Processo nº 0000144-74.2010.8.17.0001

Volkswagen Leasing S/A Arrendamento Mercantil x Jonnas Sany de Aquino Silva

TJPE · Recife, PE
Reintegração / Manutenção de Posse
Processo inativo
Informações sincronizadas ano passado com tribunais e Diários Oficiais.
Sincronizar

Andamento processual

Assine para desbloquear todas as movimentações desse processo
08/05/2012há 10 anos
Movimentação visível apenas para assinantes.
24/09/2010há 11 anos
Movimentação visível apenas para assinantes.
22/09/2010há 11 anos
Movimentação visível apenas para assinantes.
Movimentação visível apenas para assinantes.
31/03/2010há 12 anos
Movimentação visível apenas para assinantes.
23/03/2010há 12 anos
Extinção do processo com resolução do mérito por procedência Ação de Reintegração de Posse Processo: nº 144-74.2010 Sentença nº Vistos etc. WOLKSWAGEN LEASING S/A ARRENDAMENTO MERCANTIL, através de advogado legalmente constituído, propôs Ação de Reintegração de Posse, contra JONNAS SANY DE AQUINO SILVA, al, objetivando, com esteio nos artigos 920 e seguintes do Código de Processo Civil, ser reintegrada na posse do veículo, de marca Volkswagen, modelo Pólo 1.6, cor Prata, Ano/Fabricação 2004, Ano/Modelo 2005, UF PE, Placa KLS7411, Chassi 9BWHB09N95P019081, que teve sua posse esbulhada em decorrência da ré ter deixado de efetuar o resgate das contraprestações e que se obrigara. Pugnou pela concessão da medida liminar reintegratória. Com a inicial foram acostados os documentos necessários a propositura da ação, notadamente o contrato e o instrumento de protesto de fls.18/23 (e 24). A liminar não foi concedida, determinando que fosse citada a ré, conforme de vê do despacho de fls.31, expedido o mandado foi o mandado cumprido conforme auto de reintegração de posse – fls.36. Foi a ré citada – fls.36v, decorreu o prazo sem que à parte ré se pronunciasse, conforme se vê (fls.40). Está feito o relatório. Com seu silêncio tornou a parte ré revel, restando ser aplicada à regra contida no artigo 319 do Código de Processo Civil, impondo-se, por conseguinte, a procedência do pedido. Assim , julgo procedente o pedido reitegratório formulado na exordial, declarando rescindido o contrato de arrendamento firmado pelas partes e reintegrado a parte autora na posse do bem descrito na inicial. Custas processuais e honorários advocatícios pela demandada, sendo estes arbitrados em 10% (dez por cento) do montante representativo do valor da causa. P. R. I. Recife, 23 de março de 2010. Marcelo Russell Wanderley Juiz de Direito
Conclusos para julgamento Sentença
18/03/2010há 12 anos
Juntada de Petição - 20101960056333 - Petição (outras)
05/03/2010há 12 anos
Remessa Interna Apresentação de Petição: 20101960056333
03/03/2010há 12 anos
Juntada de Mandados-20100154000108 - Outros documentos
Fontes de informações
Todas as informações exibidas nesta página são públicas e foram coletadas nos Sistemas dos Tribunais e Diários Oficiais.
SABER MAIS