Artigo 39 da Lei nº 8.078 de 11 de Setembro de 1990

CDC - Lei nº 8.078 de 11 de Setembro de 1990

Dispõe sobre a proteção do consumidor e dá outras providências.
Art. 39. É vedado ao fornecedor de produtos ou serviços, dentre outras práticas abusivas: (Redação dada pela Lei nº 8.884, de 11.6.1994)
I - condicionar o fornecimento de produto ou de serviço ao fornecimento de outro produto ou serviço, bem como, sem justa causa, a limites quantitativos;
II - recusar atendimento às demandas dos consumidores, na exata medida de suas disponibilidades de estoque, e, ainda, de conformidade com os usos e costumes;
III - enviar ou entregar ao consumidor, sem solicitação prévia, qualquer produto, ou fornecer qualquer serviço;
IV - prevalecer-se da fraqueza ou ignorância do consumidor, tendo em vista sua idade, saúde, conhecimento ou condição social, para impingir-lhe seus produtos ou serviços;
V - exigir do consumidor vantagem manifestamente excessiva;
VI - executar serviços sem a prévia elaboração de orçamento e autorização expressa do consumidor, ressalvadas as decorrentes de práticas anteriores entre as partes;
VII - repassar informação depreciativa, referente a ato praticado pelo consumidor no exercício de seus direitos;
VIII - colocar, no mercado de consumo, qualquer produto ou serviço em desacordo com as normas expedidas pelos órgãos oficiais competentes ou, se normas específicas não existirem, pela Associação Brasileira de Normas Técnicas ou outra entidade credenciada pelo Conselho Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Conmetro);
I X - deixar de estipular prazo para o cumprimento de sua obrigação ou deixar a fixação de seu termo inicial a seu exclusivo critério;
(Revogado)
IX - recusar a venda de bens ou a prestação de serviços, diretamente a quem se disponha a adquiri-los mediante pronto pagamento, ressalvados os casos de intermediação regulados em leis especiais; (Redação dada pela Lei nº 8.884, de 11.6.1994)
X - (Vetado).
(Revogado)
X - elevar sem justa causa o preço de produtos ou serviços. (Incluído pela Lei nº 8.884, de 11.6.1994)
XI - Dispositivo incluído pela MPV nº 1.890-67, de 22.10.1999, transformado em inciso XIII, quando da conversão na Lei nº 9.870, de 23.11.1999
XII - deixar de estipular prazo para o cumprimento de sua obrigação ou deixar a fixação de seu termo inicial a seu exclusivo critério. (Incluído pela Lei nº 9.008, de 21.3.1995)
XIII - aplicar fórmula ou índice de reajuste diverso do legal ou contratualmente estabelecido. (Incluído pela Lei nº 9.870, de 23.11.1999)
XIV - permitir o ingresso em estabelecimentos comerciais ou de serviços de um número maior de consumidores que o fixado pela autoridade administrativa como máximo. (Incluído pela Lei nº 13.425, de 2017)
Parágrafo único. Os serviços prestados e os produtos remetidos ou entregues ao consumidor, na hipótese prevista no inciso III, equiparam-se às amostras grátis, inexistindo obrigação de pagamento.

Golpe do Empréstimo Consignado: O que fazer se Você foi Vítima?

Imagine receber um empréstimo sem nem mesmo pedir, e o pior, com parcelas descontadas diretamente do seu salário ou benefício. Parece conveniente, certo? Mas cuidado. Apesar dos juros reduzidos, essa…
1
0

Responsabilidade Civil pela veiculação de publicidade enganosa no âmbito dos sites e aplicativos de compras on-line no Brasil

RESPONSABILIDADE CIVIL PELA VEICULAÇÃO DE PUBLICIDADE ENGANOSA NO ÂMBITO DOS SITES E APLICATIVOS DE COMPRAS ON-LINE NO BRASIL [1] Civil liability for the placement of misleading advertising within…
1
0

Consumidor que adquiriu Iphone após 2020 (modelos novos ou usados) pode ser indenizado

Desde 13/10/2020 a APPLE anunciou que não seriam mais enviados adaptadores do carregador de energia na compra de telefones recém-adquiridos (isso para novos modelos ou antigos). Somente o cabo do…
1
0
Marcel Osugui, Estudante de Direito
há 4 dias

Obsolescência Programada: Impactos a sociedade e ao meio ambiente

Resumo O presente trabalho busca analisar a obsolescência programada, que se trata de uma ferramenta utilizada pelos fornecedores para manutenção do mercado, desta forma impulsionando o consumismo…
1
0

Exercício regular do direito de cobrança e "trava contra caloteiro"

1 DESCRIÇÃO DO CASO A história narra sobre o jovem advogado Buendía que se viu na necessidade de alugar um carro por determinado tempo, visto seus excessivos gastos com aplicativos de transporte. Ao…
1
0
Andre Faillace, Economista
há 15 dias

O Custo da Conformidade Bancária Perante o Consumidor

Os bancos comerciais são instituições financeiras fundamentais para o funcionamento da economia global, desempenhando um papel crucial na intermediação financeira, no fornecimento de crédito,…
1
0
Lucas Marques, Advogado
há 19 dias

O que posso fazer por ter pago a mesma conta duas vezes?

Não é difícil você se deparar em situações em que alguém tenha pagado a mesma conta duas vezes ou mais. Nesse cenário, apesar do que você possa imaginar, há a possibilidade de ter seu dinheiro de…
3
0

Você possui cartão de crédito?

Se usado com responsabilidade, o cartão de crédito se torna um aliado valioso para organizar as finanças pessoais, mas é importante notar que as instituições financeiras têm a liberdade de decidir se…
1
0
Wesley Castro, Estudante de Direito
há 27 dias

Posso, ou não entrar com alimentos adquidos em outro local sem ser do cinema.

Cabe destacar que o consumidor tem direito a liberdade de escolha em relação ao que ele deseja consumir, conforme artigo 6º , inciso II do Código de Defesa do Consumidor . Se caso o cinema imponha…
1
0

Venda Casada

Venda casada é uma prática comercial considerada ilegal no Brasil, onde a compra de um produto ou serviço é condicionada à aquisição de outro item, sem que haja necessidade ou interesse por parte do…
1
0