Artigo 486 do Decreto Lei nº 5.452 de 01 de Maio de 1943

CLT - Decreto Lei nº 5.452 de 01 de Maio de 1943

Aprova a Consolidação das Leis do Trabalho.
Art. 486 - No caso de paralisação temporária ou definitiva do trabalho, motivada por ato de autoridade municipal, estadual ou federal, ou pela promulgação de lei ou resolução que impossibilite a continuação da atividade, prevalecerá o pagamento da indenização, que ficará a cargo do governo responsável. (Redação dada pela Lei nº 1.530, de 26.12.1951)
§ 1º - Sempre que o empregador invocar em sua defesa o preceito do presente artigo, o tribunal do trabalho competente notificará a pessoa de direito público apontada como responsável pela paralisação do trabalho, para que, no prazo de 30 (trinta) dias, alegue o que entender devido, passando a figurar no processo como chamada à autoria. (Incluído pelo Decreto-lei nº 6.110, de 16.12.1943)
§ 2º Se for a União a indigitada responsável, o tribunal de trabalho, se entender passível de discussão a responsabilidade, a esta imputada, sobre-estará na apreciação do feito, remetendo os interessados ao Juízo Privativo da Fazenda Nacional, onde será apreciada a quem cabe a responsabilidade mediante processo ordinário. Se, entender que a argüição não oferece, desde logo, fundamento legal, prosseguirá no feito. (Incluído pelo Decreto-lei nº 6.110, de 16.12.1943)
(Revogado)
§ 2º - Sempre que a parte interessada, firmada em documento hábil, invocar defesa baseada na disposição deste artigo e indicar qual o juiz competente, será ouvida a parte contrária, para, dentro de 3 (três) dias, falar sobre essa alegação. (Redação dada pela Lei nº 1.530, de 26.12.1951)
§ 3º - Verificada qual a autoridade responsável, a Junta de Conciliação ou Juiz dar-se-á por incompetente, remetendo os autos ao Juiz Privativo da Fazenda, perante o qual correrá o feito nos termos previstos no processo comum. (Incluído pela Lei nº 1.530, de 26.12.1951)

Página 1981 da Judiciário do Tribunal Regional do Trabalho da 7ª Região (TRT-7) de 13 de Maio de 2021

perseguida, é de se concluir que compete à Justiça Obreira apreciar tanto a questão relativa à caracterização do factum principis, como ao pleito de indenização, a cargo do governo responsável pelo…

Página 1982 da Judiciário do Tribunal Regional do Trabalho da 7ª Região (TRT-7) de 13 de Maio de 2021

quanto à matéria de fato (art. 844 da CLT). Mas, como toda regra comporta exceção, em se tratando de litisconsórcio passivo, a contestação apresentada por eventual litisconsorte aproveita ao revel…

Página 1983 da Judiciário do Tribunal Regional do Trabalho da 7ª Região (TRT-7) de 13 de Maio de 2021

apenas pela metade, ou outro valor que vier a ser reconhecido por este Douto Juízo, referente às verbas rescisórias devidas. O ESTADO DO CEARÁ, por sua vez, sustenta que, sendo o fato do príncipe um…

Página 1984 da Judiciário do Tribunal Regional do Trabalho da 7ª Região (TRT-7) de 12 de Maio de 2021

inclusive do serviço de transporte rodoviário intermunicipal e metropolitano de passageiros (Decreto nº 33.519/2020), de modo a salvaguardar o interesse público e preservar a saúde pública,…

Página 1985 da Judiciário do Tribunal Regional do Trabalho da 7ª Região (TRT-7) de 13 de Maio de 2021

Antes, as medidas sanitárias tomadas constituíam uma obrigação do poder público de proteger a saúde pública. A própria Organização Mundial da Saúde reconheceu o caráter pandêmico do COVID-19 e o…

Página 1986 da Judiciário do Tribunal Regional do Trabalho da 7ª Região (TRT-7) de 13 de Maio de 2021

hipótese não configura fato do príncipe, na forma do art. 486 da CLT, pois a suspensão das atividades empresariais não decorreu de ato administrativo discricionário, na medida em que não se fundou em…

Página 1987 da Judiciário do Tribunal Regional do Trabalho da 7ª Região (TRT-7) de 13 de Maio de 2021

de outros empregos. Acontece que, diante desse quadro, a empresa demandada não possui condição financeira para realizar o acertamento rescisório dos empregados despedidos em razão dos atos…

Página 1988 da Judiciário do Tribunal Regional do Trabalho da 7ª Região (TRT-7) de 12 de Maio de 2021

APRIGIO BEZERRA deixou escoar o prazo sem que apresentasse qualquer manifestação (fl. 236). É o relatório. F U N D A M E N T A Ç Ã O 01 DA PRELIMINAR DE INCOMPETÊNCIA O Estado do Ceará alega que,…

Página 1989 da Judiciário do Tribunal Regional do Trabalho da 7ª Região (TRT-7) de 13 de Maio de 2021

estampada no art. 486 da CLT, será da Justiça do Trabalho a competência material para processamento, julgamento e eventual cumprimento decisório, de ponta a ponta, independente da natureza do ente…

Página 1990 da Judiciário do Tribunal Regional do Trabalho da 7ª Região (TRT-7) de 12 de Maio de 2021

verdadeiro binômio: “necessidade de tutela jurisdicional” e “adequação do provimento pleiteado”. Fala-se, assim, em “interesse -necessidade” e em “interesse-adequação”. A ausência de qualquer dos…