Artigo 153 da Constituição Federal de 1988

Constituição Federal de 1988

Nós, representantes do povo brasileiro, reunidos em Assembléia Nacional Constituinte para instituir um Estado Democrático, destinado a assegurar o exercício dos direitos sociais e individuais, a liberdade, a segurança, o bem-estar, o desenvolvimento, a igualdade e a justiça como valores supremos de uma sociedade fraterna, pluralista e sem preconceitos, fundada na harmonia social e comprometida, na ordem interna e internacional, com a solução pacífica das controvérsias, promulgamos, sob a proteção de Deus, a seguinte CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL.
Art. 153. Compete à União instituir impostos sobre:
I - importação de produtos estrangeiros;
II - exportação, para o exterior, de produtos nacionais ou nacionalizados;
III - renda e proventos de qualquer natureza;
IV - produtos industrializados;
V - operações de crédito, câmbio e seguro, ou relativas a títulos ou valores mobiliários;
VI - propriedade territorial rural;
VII - grandes fortunas, nos termos de lei complementar.
VIII - produção, extração, comercialização ou importação de bens e serviços prejudiciais à saúde ou ao meio ambiente, nos termos de lei complementar. (Incluído pela Emenda Constitucional nº 132, de 2023)
§ 1º É facultado ao Poder Executivo, atendidas as condições e os limites estabelecidos em lei, alterar as alíquotas dos impostos enumerados nos incisos I, II, IV e V.
§ 2º O imposto previsto no inciso III:
I - será informado pelos critérios da generalidade, da universalidade e da progressividade, na forma da lei;
II - não incidirá, nos termos e limites fixados em lei, sobre rendimentos provenientes de aposentadoria e pensão, pagos pela previdência social da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, a pessoa com idade superior a sessenta e cinco anos, cuja renda total seja constituída, exclusivamente, de rendimentos do trabalho . (Revogado pela Emenda Constitucional nº 20, de 1998)
§ 3º O imposto previsto no inciso IV:
I - será seletivo, em função da essencialidade do produto;
II - será não-cumulativo, compensando-se o que for devido em cada operação com o montante cobrado nas anteriores;
III - não incidirá sobre produtos industrializados destinados ao exterior.
IV - terá reduzido seu impacto sobre a aquisição de bens de capital pelo contribuinte do imposto, na forma da lei. (Incluído pela Emenda Constitucional nº 42, de 19.12.2003)
§ 4º O imposto previsto no inciso VI terá suas alíquotas fixadas de forma a desestimular a manutenção de propriedades improdutivas e não incidirá sobre pequenas glebas rurais, definidas em lei, quando as explore, só ou com sua família, o proprietário que não possua outro imóvel.
(Revogado)
§ 4º O imposto previsto no inciso VI do capu t: (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 42, de 19.12.2003)
I - será progressivo e terá suas alíquotas fixadas de forma a desestimular a manutenção de propriedades improdutivas; (Incluído pela Emenda Constitucional nº 42, de 19.12.2003)
II - não incidirá sobre pequenas glebas rurais, definidas em lei, quando as explore o proprietário que não possua outro imóvel; (Incluído pela Emenda Constitucional nº 42, de 19.12.2003)
III - será fiscalizado e cobrado pelos Municípios que assim optarem, na forma da lei, desde que não implique redução do imposto ou qualquer outra forma de renúncia fiscal. (Incluído pela Emenda Constitucional nº 42, de 19.12.2003) (Regulamento)
§ 5º O ouro, quando definido em lei como ativo financeiro ou instrumento cambial, sujeita-se exclusivamente à incidência do imposto de que trata o inciso V do "caput" deste artigo, devido na operação de origem; a alíquota mínima será de um por cento, assegurada a transferência do montante da arrecadação nos seguintes termos: (Vide Emenda Constitucional nº 3, de 1993)
I - trinta por cento para o Estado, o Distrito Federal ou o Território, conforme a origem;
II - setenta por cento para o Município de origem.
§ 6º O imposto previsto no inciso VIII do caput deste artigo: (Incluído pela Emenda Constitucional nº 132, de 2023)
I - não incidirá sobre as exportações nem sobre as operações com energia elétrica e com telecomunicações; (Incluído pela Emenda Constitucional nº 132, de 2023)
II - incidirá uma única vez sobre o bem ou serviço; (Incluído pela Emenda Constitucional nº 132, de 2023)
III - não integrará sua própria base de cálculo; (Incluído pela Emenda Constitucional nº 132, de 2023)
IV - integrará a base de cálculo dos tributos previstos nos arts. 155, II, 156, III, 156-A e 195, V; (Incluído pela Emenda Constitucional nº 132, de 2023)
V - poderá ter o mesmo fato gerador e base de cálculo de outros tributos; (Incluído pela Emenda Constitucional nº 132, de 2023)
VI - terá suas alíquotas fixadas em lei ordinária, podendo ser específicas, por unidade de medida adotada, ou ad valorem; (Incluído pela Emenda Constitucional nº 132, de 2023)
VII - na extração, o imposto será cobrado independentemente da destinação, caso em que a alíquota máxima corresponderá a 1% (um por cento) do valor de mercado do produto. (Incluído pela Emenda Constitucional nº 132, de 2023)

Intimação do processo N. 5004287-33.2023.4.03.6130 - 19/06/2024 - TRF3

NÚMERO ÚNICO: 5004287-33.2023.4.03.6130 POLO ATIVO NUTRICAR BRASIL COMERCIO DE PRODUTOS ALIMENTICIOS S.A. ADVOGADO(A/S) LEONARDO ALEXANDRE DE SOUZA E SILVA | 376742/SP DATA DE DISPONIBILIZAÇÃO:…

Intimação do processo N. 5003822-24.2023.4.03.6130 - 19/06/2024 - TRF3

NÚMERO ÚNICO: 5003822-24.2023.4.03.6130 POLO ATIVO MASTER INDUSTRIA COMERCIO E REPRESENTACOES LTDA ADVOGADO(A/S) JULIANO ROTOLI OKAWA | 179231/SP IGOR NASCIMENTO DE SOUZA | 173167/SP DATA DE…

Tribunal Regional Federal da 3ª Região TRF-3 - AGRAVO DE INSTRUMENTO: XXXXX-37.2013.4.03.0000

PROC. -:- 2013.03.00.008755-9 AI XXXXX D.J. -:- 27/08/2013 AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº XXXXX-37.2013.4.03.0000/SP XXXXX-9/SP RELATOR : Desembargador Federal ANDRÉ NEKATSCHALOW AGRAVANTE :…
0
0

Tribunal Regional Federal da 3ª Região TRF-3 - APELAÇÃO CÍVEL: XXXXX-86.2004.4.03.6100

PROC. -:- 2004.61.00.020964-3 AC XXXXX D.J. -:- 06/09/2013 APELAÇÃO CÍVEL Nº XXXXX-86.2004.4.03.6100/SP XXXXX-3/SP RELATOR : Desembargador Federal JOHONSOM DI SALVO APELANTE :…
0
0

Tribunal Regional Federal da 3ª Região TRF-3 - APELAÇÃO CÍVEL: XXXXX-50.2012.4.03.6122

PROC. -:- 2012.61.22.000548-8 AC XXXXX D.J. -:- 27/08/2013 APELAÇÃO CÍVEL Nº XXXXX-50.2012.4.03.6122/SP XXXXX-8/SP RELATORA : Desembargadora Federal CONSUELO YOSHIDA APELANTE : União…
0
0

Recurso - TJSP - Ação Repetição de Indébito - Procedimento do Juizado Especial Cível - contra Prefeitura Municipal de Jundiai

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ PRESIDENTE DA TURMA RECURSAL DA COMARCA DE JUNDIAÍ, SP Autos nº. O MUNICÍPIO DE JUNDIAÍ, já qualificado, por seu Procurador do Município que esta subscreve, (art. 75…
0
0

Tribunal Regional Federal da 3ª Região TRF-3 - APELAÇÃO/REEXAME NECESSÁRIO: XXXXX-13.2009.4.03.6104

PROC. -:- 2009.61.04.013436-6 ApelReex XXXXX D.J. -:- 27/05/2013 APELAÇÃO/REEXAME NECESSÁRIO Nº XXXXX-13.2009.4.03.6104/SP XXXXX-6/SP RELATORA : Desembargadora Federal REGINA COSTA…
0
0

Petição Inicial - TJSP - Ação pelo Rito Sumaríssimo - Procedimento do Juizado Especial Cível - contra Sao Paulo Previdencia - Spprev

MM JUÍZO DE DIREITO DE UMA DAS VARAS DO JUIZADO ESPECIAL DA FAZENDA PÚBLICA DA COMARCA DE OSASCO , brasileira, solteira, policial militar reformada, portadora do RG sob número e do CPF/MF sob número…
0
0

TJSP • Procedimento do Juizado Especial Cível • XXXXX-73.2019.8.26.0416 • Juizado Especial Cível e Criminal do Tribunal de Justiça de São Paulo

SENTENÇA Processo Digital nº: XXXXX-73.2019.8.26.0416 Classe - Assunto: Procedimento do Juizado Especial Cível - Pagamento Requerente: Geraldo Fernandes Requerido: Fazenda Pública do Estado de São…
0
0

Tribunal Regional Federal da 3ª Região TRF-3 - APELAÇÃO CÍVEL: XXXXX-86.2000.4.03.6111

PROC. -:- 2000.61.11.002224-6 AMS XXXXX D.J. -:- 23/08/2013 APELAÇÃO CÍVEL Nº XXXXX-86.2000.4.03.6111/SP XXXXX-6/SP RELATORA : Desembargadora Federal ALDA BASTO APELANTE : BLAT…
0
0