Carregando...
Jusbrasil - Tópicos
17 de outubro de 2017
Artigo 18 da Lei nº 8.069 de 13 de Julho de 1990

Art. 18 do Estatuto da Criança e do Adolescente - Lei 8069/90

ECA - Lei nº 8.069 de 13 de Julho de 1990

Dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente e dá outras providências.

Art. 18. É dever de todos velar pela dignidade da criança e do adolescente, pondo-os a salvo de qualquer tratamento desumano, violento, aterrorizante, vexatório ou constrangedor.

Art. 18-A. A criança e o adolescente têm o direito de ser educados e cuidados sem o uso de castigo físico ou de tratamento cruel ou degradante, como formas de correção, disciplina, educação ou qualquer outro pretexto, pelos pais, pelos integrantes da família ampliada, pelos responsáveis, pelos agentes públicos executores de medidas socioeducativas ou por qualquer pessoa encarregada de cuidar deles, tratá-los, educá-los ou protegê-los. (Incluído pela Lei nº 13.010, de 2014)

Parágrafo único. Para os fins desta Lei, considera-se: (Incluído pela Lei nº 13.010, de 2014)

I - castigo físico: ação de natureza disciplinar ou punitiva aplicada com o uso da força física sobre a criança ou o adolescente que resulte em: (Incluído pela Lei nº 13.010, de 2014)

a) sofrimento físico; ou (Incluído pela Lei nº 13.010, de 2014)

b) lesão; (Incluído pela Lei nº 13.010, de 2014)

II - tratamento cruel ou degradante: conduta ou forma cruel de tratamento em relação à criança ou ao adolescente que: (Incluído pela Lei nº 13.010, de 2014)

a) humilhe; ou (Incluído pela Lei nº 13.010, de 2014)

b) ameace gravemente; ou (Incluído pela Lei nº 13.010, de 2014)

c) ridicularize. (Incluído pela Lei nº 13.010, de 2014)

Art. 18-B. Os pais, os integrantes da família ampliada, os responsáveis, os agentes públicos executores de medidas socioeducativas ou qualquer pessoa encarregada de cuidar de crianças e de adolescentes, tratá-los, educá-los ou protegê-los que utilizarem castigo físico ou tratamento cruel ou degradante como formas de correção, disciplina, educação ou qualquer outro pretexto estarão sujeitos, sem prejuízo de outras sanções cabíveis, às seguintes medidas, que serão aplicadas de acordo com a gravidade do caso: (Incluído pela Lei nº 13.010, de 2014)

I - encaminhamento a programa oficial ou comunitário de proteção à família; (Incluído pela Lei nº 13.010, de 2014)

II - encaminhamento a tratamento psicológico ou psiquiátrico; (Incluído pela Lei nº 13.010, de 2014)

III - encaminhamento a cursos ou programas de orientação; (Incluído pela Lei nº 13.010, de 2014)

IV - obrigação de encaminhar a criança a tratamento especializado; (Incluído pela Lei nº 13.010, de 2014)

V - advertência. (Incluído pela Lei nº 13.010, de 2014)

Parágrafo único. As medidas previstas neste artigo serão aplicadas pelo Conselho Tutelar, sem prejuízo de outras providências legais. (Incluído pela Lei nº 13.010, de 2014)

: 20150111011735 - Segredo de Justiça 0013376-14.2015.8.07.0016

DIREITO DE FAMÍLIA E PROCESSUAL CIVIL. AÇÃO DE MODIFICAÇÃO DE GUARDA. REGIME VIGENTE. GUARDA COMPARTILHADA. PRETENSÃO DE ALTERAÇÃO PARA GUARDA UNILATERAL DA FILHA MENOR. PRETENSÃO ADVINDA DO GENITOR. FILHA ADOLESCENTE. MANIFESTAÇÃO DO DESEJO DE RESIDIR COM O PAI. DECISÃO FIXANDO A GUARDA COMPARTILHADA POSTERIOR AO DIVÓ...

Pg. 261. Diário de Justiça do Distrito Federal DJDF de 16/10/2017

elemento de convicção na resolução da lide que tem como objeto litígio sobre a guarda de filha adolescente dos litigantes, não vincula o juiz às conclusões que estampa de molde inexorável, podendo

Inteiro Teor. Apelação: APL 3823426020128050001

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DA BAHIA 1 TRIBUNAL DE JUSTIÇA Quinta Câmara Cível ACÓRDAO Classe : Apelação n.º 0382342-60.2012.8.05.0001 Foro de Origem : Salvador Órgão : Quinta Câmara Cível Relator(a)

Pg. 1836. Seção III. Diário de Justiça do Estado de Goiás DJGO de 10/10/2017

DE DE AUDIENCIA, FOI CONCEDIDO REMISSAO, COM SUPORTE NO ARTIGO 18 6, 1, DO ECA, COMO FORMA DE EXCLUSAO DO PROCESSO, CUMULADA COM AP LICACAO DE MEDIDAS SOCIOEDUCATIVAS, PREVISTAS NO ARTIGO 112 E INC

Andamento do Processo n. 238440-27.2017.8.09.0142 - Apuracao de Ato Infracional - 09/10/2017 do TJGO

PROTOCOLO NR. : 238440-27.2017.8.09.0142 AUTOS NR. : 496 NATUREZA : APURACAO DE ATO INFRACIONAL VITIMA : FHO GBLA MENOR : LFSA DESPACHO : PROCESSO N 2017.0238.4408 DECISAO TRATA-SE DE PROCEDIMENTO

Pg. 2720. Seção III. Diário de Justiça do Estado de Goiás DJGO de 09/10/2017

ICIOS SUFICIENTES DE AUTORIA E MATERIALIDADE, NAO HA QUE SE FALAR EM AMEACA DE CONSTRANGIMENTO ILEGAL, IMPONDO-SE A MANUTENCAO DA DECISAO. 2 - OS PREDICADOS PESSOAIS FAVORAVEIS SAO INSUFICIENTES PARA

Pg. 231. Comarcas - 1ª 2ª e 3ª Entrância. Diário de Justiça do Estado do Mato Grosso DJMT de 09/10/2017

AUTOS N.º 1494-88.2017.811.0011 ESPÉCIE: Guarda->Processo de Conhecimento->Seção Cível->JUIZADOS DA INFÂNCIA E DA JUVENTUDE PARTE REQUERENTE: O Ministério Publico do Estado de Mato Grosso e Jose

Pg. 1430. Judicial - 1ª Instância - Interior - Parte II. Diário de Justiça do Estado de São Paulo DJSP de 06/10/2017

de Justiça. - ADV: VERALI BARBI (OAB 143850/SP) Processo 3005743-05.2013.8.26.0318 - Ação Penal - Procedimento Ordinário - Tráfico de Drogas e Condutas Afins -FERNANDO CRISTIANO DE CARVALHO

Andamento do Processo n. nº228-91.2015.8.10.0002 - Procedimento Ordinario - 05/10/2017 do TJMA

PROC. nº228-91.2015.8.10.0002. Ação : Procedimento Ordinario Requerente : S.R.M.F. Advogado: Armando Ribeiro de Sousa, OAB/MA 7003 Requerido: GEAP Advogada: Gabriela Senna Gonçalves, OAB/DF33.347

Pg. 644. Diário de Justiça do Estado do Maranhão DJMA de 05/10/2017

PROC. nº228-91.2015.8.10.0002. Ação : Procedimento Ordinario Requerente : S.R.M.F. Advogado: Armando Ribeiro de Sousa, OAB/MA 7003 Requerido: GEAP Advogada: Gabriela Senna Gonçalves, OAB/DF33.347

×