Art. 33, § 2 do Código Penal - Decreto Lei 2848/40

CP - Decreto Lei nº 2.848 de 07 de Dezembro de 1940

Art. 33 - A pena de reclusão deve ser cumprida em regime fechado, semi-aberto ou aberto. A de detenção, em regime semi-aberto, ou aberto, salvo necessidade de transferência a regime fechado. (Redação dada pela Lei nº 7.209, de 11.7.1984)
§ 2º - As penas privativas de liberdade deverão ser executadas em forma progressiva, segundo o mérito do condenado, observados os seguintes critérios e ressalvadas as hipóteses de transferência a regime mais rigoroso: (Redação dada pela Lei nº 7.209, de 11.7.1984)
Nathalia Dias, Bacharel em Direito
há 6 dias

Tráfico Internacional de Pessoas para fins de Exploração Sexual

Lorraine Oliveira Reis, Nathalia Dias da Silva, Sara Munique Arantes Terra. Resumo: O presente artigo diz respeito ao estudo do Tráfico Internacional de Pessoas para Exploração Sexual. Possui como...

Willamys Gama, Advogado
há 14 dias

O Superior Tribunal de Justiça admite o reconhecimento da agravante da reincidência quando a condenação anterior for pelo crime porte/posse de droga para consumo pessoal?

A reincidência no sistema de justiça criminal é tema recorrente nos estudos penais, na análise para fixação de políticas criminais com o escopo de prevenir a prática de infração penal, além de gerar...

Regimes de cumprimento de pena privativa de liberdade

Nos precisos termos do art. 110, da Lei de Execução Penal o Juiz, na sentença, estabelecerá o regime no qual o condenado iniciará o cumprimento da pena privativa de liberdade, observado o disposto no...

É possível o apenado regredir para um regime pior do que o inicial ?

Ao aplicar a pena a ser cumprida pelo réu, o Juiz, na sentença condenatória, também fixa o regime inicial de cumprimento da pena, o qual varia de acordo com o art. 33, §2º, do Código Penal: § 2º – As...

Progressão de Regime

O juiz, ao dosar a pena do sentenciado, fixará o regime inicial de cumprimento da pena privativa de liberdade. Atendendo ao que disposto no artigo 33, § 2º, do Código Penal, determinará o início em...

Arthur Rodrigues, Bacharel em Direito
mês passado

O instituto da delação (colaboração) premiada no Brasil:

INTRODUÇÃO O presente estudo versa sobre as ilegalidades dos acordos de colaboração premiada no Brasil e tem como ênfase na área constitucional, direito penal e processual penal, bem como a lei...

Roberto Farias, Advogado
mês passado

Confissão qualificada é causa de atenuante?

Confissão qualificada é quando réu admite a prática do fato, no entanto, alega, em sua defesa, teses defensivas descriminantes ou exculpantes, como é o caso da legítima defesa, excludente de...

“Olha o ar!”: O agente que atua como informante responde pelo mesmo crime daquele que comercializa o entorpecente?

Não raras vezes assistimos matérias jornalísticas em que se mostram jovens desempenhando o papel de informantes àqueles que praticam a ilícita mercancia. A cena é sempre a mesma. Do alto de imóveis -...

Súmula 269 do STJ anotada (regime semiaberto)

Por Redação O sítio eletrônico Superior Tribunal de Justiça (STJ) oferece aos operadores do direito um banco de dados com Súmulas Anotadas . A ferramenta, alimentada pela Secretaria de Jurisprudência...

Teses do STJ sobre a Lei de Drogas – I (1ª parte)

Iniciamos hoje os comentários às teses do STJ sobre a Lei de Drogas, publicadas pelo tribunal em quatro edições: 45 (I), 60 (II), 123 (III) e 126 (IV). *** 1) Com o advento da Lei n. 11.343/2006, não...