Artigo 256 da Lei nº 7.565 de 24 de Outubro de 2001

Lei nº 7.565 de 19 de Dezembro de 1986

Dispõe sobre o Código Brasileiro de Aeronáutica.
Art. 256. O transportador responde pelo dano decorrente:
I - de morte ou lesão de passageiro, causada por acidente ocorrido durante a execução do contrato de transporte aéreo, a bordo de aeronave ou no curso das operações de embarque e desembarque;
II - de atraso do transporte aéreo contratado.
§ 1° O transportador não será responsável:
a) no caso do item I, se a morte ou lesão resultar, exclusivamente, do estado de saúde do passageiro, ou se o acidente decorrer de sua culpa exclusiva;
(Revogado)
b) no caso do item II, se ocorrer motivo de força maior ou comprovada determinação da autoridade aeronáutica, que será responsabilizada.
(Revogado)
a) (revogada); (Redação dada pela Lei nº 14.034, de 2020)
b) (revogada). (Redação dada pela Lei nº 14.034, de 2020)
I - no caso do inciso I do caput deste artigo, se a morte ou lesão resultar, exclusivamente, do estado de saúde do passageiro, ou se o acidente decorrer de sua culpa exclusiva; (Incluído pela Lei nº 10.034, de 2020).
II - no caso do inciso II do caput deste artigo, se comprovar que, por motivo de caso fortuito ou de força maior, foi impossível adotar medidas necessárias, suficientes e adequadas para evitar o dano. (Incluído pela Lei nº 10.034, de 2020).
§ 2° A responsabilidade do transportador estende-se:
a) a seus tripulantes, diretores e empregados que viajarem na aeronave acidentada, sem prejuízo de eventual indenização por acidente de trabalho;
b) aos passageiros gratuitos, que viajarem por cortesia.
§ 3º Constitui caso fortuito ou força maior, para fins do inciso II do § 1º deste artigo, a ocorrência de 1 (um) ou mais dos seguintes eventos, desde que supervenientes, imprevisíveis e inevitáveis: (Incluído pela Lei nº 10.034, de 2020).
I - restrições ao pouso ou à decolagem decorrentes de condições meteorológicas adversas impostas por órgão do sistema de controle do espaço aéreo; (Incluído pela Lei nº 10.034, de 2020).
II - restrições ao pouso ou à decolagem decorrentes de indisponibilidade da infraestrutura aeroportuária; (Incluído pela Lei nº 10.034, de 2020).
III - restrições ao voo, ao pouso ou à decolagem decorrentes de determinações da autoridade de aviação civil ou de qualquer outra autoridade ou órgão da Administração Pública, que será responsabilizada; (Incluído pela Lei nº 10.034, de 2020).
IV - decretação de pandemia ou publicação de atos de Governo que dela decorram, com vistas a impedir ou a restringir o transporte aéreo ou as atividades aeroportuárias. (Incluído pela Lei nº 10.034, de 2020).
§ 4º A previsão constante do inciso II do § 1º deste artigo não desobriga o transportador de oferecer assistência material ao passageiro, bem como de oferecer as alternativas de reembolso do valor pago pela passagem e por eventuais serviços acessórios ao contrato de transporte, de reacomodação ou de reexecução do serviço por outra modalidade de transporte, inclusive nas hipóteses de atraso e de interrupção do voo por período superior a 4 (quatro) horas de que tratam os arts. 230 e 231 desta Lei. (Incluído pela Lei nº 10.034, de 2020).

Contestação - TJSP - Ação Atraso de Vôo - Apelação Cível - contra Azul Linhas Aéreas Brasileiras

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA 3a VARA CÍVEL DA COMARCA DE LIMEIRA - SP PROCESSO N°. AZUL LINHAS AÉREAS BRASILEIRAS S/A , com sede à a andar - Tamboré (Castelo Branco Office Park -…

Contrarrazões - TJSP - Ação Atraso de Vôo - Apelação Cível - contra Azul Linhas Aéreas Brasileiras

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA 03a VARA CÍVEL - FORO DE LIMEIRA - SP PROCESSO N.° AZUL LINHAS AEREAS BRASILEIRAS S/A, devidamente qualificada nos autos da AÇÃO INDENIZATÓRIA que lhe…

Contestação - TJSP - Ação Transporte Aéreo - Apelação Cível - contra GOL Linhas Aéreas

Exmo. Sr. Dr. Juiz de Direito Da 21a Vara Cível de São Paulo - SP Processo n°. G OL L INHAS A ÉREAS S/A , estabelecida na cidade e Estado do Rio de Janeiro, Praça Senador Salgado Filho, s/n°,…

Contrarrazões - TJSP - Ação Atraso de Vôo - Apelação Cível - contra TAM Linhas Aereas (Latam Airlines Brasil

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA 06 a VARA CÍVEL DA COMARCA DE SÃO PAULO - SP P ROCESSO N ° TAM LINHAS AÉREAS S.A., devidamente qualificada nestes autos, de Ação Indenizatória que lhe…

Recurso - TJES - Ação Indenização por Dano Moral - Procedimento do Juizado Especial Cível - contra Azul Linhas Aereas Brasileiras

EXCELENTÍSSIMO(A) SENHOR(A) DOUTOR(A) JUIZ(ÍZA) DE DIREITO DO 2° JUIZADO ESPECIAL CÍVEL DO FORO DA COMARCA DE CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM/ES Processo n°: COM PEDIDO DE EFEITO SUSPENSIVO AZUL LINHAS…

Contestação - TJSP - Ação Transporte Aéreo - Apelação Cível - contra AIR Europa Líneas Aéreas

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA 7a VARA DO JUIZADO ESPECIAL CÍVEL DA COMARCA DE SÃO BERNARDO DO CAMPO - SP Processo n° AIR EUROPA LÍNEAS AÉREAS SOCIEDAD ANÔNIMA, empresa espanhola de…

Contrarrazões - TJSP - Ação Transporte Aéreo - Apelação Cível - contra Azul Linhas Aéreas Brasileiras

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA 3a VARA CÍVEL DO FORO DA COMARCA DE BARUERI/SP PROCESSO N°. AZUL LINHAS AÉREAS BRASILEIRAS S/A, devidamente qualificada, nos autos do processo em…

Andamento do Processo n. 5575889-95.2021.8.09.0051 - Processo Cível e do Trabalho / Julgamento - 24/06/2022 do TJGO

INTIMAÇÃO EFETIVADA REF. À MOV. Julgamento -> Com Resolução do Mérito -> Procedência - Data da Movimentação 26/05/2022 16:29:29 LOCAL : GOIÂNIA - 1º JUIZADO ESPECIAL CÍVEL NR.PROCESSO :…

Andamento do Processo n. 2091806 - Agravo em Recurso Especial - 24/06/2022 do STJ

AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL Nº 2091806 - RS (2022/0081746-5) RELATORA : MINISTRA NANCY ANDRIGHI AGRAVANTE : AIR NEW ZEALAND LIMITED ADVOGADOS : NEIL MONTGOMERY - SP146468 LARISSA REGINA SOUZA…

Andamento do Processo n. 1066531-16.2021.8.26.0002 - Procedimento Comum Cível - Overbooking - 24/06/2022 do TJSP

Processo 1066531-16.2021.8.26.0002 - Procedimento Comum Cível - Overbooking - Jéssica Malheiros e Silva - TAM LINHAS AEREAS S/A (LATAM AIRLINES BRASIL) - Vistos. JÉSSICA MALHEIROS E SILVA ajuizou…