Artigo 485 da Lei nº 5.869 de 11 de Janeiro de 1973

CPC - Lei nº 5.869 de 11 de Janeiro de 1973

Institui o Código de Processo Civil.
Art. 485. A sentença de mérito, transitada em julgado, pode ser rescindida quando:
I - se verificar que foi dada por prevaricação, concussão ou corrupção do juiz;
II - proferida por juiz impedido ou absolutamente incompetente;
III - resultar de dolo da parte vencedora em detrimento da parte vencida, ou de colusão entre as partes, a fim de fraudar a lei;
IV - ofender a coisa julgada;
V - violar literal disposição de lei;
Vl - se fundar em prova, cuja falsidade tenha sido apurada em processo criminal ou seja provada na própria ação rescisória;
Vll - depois da sentença, o autor obtiver documento novo, cuja existência ignorava, ou de que não pôde fazer uso, capaz, por si só, de Ihe assegurar pronunciamento favorável;
VIII - houver fundamento para invalidar confissão, desistência ou transação, em que se baseou a sentença;
IX - fundada em erro de fato, resultante de atos ou de documentos da causa;
§ 1o Há erro, quando a sentença admitir um fato inexistente, ou quando considerar inexistente um fato efetivamente ocorrido.
§ 2o É indispensável, num como noutro caso, que não tenha havido controvérsia, nem pronunciamento judicial sobre o fato.
Bruna Ribeiro, Advogado
há 3 anos

Elemento culpa na improbidade administrativa

1. INTRODUÇÃO O objetivo do trabalho é analisar a necessidade da análise do grau de culpabilidade do agente público face ao art.10 da Lei de Improbidade Administrativa (Lei nº8429/92). Busca-se…
Marceli Silva, Advogado
há 3 anos

Carteira de trabalho como prova plena de vínculo de emprego

Há muito vem sendo discutido sobre a anotação da Carteira de Trabalho e Previdência Social como prova de vínculo de emprego quando no CNIS (Cadastro Nacional de Informação Social) não constam os…
Carol Rodrigues, Estudante de Direito
há 3 anos

Processo civil: coisa julgada e ação rescisória

Limites objetivos da coisa julgada lembrar da razão pela qual foi suprimido o inc III do art 469 do CPC1973 que corresponde ao 504 CPC2015 Limites temporais da coisa julgada art 471: CPC /1973 Nenhum…

A nova disciplina do instituto da prescrição intercorrente conferida pela Lei n° 13.105/15

Pedro Henrique Alencar Rebelo Cruz Lima Resumo: Orientado pelo princípio da máxima efetividade, o processo executivo deve ter como resultado primeiro e último a satisfação do crédito reconhecido.

I Jornada de Direito Processual Civil aprova Enunciados sobre o Novo CPC

A entrada em vigor do Novo Código de Processo Civil no dia 18/03/2016 deixou muitas lacunas não preenchidas, a despeito de suas disposições intertemporais, que, não obstante de grande valia, não…
Modelo Inicial, Editor de Mídia Eletrônica
há 3 anos

Os impactos da Reforma Trabalhista e do NCPC na condenação por litigância de má fé

O NCPC trouxe penas mais severas à Litigância de má fé. Segundo o art. 81, o litigante de má-fé será condenado a pagar multa superior a 1% (um por cento) e inferior a 10% (dez por cento) do valor…
Naraiane Nunes, Advogado
há 3 anos

Cabimento dos Recursos no Novo CPC

O cabimento do instrumento recursal pertinente é sempre uma premissa que deve ser observada pelo advogado, pois, um erro ao interpor o recurso poderá custar-lhe o provimento ou não da ação. Nota-se…
Nalian Cintra, Advogado
há 3 anos

Os benefícios das cláusulas escalonadas

É cada vez mais comum no meio empresarial o uso de métodos alternativos para por fim os conflitos. A tendência é que mais empresários escolham essa forma de encontrar uma resposta para os problemas,…

Da formação, suspensão e extinção do Processo Civil

1. A PROPOSITURA DA DEMANDA - INICIATIVA DA PARTE O processo civil começa por iniciativa da parte, uma vez que a jurisdição é inerte. Ao apresentar a petição inicial, o autor fixará os limites…

A Citação nos Moldes do Novo Código de Processo Civil e seus Efeitos Práticos

Enviando imagem... 1. INTRODUÇÃO Não se pode negar, a Constituição Federal de 1988 contemplou o cidadão com uma gama extensa de direitos e garantias fundamentais. Na concepção de Sieyès, os direitos…