Art. 154 do Código Processo Civil - Lei 5869/73

CPC - Lei nº 5.869 de 11 de Janeiro de 1973

Institui o Código de Processo Civil.
Art. 154. Os atos e termos processuais não dependem de forma determinada senão quando a lei expressamente a exigir, reputando-se válidos os que, realizados de outro modo, Ihe preencham a finalidade essencial.
Parágrafo único. Os tribunais, no âmbito da respectiva jurisdição, poderão disciplinar a prática e a comunicação oficial dos atos processuais por meios eletrônicos, atendidos os requisitos de autenticidade, integridade, validade jurídica e interoperabilidade da Infra-Estrutura de Chaves Públicas Brasileira - ICP - Brasil. (Incluído pela Lei nº 11.280, de 2006)
§ 2º Todos os atos e termos do processo podem ser produzidos, transmitidos, armazenados e assinados por meio eletrônico, na forma da lei. (Incluído pela Lei nº 11.419, de 2006).
Andson Gurgel, Advogado
há 9 meses

A Reforma Trabalhista e a Aplicabilidade da Prescrição Intercorrente no Processo do Trabalho

, 489 e 555 da Lei no 5.869, de 11 de janeiro de 1973 - Código de Processo Civil, relativos à incompetência relativa, meios.... Altera os arts. 112, 114, 154, 219, 253, 305, 322, 338, 489 e 555 da Le…

O Princípio da instrumentalidade das formas no Processo Civil

O princípio da instrumentalidade das formas está insculpido nos arts. 188 e 277 do Novo Código de Processo Civil (Lei 13.105 /15), in verbis: art. 188. Os atos e os termos processuais independem de…
Gisele Leite, Professor de Direito do Ensino Superior
há 3 anos

Processo: entre a incerteza e a certeza

Resumo: O artigo aborda a evolução conceitual e doutrinária do processo até a fase do saneamento quando as âncoras conhecem alguma certeza que o prepara para a sentença final. Aborda também as…

Correspondente Jurídico com dias contados?

O serviço de Correspondente Jurídico irá acabar? Uma das maiores reclamações que tenho visto dos colegas a respeito do serviço de correspondente é a informatização dos processos. Na realidade a…
Eric Ferraz, Procurador e Advogado Público
há 3 anos

Preceitos relativizantes das Nulidades no Novo CPC

Sumário DIREITO PROCESSUAL CIVIL: PRECEITOS RELATIVIZANTES DAS NULIDADES NO NOVO CPC ... 2 1) INTRODUÇÃO:... 3 2) DESENVOLVIMENTO:... 4 A Forma e os Atos Processuais... 4 Teoria das Nulidades e seus…

Breves apontamentos sobre a fungibilidade recursal

I- Introdução A fungibilidade é figura prevista em alguns institutos do Direito. Entre eles, encontramos a sua aplicação no âmbito dos recursos. Nesse campo processual, a fungibilidade ganhou espaço…
Gisele Leite, Professor de Direito do Ensino Superior
há 3 anos

Processo: entre a incerteza e a certeza ou a evolução presente no CPC/2015.

Resumo: O artigo aborda a evolução conceitual e doutrinária do processo até a fase do saneamento quando as âncoras conhecem alguma certeza que o prepara para a sentença final. Aborda também as…

Processo Judicial Eletrônico e a razoável duração do processo

1) INTRODUÇÃO Primeiramente o presente trabalho visa abordar o processo judicial eletrônico e a razoável duração do processo. Cabe salientar que o processo judicial eletrônico já é uma realidade…
Itamar Araújo, Estudante de Direito
há 4 anos

Inovação do Novo CPC com Art. 269

O artigo 269 do Novo CPC traz importante inovação no que diz respeito à intimação, que nesse caso, será feita por advogados, vejamos: ‘’Art. 269. Intimação é o ato pelo qual se dá ciência a alguém…

Aplicação subsidiária da lei 13.105/2015 nas ações judiciais de execuções fiscais

RESUMO Este estudo visa refletir a respeito das possíveis implicações jurídicas da Lei 13.105 /2015 sobre os procedimentos judiciais das Ações Judiciais de Execução Fiscais regidas pela Lei 6.830…