Artigo 68 da Lei nº 9.279 de 14 de Maio de 1996

Lei nº 9.279 de 14 de Maio de 1996

Regula direitos e obrigações relativos à propriedade industrial.
Art. 68. O titular ficará sujeito a ter a patente licenciada compulsoriamente se exercer os direitos dela decorrentes de forma abusiva, ou por meio dela praticar abuso de poder econômico, comprovado nos termos da lei, por decisão administrativa ou judicial.
§ 1º Ensejam, igualmente, licença compulsória:
I - a não exploração do objeto da patente no território brasileiro por falta de fabricação ou fabricação incompleta do produto, ou, ainda, a falta de uso integral do processo patenteado, ressalvados os casos de inviabilidade econômica, quando será admitida a importação; ou
II - a comercialização que não satisfizer às necessidades do mercado.
§ 2º A licença só poderá ser requerida por pessoa com legítimo interesse e que tenha capacidade técnica e econômica para realizar a exploração eficiente do objeto da patente, que deverá destinar-se, predominantemente, ao mercado interno, extinguindo-se nesse caso a excepcionalidade prevista no inciso I do parágrafo anterior.
§ 3º No caso de a licença compulsória ser concedida em razão de abuso de poder econômico, ao licenciado, que propõe fabricação local, será garantido um prazo, limitado ao estabelecido no art. 74, para proceder à importação do objeto da licença, desde que tenha sido colocado no mercado diretamente pelo titular ou com o seu consentimento.
§ 4º No caso de importação para exploração de patente e no caso da importação prevista no parágrafo anterior, será igualmente admitida a importação por terceiros de produto fabricado de acordo com patente de processo ou de produto, desde que tenha sido colocado no mercado diretamente pelo titular ou com o seu consentimento.
§ 5º A licença compulsória de que trata o § 1º somente será requerida após decorridos 3 (três) anos da concessão da patente.

Capítulo 6. Propriedade Industrial - Primeira Parte - Empresa e Estabelecimento - Curso de Direito Comercial - Vol. 1 - Ed. 2021

1. INTRODUÇÃO A história do direito industrial – ramo jurídico muitas vezes referido pela expressão “marcas e patentes” – tem início na Inglaterra, mais de um século antes da primeira Revolução…
William Frezze, Consultor Jurídico
há 3 meses

O medicamento órfão e as doenças raras

1. INTRODUÇÃO A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) [1] , define as doenças raras ou órfãs como sendo aquelas que afetam um pequeno número de pessoas quando comparado com a população…

Superior Tribunal de Justiça STJ - RECURSO ESPECIAL : REsp 1860630 RJ 2018/0045609-1

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 1.860.630 - RJ (2018/0045609-1) RELATORA : MINISTRA MARIA ISABEL GALLOTTI R.P/ACÓRDAO : MINISTRO ANTONIO CARLOS FERREIRA RECORRENTE : LEGIAO URBANA…

Superior Tribunal de Justiça STJ - RECURSO ESPECIAL : REsp 1543826 RJ 2015/0173736-6

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 1.543.826 - RJ (2015/0173736-6) RELATOR : MINISTRO LUIS FELIPE SALOMAO RECORRENTE : ANVISA AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA RECORRIDO :…

Capítulo VI. Processos Administrativos - Tratado de Direito Empresarial - Vol. 7 - Ed. 2018

Sumário: 1. Teoria Geral do Processo Penal-Econômico Concorrencial: 1.1. O Processo “Econômico” Concorrencial – 2. A Cláusula Devido Processo Legal no Processo Penal-Econômico Concorrencial: 2.1. Do…

A importância do Sistema de Patentes e o Licenciamento Compulsório.

A crise sanitária provocada pela covid 19 provocou diversas reações ao redor do planeta. De um lado o colapso no sistema de saúde que não dar conta da elevada procura e a “corrida” científica em…

Capítulo 4. Dados Pessoais de Crianças: Proposta de Um Modelo para Integração dos Direitos de Proteção e Participação - Direitos da Criança na Sociedade da Informação - Ed. 2020

O objetivo deste capítulo é propor alternativas para endereçar o problema da coleta de DP da criança, considerando os temas desenvolvidos nos capítulos precedentes, não só em relação às questões da…

Capítulo 36. Contratos Intelectuais - Quinta Parte - Contratos Empresariais - Novo Manual de Direito Comercial - Edição 2018

1. INTRODUÇÃO Contratos intelectuais são os contratos empresariais relacionados aos direitos intelectuais, isto é, à propriedade industrial (cessão de patente, cessão de registro industrial, licença…

Capítulo 7. Propriedade Industrial - Primeira Parte - Teoria Geral do Direito Comercial - Novo Manual de Direito Comercial - Edição 2018

1. ABRANGÊNCIA DO DIREITO INDUSTRIAL Quatro são os bens imateriais protegidos pelo direito industrial: a patente de invenção, a de modelo de utilidade, o registro de desenho industrial e o de marca…

Capítulo 6. Propriedade Industrial - Primeira Parte - Empresa e Estabelecimento - Curso de Direito Comercial - Volume 1 - Ed. 2019

1. INTRODUÇÃO A história do direito industrial – ramo jurídico muitas vezes referido pela expressão “marcas e patentes” – tem início na Inglaterra, mais de um século antes da primeira Revolução…