Artigo 1583 da Lei nº 10.406 de 10 de Janeiro de 2002

CC - Lei nº 10.406 de 10 de Janeiro de 2002

Institui o Código Civil.
SUBTÍTULO I
Do Casamento
Art. 1.583. A guarda será unilateral ou compartilhada. (Redação dada pela Lei nº 11.698, de 2008).
§ 1º Compreende-se por guarda unilateral a atribuída a um só dos genitores ou a alguém que o substitua ( art. 1.584, § 5 o ) e, por guarda compartilhada a responsabilização conjunta e o exercício de direitos e deveres do pai e da mãe que não vivam sob o mesmo teto, concernentes ao poder familiar dos filhos comuns. (Incluído pela Lei nº 11.698, de 2008).
§ 2 o A guarda unilateral será atribuída ao genitor que revele melhores condições para exercê-la e, objetivamente, mais aptidão para propiciar aos filhos os seguintes fatores: (Incluído pela Lei nº 11.698, de 2008).
§ 2º Na guarda compartilhada, o tempo de convívio com os filhos deve ser dividido de forma equilibrada com a mãe e com o pai, sempre tendo em vista as condições fáticas e os interesses dos filhos: (Redação dada pela Lei nº 13.058, de 2014)
I – afeto nas relações com o genitor e com o grupo familiar; (Incluído pela Lei nº 11.698, de 2008).
I - (revogado); (Redação dada pela Lei nº 13.058, de 2014)
II – saúde e segurança; (Incluído pela Lei nº 11.698, de 2008).
II - (revogado); (Redação dada pela Lei nº 13.058, de 2014)
III – educação. (Incluído pela Lei nº 11.698, de 2008).
III - (revogado). (Redação dada pela Lei nº 13.058, de 2014)
§ 3 o A guarda unilateral obriga o pai ou a mãe que não a detenha a supervisionar os interesses dos filhos. (Incluído pela Lei nº 11.698, de 2008).
§ 3º Na guarda compartilhada, a cidade considerada base de moradia dos filhos será aquela que melhor atender aos interesses dos filhos. (Redação dada pela Lei nº 13.058, de 2014)
§ 4º (VETADO) . (Incluído pela Lei nº 11.698, de 2008).
§ 5º A guarda unilateral obriga o pai ou a mãe que não a detenha a supervisionar os interesses dos filhos, e, para possibilitar tal supervisão, qualquer dos genitores sempre será parte legítima para solicitar informações e/ou prestação de contas, objetivas ou subjetivas, em assuntos ou situações que direta ou indiretamente afetem a saúde física e psicológica e a educação de seus filhos. (Incluído pela Lei nº 13.058, de 2014)
Rafaela Valadares, Advogado
há 19 horas

Quem tem direito a guarda do filho no divórcio?

Muitas mulheres, quando decidem se divorciar, perdem o sono só de pensar na guarda dos filhos. Isto porque, surge o medo do divórcio acabar com o direito da mãe de ficar com o filho. Acontece até da…

Tribunal de Justiça de Minas Gerais TJ-MG - Agravo de Instrumento-Cv: AI 0054449-02.2022.8.13.0000 MG

EMENTA: AGRAVO DE INSTRUMENTO - DIREITO DE FAMÍLIA - AÇAO DE REGULAMENTAÇAO DE GUARDA C/C ALIMENTOS - PRINCÍPIO CONSTITUCIONAL DO MELHOR INTERESSE DA CRIANÇA - RECURSO PROVIDO - Sempre que se tratar…

Tribunal de Justiça de Minas Gerais TJ-MG - Agravo de Instrumento-Cv: AI 0247548-34.2022.8.13.0000 MG

DIREITO DE FAMÍLIA - DIREITO PROCESSUAL CIVIL - AGRAVO DE INSTRUMENTO - AÇAO DE DIVÓRICO, C/C GUARDA, ALIMENTOS E REGULAMENTAÇAO DE VISITAS - LIMINAR - GUARDA COMPARTILHADA - REGRA GERAL - SITUAÇAO…

Tribunal de Justiça de Minas Gerais TJ-MG - Agravo de Instrumento-Cv: AI 0265714-17.2022.8.13.0000 MG

EMENTA: AGRAVO DE INSTRUMENTO - DIREITO DE FAMÍLIA - MODALIDADE DO EXERCÍCIO DA GUARDA DAS MENORES - GUARDA COMPARTILHADA - REGRA GERAL - EXCEÇAO - REALIZAÇAO DE ACORDOS ENTRE OS GENITORES -…

Tribunal de Justiça de Minas Gerais TJ-MG - Agravo de Instrumento-Cv: AI 2246631-15.2021.8.13.0000 MG

DIREITO DE FAMÍLIA - DIREITO PROCESSUAL CIVIL - AGRAVO DE INSTRUMENTO - PEDIDO DE EXPEDIÇAO DE OFÍCIOS - QUESTAO NAO TRATADA PELA DECISAO AGRAVADA - CONHECIMENTO PARCIAL DO RECURSO - AÇAO DE GUARDA,…

Tribunal de Justiça de Minas Gerais TJ-MG - Apelação Cível: AC 5002031-75.2017.8.13.0194 MG

EMENTA: APELAÇAO CÍVEL - AÇAO DE GUARDA - PROCEDÊNCIA PARCIAL DO PEDIDO - GUARDA COMPARTILHADA - DESCABIMENTO - RELAÇAO CONFLITUOSA ENTRE OS LITIGANTES - RESIDÊNCIA EM CIDADES DISTINTAS - MANUTENÇAO…

Tribunal de Justiça de Minas Gerais TJ-MG - Apelação Cível: AC 5169424-79.2019.8.13.0024 MG

DIREITO DE FAMÍLIA - DIREITO PROCESSUAL CIVIL - APELAÇAO - AÇAO DE RECONHECIMENTO E DISSOLUÇAO DE UNIAO ESTÁVEL C/C GUARDA, ALIMENTOS E PARTILHA - COMUNHAO PARCIAL DE BENS - PLANO DE PARTILHA…

Tribunal de Justiça de Minas Gerais TJ-MG - Apelação Cível: AC 5169424-79.2019.8.13.0024 MG

DIREITO DE FAMÍLIA - DIREITO PROCESSUAL CIVIL - APELAÇÃO - AÇÃO DE RECONHECIMENTO E DISSOLUÇÃO DE UNIÃO ESTÁVEL C/C GUARDA, ALIMENTOS E PARTILHA - COMUNHÃO PARCIAL DE BENS - PLANO DE PARTILHA …

Petição Inicial - TJCE - Ação Declaratória de Reconhecimento e Dissolução de União Estável com Pedido de Partilha de Bens - Reintegração / Manutenção de Posse

EXCELENTÍSSIMO (A) SENHOR (A) DR. (A) JUIZ (A) DE DIREITO DE UMA DAS VARAS DE FAMÍLIA DA COMARCA DE FORTALEZA, ESTADO DO CEARÁ, A QUEM COUBER POR DISTRIBUIÇÃO LEGAL. Nossos Cordiais e Respeitosos…

Andamento do Processo n. 5594384-59.2021.8.09.0029 - Processo Cível e do Trabalho / Julgamento - 24/06/2022 do TJGO

INTIMAÇÃO EFETIVADA REF. À MOV. Julgamento -> Com Resolução do Mérito -> Improcedência - Data da Movimentação 21/06/2022 14:51:32 LOCAL : CATALÃO - VARA DE FAMÍLIA E SUCESSÕES NR.PROCESSO :…