Art. 21, § 4 lei da Microempresa - Lc 123/06

Lc nº 123 de 14 de Dezembro de 2006

Institui o Estatuto Nacional da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte; altera dispositivos das Leis no 8.212 e 8.213, ambas de 24 de julho de 1991, da Consolidação das Leis do Trabalho - CLT, aprovada pelo Decreto-Lei no 5.452, de 1o de maio de 1943, da Lei no 10.189, de 14 de fevereiro de 2001, da Lei Complementar no 63, de 11 de janeiro de 1990; e revoga as Leis no 9.317, de 5 de dezembro de 1996, e 9.841, de 5 de outubro de 1999.
Art. 21. Os tributos devidos, apurados na forma dos arts. 18 a 20 desta Lei Complementar, deverão ser pagos:
§ 4º A retenção na fonte de ISS das microempresas ou das empresas de pequeno porte optantes pelo Simples Nacional somente será permitida se observado o disposto no art. 3o da Lei Complementar no 116, de 31 de julho de 2003, e deverá observar as seguintes normas:
I - a alíquota aplicável na retenção na fonte deverá ser informada no documento fiscal e corresponderá ao percentual de ISS previsto nos Anexos III, IV ou V desta Lei Complementar para a faixa de receita bruta a que a microempresa ou a empresa de pequeno porte estiver sujeita no mês anterior ao da prestação;
(Revogado)
I - a alíquota aplicável na retenção na fonte deverá ser informada no documento fiscal e corresponderá ao percentual de ISS previsto nos Anexos III, IV, V ou VI desta Lei Complementar para a faixa de receita bruta a que a microempresa ou a empresa de pequeno porte estiver sujeita no mês anterior ao da prestação; (Redação dada pela Lei Complementar nº 147, de 2014) (Produção de efeito)
I - a alíquota aplicável na retenção na fonte deverá ser in formada no documento fiscal e correspond erá à alíquota efetiva de ISS a que a microempresa ou a empresa de pequeno porte estiver sujeita no mês anterior ao da prestação; (Redação dada pela Lei Complementar nº 155, de 2016) Produção de efeito
II - na hipótese de o serviço sujeito à retenção ser prestado no mês de início de atividades da microempresa ou empresa de pequeno porte, deverá ser aplicada pelo tomador a alíquota correspondente ao percentual de ISS referente à menor alíquota prevista nos Anexos III, IV ou V desta Lei Complementar;
II - na hipótese de o serviço sujeito à retenção ser prestado no mês de início de atividades da microempresa ou empresa de pequeno porte, deverá ser aplicada pelo tomador a alíquota correspondente ao percentual de ISS referente à menor alíquota prevista nos Anexos III, IV, V ou VI desta Lei Complementar; (Redação dada pela Lei Complementar nº 147, de 2014) (Produção de efeito)
II - na hipótese de o serviço sujeito à retenção ser prestado no mês de início de atividades da microempresa ou da empresa de pequeno porte, deve rá ser aplicada pelo tomador a alíquota efetiva de 2% (dois por cento); (Redação dada pela Lei Complementar nº 155, de 2016) Produção de efeito
III - na hipótese do inciso II deste parágrafo, constatando-se que houve diferença entre a alíquota utilizada e a efetivamente apurada, caberá à microempresa ou empresa de pequeno porte prestadora dos serviços efetuar o recolhimento dessa diferença no mês subseqüente ao do início de atividade em guia própria do Município;
IV - na hipótese de a microempresa ou empresa de pequeno porte estar sujeita à tributação do ISS no Simples Nacional por valores fixos mensais, não caberá a retenção a que se refere o caput deste parágrafo;
V - na hipótese de a microempresa ou empresa de pequeno porte não informar a alíquota de que tratam os incisos I e II deste parágrafo no documento fiscal, aplicar-se-á a alíquota correspondente ao percentual de ISS referente à maior alíquota prevista nos Anexos III, IV ou V desta Lei Complementar;
V - na hipótese de a microempresa ou empresa de pequeno porte não informar a alíquota de que tratam os incisos I e II deste parágrafo no documento fiscal, aplicar-se-á a alíquota correspondente ao percentual de ISS referente à maior alíquota prevista nos Anexos III, IV, V ou
VI desta Lei Complementar; (Redação dada pela Lei Complementar nº 147, de 2014) (Produção de efeito)
V - na hipótese de a microempresa ou a empresa de pequeno porte não informar a alíquota de que tratam os incisos I e II deste parágrafo no doc umento fiscal, aplicar-se-á a alíquota efetiva de 5% (cinco por cento); (Redação dada pela Lei Complementar nº 155, de 2016) Produção de efeito
VI - não será eximida a responsabilidade do prestador de serviços quando a alíquota do ISS informada no documento fiscal for inferior à devida, hipótese em que o recolhimento dessa diferença será realizado em guia própria do Município;
VII - o valor retido, devidamente recolhido, será definitivo, não sendo objeto de partilha com os municípios, e sobre a receita de prestação de serviços que sofreu a retenção não haverá incidência de ISS a ser recolhido no Simples Nacional.
§ 4o-A. Na hipótese de que tratam os incisos I e II do § 4o, a falsidade na prestação dessas informações sujeitará o responsável, o titular, os sócios ou os administradores da microempresa e da empresa de pequeno porte, juntamente com as demais pessoas que para ela concorrerem, às penalidades previstas na legislação criminal e tributária.

Página 8 da Caderno 1 do Diário Oficial do Município de Manaus (DOM-MANAUS) de 14 de Novembro de 2019

: 6864901 AUTO DE INFRAÇÃO: 201900003515 INFRAÇÃO: Art. 21, § 4º, Inciso VI, da Lei Complementar 123/06; 03 – ELITUR... INFRAÇÃO: Art. 21, § 4º, Inciso VI, da Lei Complementar 123/06; 06 – H L …

Página 9 da Caderno 1 do Diário Oficial do Município de Manaus (DOM-MANAUS) de 14 de Novembro de 2019

DE INFRAÇÃO: 201900003544 INFRAÇÃO: Art. 21, § 4º, Inciso VI, da Lei Complementar 123/06; O presente Edital e as cópias... INSCRIÇÃO MUNICIPAL: 20840801 AUTO DE INFRAÇÃO: 201900003516 INFRAÇÃO: A…

Página 175 do Associação dos Municípios do Paraná (AMP) de 13 de Novembro de 2019

artigo 18, §§ 18, 19, 20 e 21 da Lei Complementar Federal 123/2006, ficando a microempresa sujeita a esses valores... no Simples Nacional conforme determinam os art. 18, § 6º, e 214º Lei

Página 176 do Associação dos Municípios do Paraná (AMP) de 13 de Novembro de 2019

– Estabelecer retenção de ISS sobre os serviços prestados por ele (Lei Complementar Federal 123/2006, art. 21, § 4º, inciso IV); V – Atribuir a ele a qualidade de substituto tributário.... …

Página 4 da Integra do Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) de 13 de Novembro de 2019

sem o destaque da alíquota do ISS. Nesse caso, o inciso V do § 4º do artigo 21 da LC 123/2006 dispõe seja aplicada a alíquota... artigo 21, § 4º, inciso V, da Lei 123/2006, nestes casos deve ser …

Página 1 da Suplemento do Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) de 12 de Novembro de 2019

apresentadas, foram emitidas sem o destaque da alíquota do ISS. Nesse caso, o inciso V do § 4º do artigo 21 da LC 123/2006... informada. Conforme disposto no artigo 21, § 4º, inciso V, da Lei 123

Página 8 da Caderno 1 do Diário Oficial do Município de Manaus (DOM-MANAUS) de 12 de Novembro de 2019

INFRAÇÃO: Art. 21, § 4º, Inciso VI, da Lei Complementar 123/06; 03 – A FERNANDES DE AZEVEDO - ME INSCRIÇÃO MUNICIPAL...: 12414501 AUTO DE INFRAÇÃO: 201900003493 INFRAÇÃO: Art. 21, § 4º, Inciso …

Página 141 do Associação dos Municípios do Paraná (AMP) de 6 de Novembro de 2019

artigo 18 , §§ 18 , 19 , 20 e 21 da Lei Complementar Federal 123 /2006, ficando a microempresa sujeita a esses valores... recolhido no Simples Nacional conforme determinam os art. 18 , § 6º , e 2…

Página 142 do Associação dos Municípios do Paraná (AMP) de 6 de Novembro de 2019

, § 6º, e art. 21 , § 4º , da Lei Complementar Federal 123 /2006 e na redação da Lei Complementar 128 /2008. I... pelo tomador à alíquota efetiva de 2% (dois por cento), Conforme art. 21 § 4º …

Página 143 do Associação dos Municípios do Paraná (AMP) de 6 de Novembro de 2019

– Estabelecer retenção de ISS sobre os serviços prestados por ele (Lei Complementar Federal 123 /2006, art. 21 , § 4º... jurídica (Lei Complementar Federal 123/2006, art. 18-A, § 22, na …