Art. 156 da Constituição Federal de 88

Constituição Federal de 1988

ÍNDICE TEMÁTICO
Art. 156. Compete aos Municípios instituir impostos sobre:
I - propriedade predial e territorial urbana;
II - transmissão "inter vivos", a qualquer título, por ato oneroso, de bens imóveis, por natureza ou acessão física, e de direitos reais sobre imóveis, exceto os de garantia, bem como cessão de direitos a sua aquisição;
III - serviços de qualquer natureza, não compreendidos no art. 155, II, definidos em lei complementar. (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 3, de 1993)
IV - (Revogado pela Emenda Constitucional nº 3, de 1993)
§ 1º Sem prejuízo da progressividade no tempo a que se refere o art. 182, § 4º, inciso II, o imposto previsto no inciso I poderá: (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 29, de 2000)
I – ser progressivo em razão do valor do imóvel; e (Incluído pela Emenda Constitucional nº 29, de 2000)
II – ter alíquotas diferentes de acordo com a localização e o uso do imóvel. (Incluído pela Emenda Constitucional nº 29, de 2000)
§ 2º O imposto previsto no inciso II:
I - não incide sobre a transmissão de bens ou direitos incorporados ao patrimônio de pessoa jurídica em realização de capital, nem sobre a transmissão de bens ou direitos decorrente de fusão, incorporação, cisão ou extinção de pessoa jurídica, salvo se, nesses casos, a atividade preponderante do adquirente for a compra e venda desses bens ou direitos, locação de bens imóveis ou arrendamento mercantil;
II - compete ao Município da situação do bem.
§ 3º Em relação ao imposto previsto no inciso III do caput deste artigo, cabe à lei complementar: (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 37, de 2002)
I - fixar as suas alíquotas máximas e mínimas; (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 37, de 2002)
II - excluir da sua incidência exportações de serviços para o exterior. (Incluído pela Emenda Constitucional nº 3, de 1993)
III – regular a forma e as condições como isenções, incentivos e benefícios fiscais serão concedidos e revogados. (Incluído pela Emenda Constitucional nº 3, de 1993)
§ 4º (Revogado pela Emenda Constitucional nº 3, de 1993)
Amanda Sampaio, Estudante de Direito
há 5 meses

Ação Anulatória c/c Tutela Provisoria

de constitucionalidade. Do direito Da cobrança indevida do tributo No art. 155 , II e art. 156 , III , da Constituição Federal /CF e art... isso, o imposto cobrado por tal serviço vai contra o que …

Ação de Reintegração de Posse Nova C/C Pedido de Liminar

M.M JUIZ DE DIREITO DA ___º VARA CÍVEL DA COMARCA DE ..., ESTADO DE .... AUTOR, brasileiro, ESTADO CIVIL, PROFISSÃO, inscrito no CPF: ..., registrado no RG ..., residente e domiciliado no endereço...

[Modelo] Recurso de Agravo de Instrumento

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR DESEMBARGADOR PRESIDENTE DO EGRÉGIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE GOIÁS. Efeito Suspensivo! (Nome), (nacionalidade), (estado civil), (profissão), (carteira de…
há 2 anos

[MODELO] Agravo de instrumento interposto por município

EXCELENTÍSSIMO SENHOR JUIZ PRESIDENTE DO EGRÉGIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 6ª. REGIÃO MUNICÍPIO DE RECIFE , pessoa jurídica de direito público interno, pelo procurador ao final assinado, nos…

[Modelo] Pacote de Sugestões para trazer qualidade de vida à população campo grandense - MS

Pacote de Sugestões para os Vereadores e para o Prefeito e Vice-Prefeito de Campo Grande[1][2][3] [1] Para os atuais e os futuros. [2] Algumas podem auxiliar Vereadores e Prefeitos de qualquer…

[Modelo] Petição inicial restituição ISSQN

P AGAMENTO INDEVIDO - RESTITUIÇÃO DE VALORES - ART 165 CTN I EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DA [Nº] VARA DA FAZENDA PÚBLICA E CONCORDATAS DE [CIDADE/UF] [NOME EMPRESA], pessoa jurídica de direito…
Costa & Almeida
há 4 anos

Ação de Consignação em Pagamento

EXCELENTÍSSIMO (A) SENHOR (A) DOUTOR (A) JUIZ (A) DE DIREITO DA... VARA CÍVEL DA COMARCA DE... ESTADO DE... ALMEIDA, nacionalidade..., estado civil..., profissão..., portador da cédula de identidade…

Impugnação Administrativa a Auto de Infração (Tributo Estadual - ICMS)

ILUSTRÍSSIMO SENHOR AUDITOR FISCAL MEMBRO DA COORDENADORIA DE JULGAMENTO DE PROCESSOS FISCAIS DA SECRETARIA DE ESTADO DA TRIBUTAÇÃO DO ESTADO _____, A QUEM ESTA COUBER POR DISTRIBUIÇÃO. Ref. Auto de…