Carregando...
Jusbrasil - Tópicos
22 de outubro de 2017
Parágrafo 4 Artigo 144 da Constituição Federal de 1988

Art. 144, § 4 da Constituição Federal de 88

Constituição Federal de 1988

Nós, representantes do povo brasileiro, reunidos em Assembléia Nacional Constituinte para instituir um Estado Democrático, destinado a assegurar o exercício dos direitos sociais e individuais, a liberdade, a segurança, o bem-estar, o desenvolvimento, a igualdade e a justiça como valores supremos de uma sociedade fraterna, pluralista e sem preconceitos, fundada na harmonia social e comprometida, na ordem interna e internacional, com a solução pacífica das controvérsias, promulgamos, sob a proteção de Deus, a seguinte CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL.

Nós, representantes do povo brasileiro, reunidos em Assembléia Nacional Constituinte para instituir um Estado Democrático, destinado a assegurar o exercício dos direitos sociais e individuais, a liberdade, a segurança, o bem-estar, o desenvolvimento, a igualdade e a justiça como valores supremos de uma sociedade fraterna, pluralista e sem preconceitos, fundada na harmonia social e comprometida, na ordem interna e internacional, com a solução pacífica das controvérsias, promulgamos, sob a proteção de Deus, a seguinte CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL.

Nós, representantes do povo brasileiro, reunidos em Assembléia Nacional Constituinte para instituir um Estado Democrático, destinado a assegurar o exercício dos direitos sociais e individuais, a liberdade, a segurança, o bem-estar, o desenvolvimento, a igualdade e a justiça como valores supremos de uma sociedade fraterna, pluralista e sem preconceitos, fundada na harmonia social e comprometida, na ordem interna e internacional, com a solução pacífica das controvérsias, promulgamos, sob a proteção de Deus, a seguinte CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL.

Art. 144. A segurança pública, dever do Estado, direito e responsabilidade de todos, é exercida para a preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio, através dos seguintes órgãos:

Art. 144. A segurança pública, dever do Estado, direito e responsabilidade de todos, é exercida para a preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio, através dos seguintes órgãos:

Art. 144. A segurança pública, dever do Estado, direito e responsabilidade de todos, é exercida para a preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio, através dos seguintes órgãos:

§ 4º Às polícias civis, dirigidas por delegados de polícia de carreira, incumbem, ressalvada a competência da União, as funções de polícia judiciária e a apuração de infrações penais, exceto as militares.

Inteiro Teor. Habeas Corpus (Criminal): HC 40238091520178240000 Capital 4023809-15.2017.8.24.0000

Habeas Corpus (criminal) n. 4023809-15.2017.8.24.0000, Capital Relator: Desembargador Jorge Schaefer Martins DECISAO Kleber Ubirajara da Rosa impetrou habeas corpus , com pedido liminar, em favor de

Inquérito Policial

O inquérito policial é um procedimento preliminar ou preparatório da ação penal. Paulo Rangel elucida que inquérito policial é “um conjunto de atos praticados pela função executiva do Estado com o

Inteiro Teor. Apelação Criminal: APR 33270320168240113 Balneário Camboriú 0003327-03.2016.8.24.0113

Apelação Criminal n. 0003327-03.2016.8.24.0113, de Balneário Camboriú Relatora: Desembargadora Cinthia Beatriz da S. Bittencourt Schaefer APELAÇAO CRIMINAL. CRIMES DE ROUBO CIRCUNSTANCIADO E

Pg. 138. Tribunal de Justiça. Diário de Justiça do Estado do Mato Grosso DJMT de 19/10/2017

PREDATÓRIA DE ANIMAL SILVESTRE – PERÍODO PROIBITIVO – UTILIZAÇÃO DE APETRECHOS – PRETENSÃO ABSOLUTÓRIA – INCABÍVEL – PRINCÍPIO DA INSIGNIFICÂNCIA – IMPOSSIBILIDADE – RECURSO DESPROVIDO – SENTENÇA

Pg. 46. Diário Oficial do Estado do Tocantins DOETO de 19/10/2017

Azevedo, Claudemir Luiz Ferreira, Fábio Augusto Simon, Marcelo Diniz Cunha, Suzi Francisca da Silva, Lourivaldo da Silva Aguiar e João Batista de Deus, restando vencidos o relator Márcio Girotto

Pg. 47. Diário Oficial do Estado do Tocantins DOETO de 19/10/2017

RESOLVE: REMOVER, por necessidade do serviço, JUSCELIO FAGNER AIRES, Agente de Polícia Civil de 3º Classe, matrícula nº 979706-1, da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher Judiciária - DEAM

Pg. 48. Diário Oficial do Estado do Tocantins DOETO de 19/10/2017

Considerando solicitação da Diretoria de Polícia da Interior, através da Proposta de Portaria nº 576/2017-DPI, em face da necessidade do serviço, observados o interesse e a conveniência da

Pg. 49. Diário Oficial do Estado do Tocantins DOETO de 19/10/2017

Considerando solicitação da Diretoria de Polícia da Interior, através da Proposta de Portaria nº 582/2017-DPI, em face da necessidade do serviço, observados o interesse e a conveniência da

Pg. 50. Diário Oficial do Estado do Tocantins DOETO de 19/10/2017

Considerando solicitação da Diretoria de Polícia da Interior, através da Proposta de Portaria nº 588/2017-DPI, em face da necessidade do serviço, observados o interesse e a conveniência da

Pg. 51. Diário Oficial do Estado do Tocantins DOETO de 19/10/2017

Considerando solicitação da Diretoria de Polícia da Interior, através da Proposta de Portaria nº 595/2017-DPI, em face da necessidade do serviço, observados o interesse e a conveniência da

×