Artigo 46 da Lei nº 8.069 de 13 de Julho de 1990

ECA - Lei nº 8.069 de 13 de Julho de 1990

Dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente e dá outras providências.
Subseção IV
Da Adoção
Art. 46. A adoção será precedida de estágio de convivência com a criança ou adolescente, pelo prazo máximo de 90 (noventa) dias, observadas a idade da criança ou adolescente e as peculiaridades do caso. (Redação dada pela Lei nº 13.509, de 2017)
§ 1º O estágio de convivência poderá ser dispensado se o adotando não tiver mais de um ano de idade ou se, qualquer que seja a sua idade, já estiver na companhia do adotante durante tempo suficiente para se poder avaliar a conveniência da constituição do vínculo.
(Revogado)
§ 1 o O estágio de convivência poderá ser dispensado se o adotando já estiver sob a tutela ou guarda legal do adotante durante tempo suficiente para que seja possível avaliar a conveniência da constituição do vínculo. (Redação dada pela Lei nº 12.010, de 2009) Vigência
§ 2º Em caso de adoção por estrangeiro residente ou domiciliado fora do País, o estágio de convivência, cumprido no território nacional, será de no mínimo quinze dias para crianças de até dois anos de idade, e de no mínimo trinta dias quando se tratar de adotando acima de dois anos de idade.
(Revogado)
§ 2 o A simples guarda de fato não autoriza, por si só, a dispensa da realização do estágio de convivência. (Redação dada pela Lei nº 12.010, de 2009) Vigência
§ 2 o -A. O prazo máximo estabelecido no caput deste artigo pode ser prorrogado por até igual período, mediante decisão fundamentada da autoridade judiciária. (Incluído pela Lei nº 13.509, de 2017)
§ 3 o Em caso de adoção por pessoa ou casal residente ou domiciliado fora do País, o estágio de convivência, cumprido no território nacional, será de, no mínimo, 30 (trinta) dias (Incluído pela Lei nº 12.010, de 2009) Vigência
(Revogado)
§ 3 o Em caso de adoção por pessoa ou casal residente ou domiciliado fora do País, o estágio de convivência será de, no mínimo, 30 (trinta) dias e, no máximo, 45 (quarenta e cinco) dias, prorrogável por até igual período, uma única vez, mediante decisão fundamentada da autoridade judiciária. (Redação dada pela Lei nº 13.509, de 2017)
§ 3 o -A. Ao final do prazo previsto no § 3 o deste artigo, deverá ser apresentado laudo fundamentado pela equipe mencionada no
§ 4 o deste artigo, que recomendará ou não o deferimento da adoção à autoridade judiciária. (Incluído pela Lei nº 13.509, de 2017)
§ 4 o O estágio de convivência será acompanhado pela equipe interprofissional a serviço da Justiça da Infância e da Juventude, preferencialmente com apoio dos técnicos responsáveis pela execução da política de garantia do direito à convivência familiar, que apresentarão relatório minucioso acerca da conveniência do deferimento da medida. (Incluído pela Lei nº 12.010, de 2009) Vigência
§ 5 o O estágio de convivência será cumprido no território nacional, preferencialmente na comarca de residência da criança ou adolescente, ou, a critério do juiz, em cidade limítrofe, respeitada, em qualquer hipótese, a competência do juízo da comarca de residência da criança. (Incluído pela Lei nº 13.509, de 2017)

Andamento do Processo n. 00069354720168140061 - 18/05/2021 do TJPA

RESENHA: 18/05/2021 A 18/05/2021 - GABINETE DA 1ª VARA CIVEL E EMPRESARIAL DE TUCURUÍ -VARA: 1ª VARA CIVEL E EMPRESARIAL DE TUCURUÍ PROCESSO: 00014836120138140061 PROCESSO ANTIGO: ----…

Andamento do Processo n. 00087429020188140010 - 18/05/2021 do TJPA

Comum Cível em: 29/04/2021 REQUERENTE:RAIMUNDO RODRIGUES DE FREITAS Representante(s): OAB 21315 - IURY DA GAMA PANTOJA (ADVOGADO) REQUERIDO:BANCO MERCANTIL DO BRASIL FINANCEIRA SA Representante(s):…

Página 3286 do Diário de Justiça do Estado do Pará (DJPA) de 18 de Maio de 2021

Trata-se de ação monitória ajuizada por D.E. VAZ em face de TUCURUI INVESTIMENTO E EMPREENDIMENTOS IMOBILIARIO LTDA, ambos regularmente qualificados. Ãs fls. 36 dos autos, as partes informam terem…

Página 5585 do Diário de Justiça do Estado do Pará (DJPA) de 18 de Maio de 2021

presente procedimento (fl. 26) em razão da perda da ¿necessidade - utilidade¿ da Medida Socio Educativa pretendida na ação.      Vieram os autos conclusos.      à o, sucinto,…

Página 486 da Judicial - 1ª Instância - Interior - Parte III do Diário de Justiça do Estado de São Paulo (DJSP) de 17 de Maio de 2021

já não bastam para contenção e reeducação do outrora adolescente. Assim, entendo ter cessado a justa causa da ação e, por conseguinte, ter-se dado a perda superveniente do interesse de agir. Acolho,…

Página 152 da Editais e Leilões do Diário de Justiça do Estado de São Paulo (DJSP) de 17 de Maio de 2021

PRESIDENTE EPITÁCIO Infância e Juventude SEGUNDO OFICIO JUDICIAL DA COMARCA DE PRESIDENTE EPITÁCIO(SP) JUÍZA DE DIREITO: LARISSSA CERQUEIRA DE OLIVEIRA MIZAEL SILVA SANTOS -OFICIAL JUDICIAL II EDITAL…

Página 1860 do Diário de Justiça do Estado do Pará (DJPA) de 17 de Maio de 2021

incompetência absoluta deste Juà zo para o processamento e julgamento de qualquer causa envolvendo direitos de famà lia, tais como divórcios, reconhecimento e dissolução e união estável, ação…

Página 3138 da Judicial - 1ª Instância - Interior - Parte III do Diário de Justiça do Estado de São Paulo (DJSP) de 17 de Maio de 2021

ano de 2005, logo após o nascimento do filho, a Requerida Elisabete deixou o recém-nascido aos cuidados de João Manoel e Elenilce, alegando que voltaria para buscá-lo, contudo, nunca mais retornou,…

Página 2733 do Diário de Justiça do Estado do Pará (DJPA) de 14 de Maio de 2021

O requisito de idade encontra-se devidamente preenchido já que os adotantes são maiores de dezoito anos e contam com uma diferença de mais de dezesseis anos em relação ao adotando, conforme exige o…

Página 2737 do Diário de Justiça do Estado do Pará (DJPA) de 14 de Maio de 2021

dezenas de crianças. Diante disso, a Turma entendeu que não houve demonstração de eventual direito líquido e certo, pois o ato tido por ilegal não feriu qualquer direito incontestável dos recorrentes…