Processo nº 041XXXX-17.2015.8.19.0001

Daniel Lou Estevam x Maria Emilia Simoes Pizaro

TJRJ · Rio de Janeiro, RJ
Embargos de Terceiro - CPC

Andamento processual

Assine para desbloquear todas as movimentações desse processo
Data visível apenas para assinantes
Movimentação visível apenas para assinantes.
Data visível apenas para assinantes
Movimentação visível apenas para assinantes.
Data visível apenas para assinantes
Movimentação visível apenas para assinantes.
Data visível apenas para assinantes
Movimentação visível apenas para assinantes.
Data visível apenas para assinantes
Movimentação visível apenas para assinantes.
07/07/2021ano passado
Publicado Decisão Folhas do DJERJ.: 71/76

Comarca da Capital

Varas Cíveis

43ª Vara Cível

Juiz Titular: Carlos Sergio dos Santos Saraiva

Responsável pelo Expediente: Luiz Antonio de Andrade Soares

Expediente do Dia: 05/07/2021

Embargos de Terceiro - Cpc

Proc. 041XXXX-17.2015.8.19.0001 - DANIEL LOU ESTEVAM E OUTRO (Adv (s). Dr (a). DEFENSOR PÚBLICO (OAB/TJ-000002) X MARIA EMILIA SIMOES PIZARO (Adv (s). Dr (a). HELIO TRIGO JUNIOR (OAB/RJ-088358) Decisão: ... Rejeito a impugnação à gratuidade de justiça, haja vista que há farta documentação carreada na inicial a indiciar a hipossuficiência dos autores, como o contracheque de fls. 38, da segunda autora, onde percebe rendimentos brutos poucos superiores a R$ 1.000,00, ou a declaração de imposto de renda do primeiro autor, onde se vê que o único patrimônio que possui é o imóvel questionado, que foi adquirido com auxílio de financiamento da CEF, e que é microempreendedor. Melhor sorte não há de ter a impugnação ao valor da causa, sequer fundamentada, inexistindo motivo para se questionar a avaliação dada ao imóvel. As demais questões suscitadas são atinentes ao mérito e serão oportunamente apreciadas. Declaro, pois, saneado o feito. Dito isto, verifico que as partes não desejam a produção de outras provas, além das documentais carreadas aos autos. Preclusas as vias impugnativas, voltem conclusos para decisão de mérito. Publique-se.

05/07/2021ano passado
Enviado para publicação
29/06/2021ano passado
Recebimento
28/06/2021ano passado
Decisão - Decisão de Saneamento e de Organização do Processo Descrição: Presentes pressupostos processuais e condições da ação, ausentes nulidades. Rejeito a impugnação à gratuidade de justiça, haja vista que há farta documentação carreada na inicial a indiciar a hipossuficiência dos autores, como o contracheque de fls. 38, da segunda autora, onde percebe rendimentos brutos poucos superiores a R$ 1.000,00, ou a declaração de imposto de renda do primeiro autor, onde se vê que o único patrimônio que possui é o imóvel questionado, que foi adquirido com auxílio de financiamento da CEF, e que é microempreendedor. Melhor sorte não há de ter a impugnação ao valor da causa, sequer fundamentada, inexistindo motivo para se questionar a avaliação dada ao imóvel. As demais questões suscitadas são atinentes ao mérito e serão oportunamente apreciadas. Declaro, pois, saneado o feito. Dito isto, verifico que as partes não desejam a produção de outras provas, além das documentais carreadas aos autos. Preclusas as vias impugnativas, voltem conclusos para decisão de mérito. Publique-se. Visualizar Ato Assinado Digitalmente
Bloqueio de timeline
Crie uma conta para visualizar informações mais antigas

Já tem conta? Entrar

Fontes de informações
Todas as informações exibidas nesta página são públicas e foram coletadas nos Sistemas dos Tribunais e Diários Oficiais.
SABER MAIS