Artigo 50 da Constituição Federal de 1988

Constituição Federal de 1988

Nós, representantes do povo brasileiro, reunidos em Assembléia Nacional Constituinte para instituir um Estado Democrático, destinado a assegurar o exercício dos direitos sociais e individuais, a liberdade, a segurança, o bem-estar, o desenvolvimento, a igualdade e a justiça como valores supremos de uma sociedade fraterna, pluralista e sem preconceitos, fundada na harmonia social e comprometida, na ordem interna e internacional, com a solução pacífica das controvérsias, promulgamos, sob a proteção de Deus, a seguinte CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL.
Art. 50. A Câmara dos Deputados e o Senado Federal, ou qualquer de suas Comissões, poderão convocar Ministro de Estado ou quaisquer titulares de órgãos diretamente subordinados à Presidência da República para prestarem, pessoalmente, informações sobre assunto previamente determinado, importando crime de responsabilidade a ausência sem justificação adequada. (Redação dada pela Emenda Constitucional de Revisão nº 2, de 1994)
§ 1º Os Ministros de Estado poderão comparecer ao Senado Federal, à Câmara dos Deputados, ou a qualquer de suas Comissões, por sua iniciativa e mediante entendimentos com a Mesa respectiva, para expor assunto de relevância de seu Ministério.
§ 2º As Mesas da Câmara dos Deputados e do Senado Federal poderão encaminhar pedidos escritos de informações a Ministros de Estado, importando em crime de responsabilidade a recusa, ou o não - atendimento, no prazo de trinta dias, bem como a prestação de informações falsas.
(Revogado)
§ 2º As Mesas da Câmara dos Deputados e do Senado Federal poderão encaminhar pedidos escritos de informações a Ministros de Estado ou a qualquer das pessoas referidas no caput deste artigo, importando em crime de responsabilidade a recusa, ou o não - atendimento, no prazo de trinta dias, bem como a prestação de informações falsas. (Redação dada pela Emenda Constitucional de Revisão nº 2, de 1994)
Odailton Alencar, Estudante de Direito
há 2 meses

Descriminalização do Aborto

ANÁLISE DESCRIMINALIZAÇÃO DO ABORTO POR MEIO DA ADPF 54, 442 E ADIn 5.881 Odailton Carlos Angelim Alencar RESUMO O aborto sempre foi algo polêmico de ser discutido entre os estudiosos, religiosos e…
Tereza Gabrielle, Estudante de Direito
há 2 meses

A Teoria da causa madura na Apelação

Resumo: O presente estudo examina a Teoria da Causa Madura, abordando as diferenciações e inovações entre o novo Código de Processo Civil de 2015 e o Código de Processo Civil de 1973, abordando seus…

Saiba quando é possível garantir o seu emprego público em caso de privatização da estatal.

A privatização das empresas públicas e das sociedades de economia mista é um assunto que aterroriza os seus empregados. Isso porque, a demissão , antes vista como algo difícil de ocorrer, se torna um…
Lenos Bessa, Estudante de Direito
há 3 meses

Aborto

ANÁLISE DESCRIMINALIZAÇÃO DO ABORTO POR MEIO DA ADPF 54, 442 E ADIn 5.881 RESUMO O aborto sempre foi algo polêmico de ser discutido entre os estudiosos, religiosos e os parlamentares jurídicos, pois…
Fabiany Leitão, Advogado
há 4 meses

Processo Administrativo e Judicial Previdenciário

Processo Administrativo e Judicial Previdenciário Inicialmente, o processo administrativo é regulamentado pela Lei 9.784/99 (esfera federal), pelas instruções normativas do INSS (Instituto Nacional…
Renato Almeida, Advogado
há 6 meses

Comentários à Comissão Parlamentar De Inquérito - CPI.

Conceito: A Comissão Parlamentar de Inquérito é uma comissão temporária para investigar fatos determinados , com poderes típicos de órgãos investigativos , em regime de exceção, uma vez que o poder…
Bruno Ramos, Estudante de Direito
há 6 meses

Convocação dos governadores para CPI é constitucional?

Durante a última semana(23-29), os senadores responsáveis pelo andamento da Comissão Parlamentar de Inquérito do Covid, resolveram convidar alguns governadores para prestarem depoimento. Contudo, a…

Julgamentos Políticos de Prefeitos e Vereadores:

anuais do prefeito pela Câmara Municipal, a Constituição Federal de 1988 estabelece em seu art. 31, caput, e §§ 1º e 2º... Constituição Federal de 1988, mesmo depois de o próprio Supremo Tribunal Fe…
Jonathan Ferreira, Estudante de Direito
há 10 meses

Princípios do Processo Penal

(art. 5.0 , LXIX e LXX, da Constituição Federal ). A publicidade, como regra geral, norteia a atuação estatal, encontrando..., primordialmente, à tutela da liberdade pessoal, decorre da regra …

Habeas Data

. Súmula 2, Não cabe o habeas data (CF, art. 5.0., LXXII, letra a) se não houve recusa de informações por parte..., recomende este artigo, compartilhe e deixe seu comentário para progredirmos! Vamos …