Carregando...
Jusbrasil - Tópicos
28 de março de 2017
Artigo 55 da Constituição Federal de 1988

Art. 55 da Constituição Federal de 88

Constituição Federal de 1988

Nós, representantes do povo brasileiro, reunidos em Assembléia Nacional Constituinte para instituir um Estado Democrático, destinado a assegurar o exercício dos direitos sociais e individuais, a liberdade, a segurança, o bem-estar, o desenvolvimento, a igualdade e a justiça como valores supremos de uma sociedade fraterna, pluralista e sem preconceitos, fundada na harmonia social e comprometida, na ordem interna e internacional, com a solução pacífica das controvérsias, promulgamos, sob a proteção de Deus, a seguinte CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL.

Art. 55. Perderá o mandato o Deputado ou Senador:

Art. 55. Perderá o mandato o Deputado ou Senador:

Art. 55. Perderá o mandato o Deputado ou Senador:

I - que infringir qualquer das proibições estabelecidas no artigo anterior;

I - que infringir qualquer das proibições estabelecidas no artigo anterior;

I - que infringir qualquer das proibições estabelecidas no artigo anterior;

II - cujo procedimento for declarado incompatível com o decoro parlamentar;

II - cujo procedimento for declarado incompatível com o decoro parlamentar;

III - que deixar de comparecer, em cada sessão legislativa, à terça parte das sessões ordinárias da Casa a que pertencer, salvo licença ou missão por esta autorizada;

IV - que perder ou tiver suspensos os direitos políticos;

III - que deixar de comparecer, em cada sessão legislativa, à terça parte das sessões ordinárias da Casa a que pertencer, salvo licença ou missão por esta autorizada;

III - que deixar de comparecer, em cada sessão legislativa, à terça parte das sessões ordinárias da Casa a que pertencer, salvo licença ou missão por esta autorizada;

IV - que perder ou tiver suspensos os direitos políticos;

IV - que perder ou tiver suspensos os direitos políticos;

V - quando o decretar a Justiça Eleitoral, nos casos previstos nesta Constituição ;

VI - que sofrer condenação criminal em sentença transitada em julgado.

V - quando o decretar a Justiça Eleitoral, nos casos previstos nesta Constituição;

V - quando o decretar a Justiça Eleitoral, nos casos previstos nesta Constituição;

VI - que sofrer condenação criminal em sentença transitada em julgado.

VI - que sofrer condenação criminal em sentença transitada em julgado.

§ 1º - É incompatível com o decoro parlamentar, além dos casos definidos no regimento interno, o abuso das prerrogativas asseguradas a membro do Congresso Nacional ou a percepção de vantagens indevidas.

§ 1º - É incompatível com o decoro parlamentar, além dos casos definidos no regimento interno, o abuso das prerrogativas asseguradas a membro do Congresso Nacional ou a percepção de vantagens indevidas.

§ 1º - É incompatível com o decoro parlamentar, além dos casos definidos no regimento interno, o abuso das prerrogativas asseguradas a membro do Congresso Nacional ou a percepção de vantagens indevidas.

§ 2º Nos casos dos incisos I, II e VI, a perda do mandato será decidida pela Câmara dos Deputados ou pelo Senado Federal, por voto secreto e maioria absoluta, mediante provocação da respectiva Mesa ou de partido político representado no Congresso Nacional, assegurada ampla defesa.

§ 2º Nos casos dos incisos I, II e VI, a perda do mandato será decidida pela Câmara dos Deputados ou pelo Senado Federal, por maioria absoluta, mediante provocação da respectiva Mesa ou de partido político representado no Congresso Nacional, assegurada ampla defesa. (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 76, de 2013)

§ 2º Nos casos dos incisos I, II e VI, a perda do mandato será decidida pela Câmara dos Deputados ou pelo Senado Federal, por voto secreto e maioria absoluta, mediante provocação da respectiva Mesa ou de partido político representado no Congresso Nacional, assegurada ampla defesa.

§ 2º Nos casos dos incisos I, II e VI, a perda do mandato será decidida pela Câmara dos Deputados ou pelo Senado Federal, por maioria absoluta, mediante provocação da respectiva Mesa ou de partido político representado no Congresso Nacional, assegurada ampla defesa. (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 76, de 2013)

§ 2º Nos casos dos incisos I, II e VI, a perda do mandato será decidida pela Câmara dos Deputados ou pelo Senado Federal, por maioria absoluta, mediante provocação da respectiva Mesa ou de partido político representado no Congresso Nacional, assegurada ampla defesa. (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 76, de 2013)

§ 2º Nos casos dos incisos I, II e VI, a perda do mandato será decidida pela Câmara dos Deputados ou pelo Senado Federal, por maioria absoluta, mediante provocação da respectiva Mesa ou de partido político representado no Congresso Nacional, assegurada ampla defesa. (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 76, de 2013)

§ 3º Nos casos previstos nos incisos III a V, a perda será declarada pela Mesa da Casa respectiva, de ofício ou mediante provocação de qualquer de seus membros, ou de partido político representado no Congresso Nacional, assegurada ampla defesa.

§ 3º Nos casos previstos nos incisos III a V, a perda será declarada pela Mesa da Casa respectiva, de ofício ou mediante provocação de qualquer de seus membros, ou de partido político representado no Congresso Nacional, assegurada ampla defesa.

§ 4º A renúncia de parlamentar submetido a processo que vise ou possa levar à perda do mandato, nos termos deste artigo, terá seus efeitos suspensos até as deliberações finais de que tratam os §§ 2º e 3º. (Incluído pela Emenda Constitucional de Revisão nº 6, de 1994)

§ 4º A renúncia de parlamentar submetido a processo que vise ou possa levar à perda do mandato, nos termos deste artigo, terá seus efeitos suspensos até as deliberações finais de que tratam os §§ 2º e 3º. (Incluído pela Emenda Constitucional de Revisão nº 6, de 1994)

Pg. 2319. Superior Tribunal de Justiça STJ de 28/03/2017

servidores ativos e inativos consagrados na Constituição Federal. Este, aliás, foi o entendimento firmado por esta Turma: “PROCESSUAL CIVIL E ADMINISTRATIVO - MANDADO DE SEGURANÇA - ILEGITIMIDADE

Andamento do Processo n. 0006007-02.2012.4.03.6100 - Apelação/remessa Necessária - 27/03/2017 do TRF-3

00027 APELAÇÃO/REMESSA NECESSÁRIA Nº 0006007-02.2012.4.03.6100/SP 2012.61.00.006007-3/SP RELATOR : Desembargador Federal ANDRE NABARRETE APELANTE : União Federal (FAZENDA NACIONAL) ADVOGADO :

Andamento do Processo n. 0000078-18.2017.5.20.0001 - RTSum - 27/03/2017 do TRT-20

Processo Nº RTSum-0000078-18.2017.5.20.0001 AUTOR ERIONALDO GAMA CARDOSO ADVOGADO PAULO JOSE SILVA SANTOS (OAB: 9308/SE) ADVOGADO ADALBERTO RODRIGUES DA SILVA (OAB: 9574/SE) RÉU ESV EMPRESA SERGIPANA

Pg. 279. Judicial I - TRF. Tribunal Regional Federal da 3ª Região TRF-3 de 27/03/2017

ajuizamento da ação em04/11/2011, ainda não havia decorrido o lustro legal, de modo que a sentença deve ser reformada. Ante o exposto, comfundamento no artigo 932, inciso V, alínea b, do Código de

Pg. 282. Judicial I - TRF. Tribunal Regional Federal da 3ª Região TRF-3 de 27/03/2017

ilegítima a cobrança coma alíquota da época do pagamento do montante acumulado e sobre a totalidade da importância. Nesse ponto, cumpre esclarecer que o indébito deverá ser calculado coma incidência

Pg. 102. Judiciário. Tribunal Regional do Trabalho da 6ª Região TRT-6 de 27/03/2017

empregador, visto que estas geralmente são sucedidas por carimbos oficiais ou públicos, sendo que jamais passarão desapercebidas. Em tempos das chamadas listas negras ou banco de dados de reclamantes

Pg. 2649. Judiciário. Tribunal Regional do Trabalho da 20ª Região TRT-20 de 27/03/2017

ADVOGADO Petrúcio Messias de Souza(OAB: 4895/SE) ADVOGADO THAIZA TEIXEIRA CAMPOS(OAB: 10211/SE) RÉU PETROLEO BRASILEIRO S A PETROBRAS RÉU ACF- EMPRESA DE ENGENHARIA E MANUTENCAO INDUSTRIAL LTDA

Fidelidade partidária e flexibilização do instituto

Introdução A fidelidade partidária é um instituto que traz grande polêmica ao cenário político brasileiro, pois a migração partidária é um fenômeno considerado por inúmeros autores como uma

Andamento do Processo n. 1005817-47.2016.8.26.0073 - Mandado de Segurança - 24/03/2017 do TJSP

Processo 1005817-47.2016.8.26.0073 - Mandado de Segurança - Garantias Constitucionais - Julio Cesar Theodoro - Edson Flavio Theodoro da Silva - Vistos.Trata-se de mandado de segurança impetrado por

Pg. 753. Judicial - 1ª Instância - Interior - Parte I. Diário de Justiça do Estado de São Paulo DJSP de 24/03/2017

apontou o órgão ministerial, não obstante encerrada a legislatura onde instalada a comissão processante e o mandato do impetrante, a decisão que determinou a cassação do mandato do impetrante implica

×