Processo nº 0003533-26.2013.8.26.0223

Gramado Arte Moveis LTDA x Elizabeth Mansur Daher Cavalcanti

TJSP · Foro de Guarujá, SP
Cível · Arresto
Valor da causa:
R$ X.XXX,XX
O processo teve origem no Tribunal de Justiça de São Paulo, no Foro de Guarujá, em 01 de março de 2013. Tem como partes envolvidas Adrianne Freitas Monte, Clayton Tenorio Arruda, Gramado Arte Moveis LTDA, Ilse Maria Wittmann Masotti e outros.
Processo em andamento
Informações sincronizadas há 6 meses com tribunais e Diários Oficiais.

Andamento processual

Assine para desbloquear todas as movimentações desse processo
26/10/2021ontem
Movimentação visível apenas para assinantes.
07/01/2021há 10 meses
Movimentação visível apenas para assinantes.
01/12/2020há 11 meses
Movimentação visível apenas para assinantes.
26/11/2020há 11 meses
Movimentação visível apenas para assinantes.
13/10/2020ano passado
Movimentação visível apenas para assinantes.

Guarujá

Cível

4ª Vara Cível

JUÍZO DE DIREITO DA 4ª VARA CÍVEL

JUIZ(A) DE DIREITO MARCELO MACHADO DA SILVA

ESCRIVÃ(O) JUDICIAL LUIZ ROBERTO DA SILVA CASTRO

EDITAL DE INTIMAÇÃO DE ADVOGADOS

Relação Nº 0407/2020

Processo 0003533-26.2013.8.26.0223 (022.32.0130.003533) - Arresto - Medida Cautelar - Gramado Arte Moveis Ltda -Elizabeth Mansur Daher Cavalcanti - Por todo o exposto, julgo procedente a presente medida cautelar para: a) determinar o arresto de tantos bem quantos bastem para assegurar o pagamento da dívida, de propriedade da requerida; b) condenar a ré, em razão da prática de litigância de má-fé, ao pagamento de multa no valor de 1%(um por cento) do valor da causa devidamente atualizado, e a indenizar a parte contrária por meio do pagamento da quantia de R$500,00 (quinhentos reais), valores que deverão ser atualizados monetariamente até o efetivo pagamento. Com isso, fica extinto o feito com base no art. 487, I, do Código de Processo Civil. Na fase de cumprimento de sentença a autora deverá atualizar o valor do débito e indicar a forma de realização do arresto. Sucumbente, condeno a ré ao pagamento das custas, das despesas processuais e dos honorários advocatícios que, nos termos do art. 85, § 8º, do Código de Processo Civil, fixo em R$2.000,00(dois mil reais), valor que deverá ser atualizado monetariamente até o efetivo pagamento. Transitada em julgado e decorridos dez dias sem novos requerimentos, arquivem-se, com as anotações de praxe. P.I. - ADV: CLAYTON TENORIO ARRUDA (OAB 230322/SP), JOSE RENATO DE ALMEIDA MONTE (OAB 99275/SP), ADRIANNE FREITAS MONTE (OAB 326103/SP), ANTONIO CARLOS CAVALCANTI COSTA (OAB 50600/SP)

09/10/2020ano passado
Relação: 0407/2020 Teor do ato: Por todo o exposto, julgo procedente a presente medida cautelar para: a) determinar o arresto de tantos bem quantos bastem para assegurar o pagamento da dívida, de propriedade da requerida; b) condenar a ré, em razão da prática de litigância de má-fé, ao pagamento de multa no valor de 1%(um por cento) do valor da causa devidamente atualizado, e a indenizar a parte contrária por meio do pagamento da quantia de R$500,00(quinhentos reais), valores que deverão ser atualizados monetariamente até o efetivo pagamento. Com isso, fica extinto o feito com base no art. 487, I, do Código de Processo Civil. Na fase de cumprimento de sentença a autora deverá atualizar o valor do débito e indicar a forma de realização do arresto. Sucumbente, condeno a ré ao pagamento das custas, das despesas processuais e dos honorários advocatícios que, nos termos do art. 85, § 8º, do Código de Processo Civil, fixo em R$2.000,00(dois mil reais), valor que deverá ser atualizado monetariamente até o efetivo pagamento. Transitada em julgado e decorridos dez dias sem novos requerimentos, arquivem-se, com as anotações de praxe. P.I. Advogados(s): Clayton Tenorio Arruda (OAB 230322/SP), Antonio Carlos Cavalcanti Costa (OAB 50600/SP), Jose Renato de Almeida Monte (OAB 99275/SP), Adrianne Freitas Monte (OAB 326103/SP) Remetido ao DJE
29/09/2020ano passado
Por todo o exposto, julgo procedente a presente medida cautelar para: a) determinar o arresto de tantos bem quantos bastem para assegurar o pagamento da dívida, de propriedade da requerida; b) condenar a ré, em razão da prática de litigância de má-fé, ao pagamento de multa no valor de 1%(um por cento) do valor da causa devidamente atualizado, e a indenizar a parte contrária por meio do pagamento da quantia de R$500,00(quinhentos reais), valores que deverão ser atualizados monetariamente até o efetivo pagamento. Com isso, fica extinto o feito com base no art. 487, I, do Código de Processo Civil. Na fase de cumprimento de sentença a autora deverá atualizar o valor do débito e indicar a forma de realização do arresto. Sucumbente, condeno a ré ao pagamento das custas, das despesas processuais e dos honorários advocatícios que, nos termos do art. 85, § 8º, do Código de Processo Civil, fixo em R$2.000,00(dois mil reais), valor que deverá ser atualizado monetariamente até o efetivo pagamento. Transitada em julgado e decorridos dez dias sem novos requerimentos, arquivem-se, com as anotações de praxe. P.I. Julgada Procedente a Ação
13/12/2019há 2 anos
Petição Juntada Juntada a petição diversa - Tipo: Petições Diversas em Arresto - Número: 80017 - Protocolo: FGJA19000652254
12/12/2019há 2 anos
Recebidos os Autos do Advogado Tipo de local de destino: Cartório Especificação do local de destino: Cartório da 4ª Vara Cível
Detalhes do processo
Poder Judiciário
Justiça dos Estados e do Distrito Federal e Territórios
Tribunal de Origem
TJSP · Comarca · Foro de Guarujá, SP
Data de tramitação
01/03/2013 a 26/10/2021
Natureza
Arresto
Área do Direito
Cível
Assunto
DIREITO PROCESSUAL CIVIL E DO TRABALHO / Tutela Provisória
Juiz
Marcelo Machado da Silva
Partes envolvidas
Parte autora
Adrianne Freitas Monte
Advogado envolvido
Clayton Tenorio Arruda
Advogado envolvido
Ilse Maria Wittmann Masotti
Advogado envolvido
Fontes de informações
Todas as informações exibidas nesta página são públicas e foram coletadas nos Sistemas dos Tribunais e Diários Oficiais.
SABER MAIS