Carregando...
Jusbrasil - Tópicos
19 de outubro de 2017
Artigo 12 da Lei nº 8.078 de 11 de Setembro de 1990

Art. 12 do Código de Defesa do Consumidor - Lei 8078/90

CDC - Lei nº 8.078 de 11 de Setembro de 1990

Dispõe sobre a proteção do consumidor e dá outras providências.

Art. 12. O fabricante, o produtor, o construtor, nacional ou estrangeiro, e o importador respondem, independentemente da existência de culpa, pela reparação dos danos causados aos consumidores por defeitos decorrentes de projeto, fabricação, construção, montagem, fórmulas, manipulação, apresentação ou acondicionamento de seus produtos, bem como por informações insuficientes ou inadequadas sobre sua utilização e riscos.

§ 1º O produto é defeituoso quando não oferece a segurança que dele legitimamente se espera, levando-se em consideração as circunstâncias relevantes, entre as quais:

I - sua apresentação;

II - o uso e os riscos que razoavelmente dele se esperam;

III - a época em que foi colocado em circulação.

§ 2º O produto não é considerado defeituoso pelo fato de outro de melhor qualidade ter sido colocado no mercado.

§ 3º O fabricante, o construtor, o produtor ou importador só não será responsabilizado quando provar:

I - que não colocou o produto no mercado;

II - que, embora haja colocado o produto no mercado, o defeito inexiste;

III - a culpa exclusiva do consumidor ou de terceiro.

[Modelo] Ação indenizatória

EXCELENTÍSSIMO (A) SENHOR (A) DOUTOR (A) JUIZ (A) DE DIREITO DO JUIZADO ESPECIAL CÍVEL DA COMARCA DE XXXXX – XXXXX BELTRANO, (qualificação); , autorizado pelo art. 9º, “ caput ” da Lei n° 9.099/95,

A responsabilidade civil de um clube de futebol perante seus torcedores

O Estatuto do Torcedor, Lei nº 10.671 de 2003 trouxe um avanço ao conceito de torcedor no parágrafo único de seu art. 2º, visto que o Art. 42, §3º da Lei 9.615 de 1998, denominada Lei Pelé, tratava

Pg. 5748. Superior Tribunal de Justiça STJ de 19/10/2017

enriquecimento sem causa, em consonância com a jurisprudência desta Corte. Acordo celebrado entre o demandante e a terceira demandada. Indenização pelos danos materiais foi quitada, em razão da

Pg. 5824. Superior Tribunal de Justiça STJ de 19/10/2017

jurisdicional o acórdão que adota para a resolução da causa fundamentação suficiente, porém diversa da pretendida pelo recorrente, decidindo de modo integral a controvérsia posta. 2. A verificação da

Pg. 277. Suplemento - Seção III. Diário de Justiça do Estado de Goiás DJGO de 19/10/2017

ART. 12, § 3º, III, DO CDC. NÃO CONFIGURAÇÃO DO DEVER DE INDENIZAR. I – Em que pese a responsabilidade do fornecedor de produtos e serviços pelos riscos decorrentes de sua atividade ser objetiva, o

Pg. 1800. Diário de Justiça do Distrito Federal DJDF de 19/10/2017

N. 0709698-06.2017.8.07.0007 - PROCEDIMENTO COMUM - A: ADELCINO RIBEIRO DE AMORIM. Adv(s).: DF46643 - GERALDO NUNES DE ARRUDA. R: VANDA SARDINHA DA COSTA. Adv(s).: Nao Consta Advogado. Poder

Pg. 1803. Diário de Justiça do Distrito Federal DJDF de 19/10/2017

demonstração de hipossuficiência "in casu", firmando-se a presunção de possibilidade da sua manutenção quanto aos custos da demanda. Destaco, ainda, não merecer guarida a alegação da requerida sobre

Pg. 18. Diário de Justiça do Estado do Acre DJAC de 19/10/2017

Acórdão n.º: 4.845 Classe: Apelação n.º 0700294-14.2017.8.01.0001 Foro de Origem: Rio Branco Órgão: Segunda Câmara Cível Relatora: Desª. Regina Ferrari Apelante: Tec News Ltda - Epp Advogado: Ailton

Inteiro Teor. Apelação: APL 19293620038050103

1 PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DA BAHIA TRIBUNAL DE JUSTIÇA Primeira Câmara Cível ACÓRDAO Classe : Apelação nº 0001929-36.2003.8.05.0103 Foro de Origem : Foro de comarca Ilhéus Órgão : Primeira Câmara

Inteiro Teor. Apelação: APL 4520880820008060001 CE 0452088-08.2000.8.06.0001

ESTADO DO CEARÁ PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA GABINETE DESEMBARGADOR DURVAL AIRES FILHO Processo: 0452088-08.2000.8.06.0001 - Apelação Apelante: Unimed de Sobral- Cooperativa de Trabalho

×