Processo Nº 0002289-33.2004.8.02.0001

TJAL · Maceió, AL
Cível · Inventário
Valor da causa:
R$ XX.XXX,XX
O processo teve origem no Tribunal de Justiça de Alagoas, em 13 de fevereiro de 2004. Tem como partes envolvidas Audalio Chaves dos Santos, Defensoria Pública, Delza Azevedo dos Santos, Edna Chaves dos Santos e outros.
O processo não está sincronizado com os sistemas dos tribunais
Sincronizar

Andamento processual

Assine para desbloquear todas as movimentações desse processo
28/02/2019há 3 anos
Movimentação visível apenas para assinantes.
12/01/2019há 3 anos
Movimentação visível apenas para assinantes.
04/12/2018há 3 anos
Movimentação visível apenas para assinantes.
23/11/2018há 3 anos
Movimentação visível apenas para assinantes.
Movimentação visível apenas para assinantes.
17/10/2018há 3 anos
Ato Publicado Relação :0240/2018 Data da Publicação: 18/10/2018 Número do Diário: 2206

Tribunal de Justiça

Capital

Varas Cíveis da Capital

20ª Vara Cível da Capital / Sucessões

JUÍZO DE DIREITO DA 20ª VARA CÍVEL DA CAPITAL / SUCESSÕES

EDITAL DE INTIMAÇÃO DE ADVOGADOS

RELAÇÃO Nº 0240/2018

ADV: MIRIAM TEIXEIRA ASSUNÇÃO (OAB 4018 AL), ADV: DEFENSORIA PÚBLICA (OAB D/PE) - Processo 0002289-33.2004.8.02.0001 (001.04.002289-8) - Inventário - Inventário e Partilha - HERDEIRA: Delza Azevedo dos Santos e outros - INVTE: Maria Alves dos Santos - DECISÃO Considerando que já houve sentença, não há a possibilidade, nesse momento processual, de modificar a mesma, conforme preceitua o art. 494, do Código de Processo Civil. Ademais, observo que o feito segue o rito de arrolamento, não cabendo, portanto, o conhecimento e a apreciação de questões relativas ao mesmo, conforme preceitua o art. 622 do Código de Processo Civil. Intime-se a parte, através da Defensoria Pública, que deverá ser intimada pessoalmente. Após, arquive-se os autos novamente. Cumpra-se. Maceió, 16 de outubro de 2018. João Dirceu Soares Moraes Juiz de Direito

16/10/2018há 3 anos
Decisão Proferida DECISÃO Considerando que já houve sentença, não há a possibilidade, nesse momento processual, de modificar a mesma, conforme preceitua o art. 494, do Código de Processo Civil. Ademais, observo que o feito segue o rito de arrolamento, não cabendo, portanto, o conhecimento e a apreciação de questões relativas ao mesmo, conforme preceitua o art. 622 do Código de Processo Civil. Intime-se a parte, através da Defensoria Pública, que deverá ser intimada pessoalmente. Após, arquive-se os autos novamente. Cumpra-se. Maceió, 16 de outubro de 2018. João Dirceu Soares Moraes Juiz de DireitoVencimento: 07/11/2018
....-files-andamento-processual-None-None
Decisão Proferida.pdf
Encaminhado ao DJ Eletrônico Relação: 0240/2018 Teor do ato: DECISÃO Considerando que já houve sentença, não há a possibilidade, nesse momento processual, de modificar a mesma, conforme preceitua o art. 494, do Código de Processo Civil. Ademais, observo que o feito segue o rito de arrolamento, não cabendo, portanto, o conhecimento e a apreciação de questões relativas ao mesmo, conforme preceitua o art. 622 do Código de Processo Civil. Intime-se a parte, através da Defensoria Pública, que deverá ser intimada pessoalmente. Após, arquive-se os autos novamente. Cumpra-se. Maceió, 16 de outubro de 2018. João Dirceu Soares Moraes Juiz de Direito Advogados(s): Defensoria Pública (OAB D/PE), Miriam Teixeira Assunção (OAB 4018 AL)
09/10/2018há 3 anos
Visto em correição 2.2. ( X ) DECISÃO
....-files-andamento-processual-None-None
Visto em correição.pdf
Fontes de informações
Todas as informações exibidas nesta página são públicas e foram coletadas nos Sistemas dos Tribunais e Diários Oficiais.
SABER MAIS