇÃO E REQUER SEJA A PATRONA DO REQUERENTE CONDENADA COM O MESMO NA LITIGÂNCIA DE MÁ FÉ .

Termos em que

Aguarda deferimento.

Piracicaba, 26 de junho de 2018.

Nome

00.000 OAB/UF

Arrola como testemunha a Sra. NomeCAROLINA AZANHA GALVÃO FURLAN.

Informações relacionadas

Mateus Cacheta, Advogado
Artigoshá 9 meses

O depoimento de policiais militares como única prova da autoria no processo penal envolveno crime de tráfico de drogas

Petição - Ação Direitos da Personalidade

Contestação - TJSP - Ação Indenização por Dano Moral - Procedimento do Juizado Especial Cível

Petição - Ação Desacato

Tribunal de Justiça de São Paulo
Jurisprudênciaano passado

Tribunal de Justiça de São Paulo TJ-SP - Apelação Criminal: APR 000XXXX-52.2017.8.26.0584 SP 000XXXX-52.2017.8.26.0584