Artigo 218 da Constituição Federal de 1988

Constituição Federal de 1988

Nós, representantes do povo brasileiro, reunidos em Assembléia Nacional Constituinte para instituir um Estado Democrático, destinado a assegurar o exercício dos direitos sociais e individuais, a liberdade, a segurança, o bem-estar, o desenvolvimento, a igualdade e a justiça como valores supremos de uma sociedade fraterna, pluralista e sem preconceitos, fundada na harmonia social e comprometida, na ordem interna e internacional, com a solução pacífica das controvérsias, promulgamos, sob a proteção de Deus, a seguinte CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL.
Art. 218. O Estado promoverá e incentivará o desenvolvimento científico, a pesquisa, a capacitação científica e tecnológica e a inovação. (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 85, de 2015)
§ 1º A pesquisa científica básica receberá tratamento prioritário do Estado, tendo em vista o bem público e o progresso das ciências.
(Revogado)
§ 1º A pesquisa científica básica e tecnológica receberá tratamento prioritário do Estado, tendo em vista o bem público e o progresso da ciência, tecnologia e inovação. (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 85, de 2015)
§ 2º A pesquisa tecnológica voltar-se-á preponderantemente para a solução dos problemas brasileiros e para o desenvolvimento do sistema produtivo nacional e regional.
§ 3º O Estado apoiará a formação de recursos humanos nas áreas de ciência, pesquisa e tecnologia, e concederá aos que delas se ocupem meios e condições especiais de trabalho.
(Revogado)
§ 3º O Estado apoiará a formação de recursos humanos nas áreas de ciência, pesquisa, tecnologia e inovação, inclusive por meio do apoio às atividades de extensão tecnológica, e concederá aos que delas se ocupem meios e condições especiais de trabalho. (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 85, de 2015)
§ 4º A lei apoiará e estimulará as empresas que invistam em pesquisa, criação de tecnologia adequada ao País, formação e aperfeiçoamento de seus recursos humanos e que pratiquem sistemas de remuneração que assegurem ao empregado, desvinculada do salário, participação nos ganhos econômicos resultantes da produtividade de seu trabalho.
§ 5º É facultado aos Estados e ao Distrito Federal vincular parcela de sua receita orçamentária a entidades públicas de fomento ao ensino e à pesquisa científica e tecnológica.
§ 6º O Estado, na execução das atividades previstas no caput, estimulará a articulação entre entes, tanto públicos quanto privados, nas diversas esferas de governo. (Incluído pela Emenda Constitucional nº 85, de 2015)
§ 7º O Estado promoverá e incentivará a atuação no exterior das instituições públicas de ciência, tecnologia e inovação, com vistas à execução das atividades previstas no caput. (Incluído pela Emenda Constitucional nº 85, de 2015)
Jailton Jr, Bacharel em Direito
ano passado

Assistência Jurídica em colisão com o princípio da proporcionalidade: uma análise do divórcio consensual sem partilha de bens de casais sem filhos

Resumo A formação familiar, por muitos anos, era considerada como aquela constituída por matrimônio. Na atualidade, as relações familiares podem se originar do casamento, da união estável ou…
0
0
Bruno Gomes, Advogado
ano passado

Salvo-Conduto Para Cultivo e Uso do Canabidiol

Tema bastante polêmico, mas que a sociedade como um todo não pode fugir, é sobre o uso da CBD, para fins medicinais, especialmente para tratamento de convulsões, Ansiedade, Depressão, Psicoses em…
1
0

A constitucionalidade da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) da Transição.

A equipe de transição do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva, mais conhecido como Lula, deve propor uma proposta de emenda à Constituição (PEC) para cumprir algumas promessas de campanha,…
1
0

Surpresas de Maio I, A Série

SURPRESAS DE MAIO I, A SÉRIE LUZ, CAMERA, AÇÃO no STF!!! Prontos para maratonar no STFLIX? Maio é um mês repleto de fortes emoções, comemoram-se o mês das noivas e o dia mais importante do ano, o DIA…
2
0

Dia sim, Dia não...

Dia sim, Dia não... Tema 914 Constitucionalidade da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico - CIDE sobre remessas ao exterior, instituída pela Lei 10.168/2000, posteriormente alterada pela…
2
0

O Princípio da Insignificância (ou bagatela) e a sua (in)aplicabilidade ao furto qualificado

1 – Aspectos introdutórios e tentativa conceitual do princípio da insignificância A função primordial do Direito Penal é a proteção dos bens jurídicos mais importantes da sociedade. Diante disso,…
3
0

A Nova Lei de Licitações e os objetivos das contratações públicas

Marcelo John Cota de Araújo Filho¹ Os objetivos das contratações públicas (licitações e contratações diretas por dispensa ou inexigibilidade de licitação) são diretrizes para a aplicação das regras e…
4
1

Estímulos ao professor ou pesquisador no marco legal da inovação tecnológica: a fundação de apoio como ferramenta facilitadora de estímulos.

Austregésilo Brito ESTÍMULOS AO PROFESSOR OU PESQUISADOR NO MARCO LEGAL DA INOVAÇÃO TECNOLÓGICA: a fundação de apoio como ferramenta facilitadora de estímulos. Julho/2021 RESUMO O Novo Marco Legal,…
1
0
Samuel Araujo, Bacharel em Direito
há 3 anos

Parecer Jurídico

Interessado : Pedro Ferreira Dias Data: 13/05/2021. Emenda: Covid-19. Constituição Federal de 1988. Comunidade Científica. Organização das Nações Unidas. Supremo Tribunal Federal. Relatório: O uso de…
1
0
Jovelino Gomes, Estudante de Direito
há 3 anos

O Direito Fundamental a Saúde e a Pandemia do COVID-19: O Papel do Estado no Combate Ao Novo Coronavírus

O DIREITO FUNDAMENTAL A SAÚDE E A PANDEMIA DO COVID-19: O PAPEL DO ESTADO NO COMBATE AO NOVO CORONAVÍRUS Jovelino Gomes de Sousa Junior [1] RESUMO: A COVID-19 gerada pelo Sars-Cov-2 trouxe um…
1
0