Artigo 203 do Decreto Lei nº 2.848 de 07 de Dezembro de 1940

CP - Decreto Lei nº 2.848 de 07 de Dezembro de 1940

Art. 203 - Frustrar, mediante fraude ou violência, direito assegurado pela legislação do trabalho:
Pena - detenção de um ano a dois anos, e multa, além da pena correspondente à violência. (Redação dada pela Lei nº 9.777, de 29.12.1998)
§ 1º Na mesma pena incorre quem: (Incluído pela Lei nº 9.777, de 1998)
I - obriga ou coage alguém a usar mercadorias de determinado estabelecimento, para impossibilitar o desligamento do serviço em virtude de dívida; (Incluído pela Lei nº 9.777, de 1998)
II - impede alguém de se desligar de serviços de qualquer natureza, mediante coação ou por meio da retenção de seus documentos pessoais ou contratuais. (Incluído pela Lei nº 9.777, de 1998)
§ 2º A pena é aumentada de um sexto a um terço se a vítima é menor de dezoito anos, idosa, gestante, indígena ou portadora de deficiência física ou mental. (Incluído pela Lei nº 9.777, de 1998)
Frustração de lei sobre a nacionalização do trabalho

Ministério Público Federal aprova 12 novos enunciados em matéria criminal

O Ministério Público Federal liberou os novos enunciados em matéria criminal aprovados este ano pela 2ª Câmara de Coordenação e Revisão do órgão. Os enunciados tratam da possibilidade de arquivar…
0
0

Pejotização, você sabe o que é?

Entende-se como pejotização a contratação irregular de empregados por meio da instituição de uma pessoa jurídica, tais como uma constituição de uma MEI. Este processo, pode ocorrer de duas formas: -…
4
0

Pejotização, você sabe o que é?

Entende-se como pejotização a contratação irregular de empregados por meio da instituição de uma pessoa jurídica, tais como uma constituição de uma MEI. Este processo, pode ocorrer de duas formas: -…
1
0

Juiz acata denúncia de trabalho escravo contra fazendeiros no Pará

O juiz substituto Hallisson Costa Glória recebeu denúncia do Ministério Público Federal do Pará contra os fazendeiros João Luiz Quagliato Neto e Antônio Jorge Vieira. Eles são acusados de manter 85…
0
0

MPF denuncia João Luiz Quagliato Neto e Antônio Jorge Vieira por trabalho escravo na fazenda Brasil Verde (PA)

O Ministério Público Federal (MPF) apresentou denúncia criminal à Justiça Federal em Redenção (PA) contra João Luiz Quagliato Neto e Antônio Jorge Vieira pelos crimes previstos nos artigos 149, 207 e…
1
0
Justificando
há 7 anos

As contradições da Lei da Terceirização

Não há, a rigor, nenhum impedimento para a terceirização no ordenamento jurídico brasileiro. Todavia, o que este não comporta, por força do princípio da dignidade da pessoa humana do trabalhador, é a…
0
0
Felipe Holanda, Advogado
há 7 anos

Trabalhador obrigado a constituir empresa tem reconhecido o vínculo empregatício

Um trabalhador ingressou com reclamação trabalhista em face de sua ex-empregadora alegando que foi "forçado" a criar empresa em seu próprio nome para continuar desenvolvendo suas atividades, já que a…
1
0

Empresas que comercializam Rondocap terão que pagar dano moral coletivo e oferecer condições dignas a seus vendedores

O grupo econômico que comercializa o título de capitalização RONDOCAP/APLUD teve declarados nulos todos os contratos de prestação de serviços com vendedores ou distribuidores, e foi condenado ao…
0
0

Empresas que comercializam Rondocap terão que pagar dano moral coletivo e oferecer condições dignas a seus vendedores

O grupo econômico que comercializa o título de capitalização RONDOCAP/APLUD teve declarados nulos todos os contratos de prestação de serviços com vendedores ou distribuidores, e foi condenado ao…
0
0

Empresas que comercializam Rondocap terão que pagar dano moral coletivo e oferecer condições dignas a seus vendedores

O grupo econômico que comercializa o título de capitalização RONDOCAP/APLUD teve declarados nulos todos os contratos de prestação de serviços com vendedores ou distribuidores, e foi condenado ao…
0
0