Inciso I do Artigo 101 da Constituição Federal de 18 de Setembro de 1946

Constituição Federal de 18 de Setembro de 1946

Art 101 - Ao Supremo Tribunal Federal compete:
I - processar e julgar originariamente:
a) o Presidente da República nos crimes comuns;
b) os seus próprios Ministros e o Procurador-Geral da República nos crimes comuns;
c) os Ministros de Estado, os Juízes dos Tribunais Superiores Federais, os Desembargadores dos Tribunais de Justiça dos Estados, do Distrito Federal e dos Territórios, os Ministros do Tribunal de Contas e os Chefes de Missão Diplomática em caráter permanente, assim nos crimes comuns como nos de responsabilidade, ressalvado, quanto aos Ministros de Estado, o disposto no final do art. 92;
d) os litígios entre Estados estrangeiros e a União, os Estados, o Distrito Federal ou os Municípios;
e) as causas e conflitos entre a União e os Estados ou entre estes;
f) os conflitos de jurisdição entre Juízes ou Tribunais Federais de Justiças diversas, entre quaisquer Juízes ou Tribunais Federais e os dos Estados, e entre Juízes ou Tribunais de Estados diferentes, inclusive os do Distrito Federal e os dos Territórios;
g) a extradição dos criminosos, requisitada por Estados estrangeiros e a homologação das sentenças estrangeiras;
h) o habeas corpus, quando o coator ou paciente for Tribunal, funcionário ou autoridade cujos atos estejam diretamente sujeitos à jurisdição do Supremo Tribunal Federal; quando se tratar de crime sujeito a essa mesma jurisdição em única instância; e quando houver perigo de se consumar a violência, antes que outro Juiz ou Tribunal possa conhecer do pedido;
i) os Mandados de segurança contra ato do Presidente da República, da Mesa da Câmara ou do Senado e do Presidente do próprio Supremo Tribunal Federal;
j) a execução das sentenças, nas causas da sua competência originária, sendo facultada a delegação de atos processuais a Juiz inferior ou a outro, Tribunal;
k) as ações rescisórias dê seus acórdãos;

Supremo Tribunal Federal STF - MEDIDA CAUTELAR EM MANDADO DE SEGURANÇA : MC MS 0085387-93.2020.1.00.0000 RS - RIO GRANDE DO SUL 0085387-93.2020.1.00.0000

FEDERAL. APLICABILIDADE DO ART. 21, VI, DA LOMAN. RECEPÇAO PELA CONSTITUIÇAO DE 1988. MANDADO DE SEGURANÇA NAO CONHECIDO... do Supremo Tribunal Federal – que já proclamou a plena recepção do art. …

A representação interpretativa e outros remédios constitucionais antes da Constituição Federal de 1988: uma análise histórica e jurídica

A representação interpretativa e outros remédios constitucionais antes da Constituição Federal de 1988 Rogério Tadeu Romano I – UM HISTÓRICO DO CONTROLE DA CONSTITUCIONALIDADE Através do Decreto nº…

Supremo Tribunal Federal STF - MEDIDA CAUTELAR EM MANDADO DE SEGURANÇA : MC MS 36632 ES - ESPÍRITO SANTO

EMENTA: MANDADO DE SEGURANÇA IMPETRADO CONTRA DECISAO EMANADA DE TRIBUNAL SUPERIOR DA UNIAO. INCOMPETÊNCIA ABSOLUTA DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL. APLICABILIDADE DO ART. 21, VI, DA LOMAN. RECEPÇAO …

Supremo Tribunal Federal STF - MEDIDA CAUTELAR EM MANDADO DE SEGURANÇA : MC MS 36525 DF - DISTRITO FEDERAL

EMENTA: MANDADO DE SEGURANÇA IMPETRADO CONTRA DECISAO EMANADA DE TRIBUNAL SUPERIOR DA UNIAO. INCOMPETÊNCIA ABSOLUTA DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL. APLICABILIDADE DO ART. 21, VI, DA LOMAN. RECEPÇAO …

O controle de constitucionalidade no sistema brasileiro.

No sistema brasileiros, temos duas formas de controle de constitucionalidade das leis: o c ontrole por via de exceção e o controle por via de ação direta . O primeiro já é tradicional no direito…

Tribunal de Justiça de Minas Gerais TJ-MG : 00432519320178130694 MG

; e CF/67 , art. 114 , I , h) – não mais se revela lícito ao Supremo Tribunal Federal, sob a égide da vigente Constituição... Federal: EMENTA: […] Precedentes. Reincidência. Temporariedade ( CP , …
Marcos Lopes, Estudante de Direito
ano passado

Tutela cautelar incidental e o Controle difuso-concreto de constitucionalidade

Artigo escrito por mim e por meu grande amigo, João Fernando Constantino Melo. 1 PROCESSOS OBJETIVOS E SUBJETIVOS   Cabe fazer uma análise exclusiva de um termo “subjetividade” para, então, podermos…

Tribunal de Justiça de Minas Gerais TJ-MG : 00284097420188130694 MG

, art. 101, I, “h”; e CF/67, art. 114, I, “h”) – não mais se revela lícito ao Supremo Tribunal Federal, sob a égide... de Mello do Supremo Tribunal Federal: EMENTA: […] Precedentes. Reincidência. …

Supremo Tribunal Federal STF - MEDIDA CAUTELAR NO HABEAS CORPUS : MC HC 0080717-80.2018.1.00.0000 SP - SÃO PAULO 0080717-80.2018.1.00.0000

, I , h) – não mais se revela lícito ao Supremo Tribunal Federal, sob a égide da vigente Constituição da República...; CF/46 , art. 101 , I , h; e CF/67 , art. 114 , I , h) – não mais se revela …

Andamento do Processo n. 164.028 - Medida Cautelar / Habeas Corpus - 23/11/2018 do STF

MEDIDA CAUTELAR NO HABEAS CORPUS 164.028 (816) ORIGEM : 164028 - SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL PROCED. : SÃO PAULO RELATOR :MIN. CELSO DE MELLO PACTE.(S) : ADELMA HENRIQUE DA SILVA KINA IMPTE.(S) : JAIR…