Artigo 47 do Decreto Lei nº 5.452 de 01 de Maio de 1943

CLT - Decreto Lei nº 5.452 de 01 de Maio de 1943

Aprova a Consolidação das Leis do Trabalho.
Art. 47. O empregador que mantiver empregado não registrado nos termos do art. 41 desta Consolidação ficará sujeito a multa no valor de R$ 3.000,00 (três mil reais) por empregado não registrado, acrescido de igual valor em cada reincidência. (Redação dada pela Lei nº 13.467, de 2017) (Vigência)
Art. 47. Fica sujeito à aplicação da multa prevista no inciso II do caput do art. 634-A, acrescida de igual valor em cada reincidência, o empregador que mantiver empregado não registrado nos termos do disposto no art. 41. (Redação dada pela Medida Provisória nº 905, de 2019)
(Revogado pela Medida Provisória n. 955, de 2020)
(Revogado)
Vigência encerrada
Art. 47. Fica sujeito à aplicação da multa prevista no inciso II do caput do art. 634-A, acrescida de igual valor em cada reincidência, o empregador que mantiver empregado não registrado nos termos do disposto no art. 41. (Redação dada pela Medida Provisória nº 905, de 2019)
(Revogado)
(Vigência encerrada)
Art. 47. O empregador que mantiver empregado não registrado nos termos do art. 41 desta Consolidação ficará sujeito a multa no valor de R$ 3.000,00 (três mil reais) por empregado não registrado, acrescido de igual valor em cada reincidência. (Redação dada pela Lei nº 13.467, de 2017) (Vigência)
§ 1o Especificamente quanto à infração a que se refere o caput deste artigo, o valor final da multa aplicada será de R$ 800,00 (oitocentos reais) por empregado não registrado, quando se tratar de microempresa ou empresa de pequeno porte. (Incluído pela Lei nº 13.467, de 2017)
(Revogado pela Medida Provisória nº 905, de 2019)
(Revogado pela Medida Provisória n. 955, de 2020)
(Revogado)
Vigência encerrada
§ 1o Especificamente quanto à infração a que se refere o caput deste artigo, o valor final da multa aplicada será de R$ 800,00 (oitocentos reais) por empregado não registrado, quando se tratar de microempresa ou empresa de pequeno porte. (Incluído pela Lei nº 13.467, de 2017) (Vigência)
(Revogado pela Medida Provisória nº 905, de 2019)
(Revogado)
(Vigência encerrada)
§ 1o Especificamente quanto à infração a que se refere o caput deste artigo, o valor final da multa aplicada será de R$ 800,00 (oitocentos reais) por empregado não registrado, quando se tratar de microempresa ou empresa de pequeno porte. (Incluído pela Lei nº 13.467, de 2017) (Vigência)
§ 2o A infração de que trata o caput deste artigo constitui exceção ao critério da dupla visita. (Incluído pela Lei nº 13.467, de 2017) (Vigência)
§ 2º A infração de que trata o caput constitui exceção ao critério da dupla visita orientadora. (Redação dada pela Medida Provisória nº 905, de 2019)
(Revogado pela Medida Provisória n. 955, de 2020)
(Revogado)
Vigência encerrada
§ 2º A infração de que trata o caput constitui exceção ao critério da dupla visita orientadora. (Redação dada pela Medida Provisória nº 905, de 2019)
(Revogado)
(Vigência encerrada)
§ 2o A infração de que trata o caput deste artigo constitui exceção ao critério da dupla visita. (Incluído pela Lei nº 13.467, de 2017) (Vigência)
Art. 47-A. Na hipótese de não serem informados os dados a que se refere o parágrafo único do art. 41 desta Consolidação, o empregador ficará sujeito à multa de R$ 600,00 (seiscentos reais) por empregado prejudicado. (Incluído pela Lei nº 13.467, de 2017) (Vigência)
Art. 47-A. Fica sujeito à aplicação da multa prevista no inciso II do caput do art. 634-A o empregador que não informar os dados a que se refere o parágrafo único do art. 41. (Redação dada pela Medida Provisória nº 905, de 2019)
(Revogado pela Medida Provisória n. 955, de 2020) Vigência encerrada
Art. 47-A. Fica sujeito à aplicação da multa prevista no inciso II do caput do art. 634-A o empregador que não informar os dados a que se refere o parágrafo único do art. 41. (Redação dada pela Medida Provisória nº 905, de 2019)
(Revogado)
(Vigência encerrada)
Art. 47-A. Na hipótese de não serem informados os dados a que se refere o parágrafo único do art. 41 desta Consolidação, o empregador ficará sujeito à multa de R$ 600,00 (seiscentos reais) por empregado prejudicado. (Incluído pela Lei nº 13.467, de 2017) (Vigência)
Art. 47-B. Sendo identificada pelo Auditor Fiscal do Trabalho a existência de empregado não registrado, presumir-se-á configurada a relação de emprego pelo prazo mínimo de três meses em relação à data de constatação da irregularidade, exceto quando houver elementos suficientes para determinar a data de início das atividades. (Incluído pela Medida Provisória nº 905, de 2019)
(Revogado pela Medida Provisória n. 955, de 2020)
(Revogado)
Vigência encerrada
Art. 47-B. Sendo identificada pelo Auditor Fiscal do Trabalho a existência de empregado não registrado, presumir-se-á configurada a relação de emprego pelo prazo mínimo de três meses em relação à data de constatação da irregularidade, exceto quando houver elementos suficientes para determinar a data de início das atividades. (Incluído pela Medida Provisória nº 905, de 2019)
(Revogado)
(Vigência encerrada)

Petição Inicial - Ação Grupo Econômico

DOUTO JUÍZO FEDERAL DA VARA DO TRABALHO DA COMARCA DE JAGUARIAIVA- PARANA , brasileiro, solteiro, desempregado, nascido em 17/11/1982, filho de MILTON ALVES e HELENA CANDIDA ALVES, portador do RG n°…

Petição Inicial - Ação Aviso Prévio

MM JUÍZO DA __ VARA DO TRABALHO DA COMARCA DE PAULO AFONSO/BAHIA , brasileira, , empregada doméstica, portadora da Cédula de Identidade n° 12.864.198 SSP/BA, inscrita no CPF sob o n° , residente e…

Petição Inicial - Ação Adicional de Insalubridade contra Latasa Reciclagem S

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DO TRABALHO DA ____VARA DO TRABALHO DE ARAUCÁRIA - ESTADO DO PARANÁ , brasileiro, em , soldador, inscrito no CPF n° , portador do RG n° /PR, CTPS n° , série…

Petição Inicial - Ação Verbas Rescisórias

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DO TRABALHO DA a VARA DO TRABALHO DO RIO DE JANEIRO - RJ. , brasileiro, solteiro, Técnico de Telecomunicações, portador da Carteira de identidade n° , expedida pelo…

Petição - Ação Rescisão Indireta

AO DOUTO JUIZO DA VARA DE TRABALHO DE DUQUE DE CAXIAS - TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1° REGIÃO , brasileiro, solteiro, estoquista, inscrito no CPF sob o n° , CTPS n° , Série n° 0050 - RJ, filho…

Petição Inicial - Ação Rescisão Indireta

AO DOUTO JUIZO DA VARA DE TRABALHO DE DUQUE DE CAXIAS - TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1° REGIÃO , brasileiro, solteiro, estoquista, inscrito no CPF sob o n° , CTPS n° , Série n° 0050 - RJ, filho…

Petição Inicial - Ação Reconhecimento de Relação de Emprego

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DA VARA DO TRABALHO DE JOAÇABA - SEÇÃO JUDICIÁRIA DE SANTA CATARINA. , brasileiro, , aposentado, servente de pedreiro, portador do CPF n° e RG de n° e domiciliado na…

Petição Inicial - Ação Abono contra Casa da Pizza Porto da Barra

MM. DOUTO JUÍZO DA VARA DO TRABALHO DA COMARCA DE CABO FRIO-RJ. , brasileira, casada, nascida em 02 /08/1962 filha de Manuela Rosa de Melo, ajudante de pizzaiolo, portadora da CTPS número MG, com PIS…

Petição - Ação Despedida / Dispensa Imotivada

Fls.: 2 EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ TITULAR DA VARA DA JUSTIÇA DO TRABALHO DE BOA VISTA - RORAIMA . Matheus Alves Teixeira , brasileiro, auxiliar de serviços gerais, solteiro, residente e…

Petição Inicial - Ação Anotação / Baixa / Retificação

EXMO. SR. DR. JUIZ FEDERAL DA MM. VARA DO TRABALHO DO RIO DE JANEIRO - RJ. , brasileiro, , portador da carteira de trabalho n° 79404- série 368/RJ, carteira de identidade n° , inscrito no CPF sob o…