jusbrasil.com.br
7 de Julho de 2022

Peça extraída do processo n°XXXXXXX-XX.2021.8.26.0566

Petição Inicial - TJSP - Ação Execução de Titulo Extrajudicial - Execução de Título Extrajudicial - de B F Ferreira Consultoria

Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Excelentíssimo Sr. Dr. Juiz Presidente do ___º Juizado Especial Cível da Comarca de SÃO CARLOS - SP.

B F FERREIRA CONSULTORIA LTDA , pessoa jurídica de direitos privados, CONSULTORIA FERREIRA, com sede na Endereço, Telefone: (00)00000-0000/ (00)00000-0000, e-mail: email@email.com, na cidade de Maringá, Estado do Paraná, devidamente inscrita no CNPJ sob nº 00.000.000/0000-00, neste ato representada por seu sócio administrador Nome, advogado signatário desta (00.000 OAB/UF), vem, à presença de Vossa Excelência, propor a presente

EXECUÇÃO DE TITULO EXTRAJUDICIAL em face de:

Nome, brasileiro, inscrito no CPF sob o nº 000.000.000-00, com endereço na RUA BERNARDO CERRUTI, nº 203, Bairro Endereço, Contato: (00)00000-0000.

E seu avalista/fiador, qual seja, Sr. Nome, brasileiro, inscrito no CPF sob o nº

000.000.000-00, com endereço na Endereço203, Bairro Endereço, pelos fatos e razões de direito que adiante passa a expor:

DO CONTATO DA PARTE EXEQUENTE:

Preliminarmente, já demonstrando a boa-fé da Empresa Exequente, a mesma vem inicialmente fornecer seus contatos devidamente atualizados, para que caso a parte Executada tenha a intenção de negociar o débito de forma "amigável" ou ainda tenha algum tipo de dúvidas sobre a presente Execução, a mesma possa entrar em contato, sendo eles:

CELULARES COM OPÇÃO DE MENSAGEM POR WHATS-APP :

(00)00000-0000

(00)00000-0000

TELEFONE FIXO:

(00)00000-0000

(00)00000-0000

Vale ressaltar que em todos os números citados acima, a parte autora aceita chamadas a cobrar.

DOS FATOS:

A Exequente é portador de 01 (uma) nota promissória da Executada no valor total de R$ 00.000,00, cuja origem é de pagamento referente a um contrato de compra e venda (doc. Anexo).

Portanto, para o pagamento do referido contrato o Executado emitiu em favor do Exequente 01 (uma) nota promissória que seria paga através de boletos, (documento anexo):

VALOR DATA

R$ 00.000,0010/01/2020

No entanto, tal boleto não foi honrado, descumprindo desta forma com a obrigação pactuada. Diante disso, a Exequente é credora da Executada pela quantia de R$ 00.000,00, acrescidos de correção monetária e juros até a data do efetivo pagamento, conforme memória de cálculo incluso.

Todas as tentativas realizadas junto a Executada, no sentido de obter o pagamento amigavelmente, restaram infrutíferas, não havendo alternativa a Exequente que não o ingresso em Juízo para compelir o devedor ao cumprimento da obrigação.

Ante o exposto, a Exequente requer a Vossa Excelência que julgue TOTALMENTE PROCEDENTE a presente ação, para o fim de condenar a Executada a pagar a Exequente a quantia de R$ 00.000,00, pela nota promissória não honrada, acrescidos de correção monetária e juros até a data do efetivo pagamento.

DA AUDIÊNCIA:

Embora a empresa Exequente dispense que seja designado a audiência de conciliação no início do processo, com fulcro no artigo 319, inciso VII, do Novo Código de Processo Civil, ainda assim a empresa é de acordo que tal ato deve ser designado após haver algum tipo de penhora nos autos.

Sendo assim, observando os documentos juntados à esta peça inicial, comprova-se que a empresa Exequente bem como seu sócio proprietário é residente de comarca distinta e por este motivo o mesmo teria diversas dificuldades para comparecer pessoalmente até o presente Juizado para cumprir com a formalidade da audiência.

Desta forma, para que não haja nenhum prejuízo para as partes, a parte Autora, vem devidamente amparada pelos artigos de nº: 236 - p. 3º, 385 - p. 3º, 453 - p. 1º, ambos do CPC, requerer que caso venha a ser marcado qualquer tipo de audiência no presente caso, que a mesma seja realizada através de vídeo conferencia.

Segue desde já os contatos da parte Autora, para que o ato seja realizado através de aplicativos de vídeo chamada ( email@email.com), ou através do Whats-app (44 - 9.9838-2282).

Requer ainda:

a) A citação da Executada, no endereço acima

declinado, para que lhe pague, no prazo de 03 (três) dias, a quantia de R$ 00.000,00, acrescidos de correção monetária e juros até a data do efetivo pagamento, sob pena de não o fazendo, lhe serem penhorados tantos bens quanto bastem para a integral satisfação do débito.

b) Tendo em vista que a Exequente já buscou por

meio de todas as formas amigáveis o pagamento da dívida pelo Executado, não logrando êxito em nenhuma delas, demonstrando a intenção do Executado em não cumprir com suas obrigações, requer desde já que seja dispensada a designação de audiência de conciliação , com fulcro no artigo 319, inciso VII, do Novo Código de Processo Civil.

c) Na hipótese de citação positiva, caso a parte

Executada não efetue o pagamento no prazo estipulado de 03 (três) dias, ou ainda caso a mesma venha a dificultar a realização de penhora, com base no Art. 774, V, do CPC, poderá Vs. Exa fixar multa em montante não superior a 20% do valor atualizado do débito em execução, a qual será revertida em proveito do Exequente, reconhecendo a pratica de ato atentatório à dignidade da justiça.

d) De acordo com o artigo 854 do NCPC requer a

utilização do sistema SISBAJUD sem dar ciência prévia do ato ao executado para possibilitar a penhora de dinheiro em depósito ou em aplicação financeira, limitando-se a indisponibilidade ao valor indicado na execução.

Efetuada a penhora, dela deverá ser intimada a Executada, para os devidos fins de direito.

e) Verificando-se casos excepcionais, requer ainda

que a citação e a penhora sejam efetuadas na conformidade do disposto no artigo 212, do Código de Processo Civil.

f) Requer finalmente, a produção de todos os meios

de prova admitidos em direito, especialmente a produção de prova documental, testemunhal, pericial, inclusive depoimento pessoal dos Executados, sob pena de confissão.

Dá-se a causa o valor de R$ 00.000,00.

Termos em que, pede deferimento.

Maringá, 20 DE JANEIRO DE 2021.

Nome

00.000 OAB/UF