Artigo 582 do Decreto Lei nº 5.452 de 01 de Maio de 1943

CLT - Decreto Lei nº 5.452 de 01 de Maio de 1943

Aprova a Consolidação das Leis do Trabalho.
Art. 582. Os empregadores são obrigados a descontar da folha de pagamento de seus empregados relativa ao mês de março de cada ano a contribuição sindical dos empregados que autorizaram prévia e expressamente o seu recolhimento aos respectivos sindicatos. (Redação dada pela Lei nº 13.467, de 2017)
§ 1º Considera-se um dia de trabalho, para efeito de determinação da importância a que alude o item I do Art. 580, o equivalente: (Redação dada pela Lei nº 6.386, de 9.12.1976)
(Revogado)
a) a uma jornada normal de trabalho, se o pagamento ao empregado for feito por unidade de tempo; (Redação dada pela Lei nº 6.386, de 9.12.1976)
(Revogado)
b) a 1/30 (um trinta avos) da quantia percebida no mês anterior, se a remuneração for paga por tarefa, empreitada ou comissão. (Redação dada pela Lei nº 6.386, de 9.12.1976)
(Revogado)
§ 2º Quando o salário for pago em utilidades, ou nos casos em que o empregado receba, habitualmente, gorjetas, a contribuição sindical corresponderá a 1/30 (um trinta avos) da importância que tiver servido de base, no mês de janeiro, para a contribuição do empregado à Previdência Social. (Redação dada pela Lei nº 6.386, de 9.12.1976)
(Revogado)
Art. 582. A contribuição dos empregados que autorizarem, prévia e expressamente, o recolhimento da contribuição sindical será feita exclusivamente por meio de boleto bancário ou equivalente eletrônico, que será encaminhado obrigatoriamente à residência do empregado ou, na hipótese de impossibilidade de recebimento, à sede da empresa. (Redação dada pela Medida Provisória nº 873, de 2019)
(Revogado)
(Vigência encerrada)
§ 1º A inobservância ao disposto neste artigo ensejará a aplicação do disposto no art. 598. (Redação dada pela Medida Provisória nº 873, de 2019)
(Revogado)
(Vigência encerrada)
§ 2º É vedado o envio de boleto ou equivalente à residência do empregado ou à sede da empresa, na hipótese de inexistência de autorização prévia e expressa do empregado. (Redação dada pela Medida Provisória nº 873, de 2019)
(Revogado)
(Vigência encerrada)
§ 3º Para fins do disposto no inciso I do caput do art. 580, considera-se um dia de trabalho o equivalente a: (Incluído pela Medida Provisória nº 873, de 2019)
(Revogado)
(Vigência encerrada)
I - uma jornada normal de trabalho, na hipótese de o pagamento ao empregado ser feito por unidade de tempo; ou (Incluído pela Medida Provisória nº 873, de 2019) (Vigência encerrada)
II - 1/30 (um trinta avos) da quantia percebida no mês anterior, na hipótese de a remuneração ser paga por tarefa, empreitada ou comissão. (Incluído pela Medida Provisória nº 873, de 2019) (Vigência encerrada)
§ 3º Na hipótese de pagamento do salário em utilidades, ou nos casos em que o empregado receba, habitualmente, gorjetas, a contribuição sindical corresponderá a 1/30 (um trinta avos) da importância que tiver servido de base, no mês de janeiro, para a contribuição do empregado à Previdência Social. (Incluído pela Medida Provisória nº 873, de 2019) (Vigência encerrada)
Art. 582. Os empregadores são obrigados a descontar da folha de pagamento de seus empregados relativa ao mês de março de cada ano a contribuição sindical dos empregados que autorizaram prévia e expressamente o seu recolhimento aos respectivos sindicatos. (Redação dada pela Lei nº 13.467, de 2017)
§ 1º Considera-se um dia de trabalho, para efeito de determinação da importância a que alude o item I do Art. 580, o equivalente: (Redação dada pela Lei nº 6.386, de 9.12.1976)
a) a uma jornada normal de trabalho, se o pagamento ao empregado for feito por unidade de tempo; (Redação dada pela Lei nº 6.386, de 9.12.1976)
b) a 1/30 (um trinta avos) da quantia percebida no mês anterior, se a remuneração for paga por tarefa, empreitada ou comissão. (Redação dada pela Lei nº 6.386, de 9.12.1976)
§ 2º Quando o salário for pago em utilidades, ou nos casos em que o empregado receba, habitualmente, gorjetas, a contribuição sindical corresponderá a 1/30 (um trinta avos) da importância que tiver servido de base, no mês de janeiro, para a contribuição do empregado à Previdência Social. (Redação dada pela Lei nº 6.386, de 9.12.1976)

O Contrato de Trabalho Intermitente e a sua Inconstitucionalidade

publicada a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), através do Decreto Lei 5.452, que representa o principal diploma... do Trabalho, Indústria e Comercio (Dec. 19.433), houve a criação e …
Helder Braga, Advogado
há 9 meses

A natureza jurídica da Fazenda Pública no mandado de segurança

. Essa manifestação não possui prazo legal previsto na Lei de 2016/2009, o que leva a crer em homenagem ao princípio da isonomia.... INTRODUÇÃO. Com o advento da nova lei do Mandado de Segurança, …
Eduarda Breda, Estudante de Direito
há 9 meses

A importância do sindicato para a efetivação dos princípios do Direito Coletivo do Trabalho

desconto dessa contribuição na omissão do trabalhador (art. 582 da CLT), ou seja, a unicidade tem a vantagem de garantir...

Liberdade Sindical e Contribuição Compulsória: Análise Crítica do Instituto sob a Nova Hermenêutica Constitucional

INTRODUÇÃO As recentes alterações promovidas pela Lei nº 13.467 /2017 no ordenamento jurídico trabalhista têm sido discutidas amplamente pela classe política e ganhado notoriedade midiática em…
Lari Santos, Estudante de Direito
ano passado

O que mudou na CLT e nas relações de trabalho após a reforma trabalhista: Contrato Intermitente

UNIVERSIDADE DE ARARAQUARA – UNIARA DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS CURSO DE DIREITO LARISSA CRISTINA DOS SANTOS O QUE MUDOU NA CLT E NAS RELAÇÕES DE TRABALHO APÓS A REFORMA TRABALHISTA: CONTRATO…

O legítimo direito da empresa NÃO efetuar o desconto da contribuição assistencial ou negocial não autorizada expressamente pelo trabalhador

Após mais de dois anos da entrada em vigor da Lei 13.467 /17, ainda pairam dúvidas quanto a obrigatoriedade e compulsoriedade da contribuição sindical assistencial ou negocial. Inicialmente é preciso…
Larissa Moreira, Advogado
ano passado

A contribuição sindical profissional - entenda como funciona a arrecadação feita pelas entidades sindicais

RESUMO: A extinção abrupta da cumpulsoriedade da contribuição sindical sem ao menos a inserção de uma fase de readequação, impede que os sindicatos criem mecanismos para o desenvolvimento e benefício…
Paulo Ausani, Advogado
ano passado

Desconto em folha não autorizado de contribuição assistencial. O que fazer?

Com o advento da Reforma Trabalhista foi alterado o art. 582 da CLT estabelecendo que a contribuição sindical (por vezes, renomeada como assistencial) está condicionada a autorização prévia por…

A Liberdade Sindical e a Reforma Trabalhista (LEI 13.467/2017)

No que tange ao direito sindical, o ponto mais sensível da reforma trabalhista, sem dúvidas, foi a revogação da contribuição sindical compulsória, a qual fomentava o fundo sindical e era a principal…

Reforma Trabalhista: Conheça os principais pontos que já estão em vigor e evite surpresas desagradáveis

As diversas mudanças promovidas pela Reforma Trabalhista já foram e continuam sendo palco de diversas discussões entre entidades sindicais e governo, entre sindicatos e empregadores e entre empresas…