Carregando...
Jusbrasil - Tópicos
21 de outubro de 2017
Artigo 83 da Lei nº 11.101 de 09 de Fevereiro de 2005

Art. 83 da Lei de Recuperação Judicial e Extrajudicial e de Falência - Lei 11101/05

Lei nº 11.101 de 09 de Fevereiro de 2005

Regula a recuperação judicial, a extrajudicial e a falência do empresário e da sociedade empresária.

Art. 83. A classificação dos créditos na falência obedece à seguinte ordem:

I - os créditos derivados da legislação do trabalho, limitados a 150 (cento e cinqüenta) salários-mínimos por credor, e os decorrentes de acidentes de trabalho;

II - créditos com garantia real até o limite do valor do bem gravado;

III - créditos tributários, independentemente da sua natureza e tempo de constituição, excetuadas as multas tributárias;

IV - créditos com privilégio especial, a saber:

a) os previstos no art. 964 da Lei no 10.406, de 10 de janeiro de 2002;

b) os assim definidos em outras leis civis e comerciais, salvo disposição contrária desta Lei;

c) aqueles a cujos titulares a lei confira o direito de retenção sobre a coisa dada em garantia;

d) aqueles em favor dos microempreendedores individuais e das microempresas e empresas de pequeno porte de que trata a Lei Complementar no 123, de 14 de dezembro de 2006 (Incluído pela Lei Complementar nº 147, de 2014)

V - créditos com privilégio geral, a saber:

a) os previstos no art. 965 da Lei no 10.406, de 10 de janeiro de 2002;

b) os previstos no parágrafo único do art. 67 desta Lei;

c) os assim definidos em outras leis civis e comerciais, salvo disposição contrária desta Lei;

VI - créditos quirografários, a saber:

a) aqueles não previstos nos demais incisos deste artigo;

b) os saldos dos créditos não cobertos pelo produto da alienação dos bens vinculados ao seu pagamento;

c) os saldos dos créditos derivados da legislação do trabalho que excederem o limite estabelecido no inciso I do caput deste artigo;

VII - as multas contratuais e as penas pecuniárias por infração das leis penais ou administrativas, inclusive as multas tributárias;

VIII - créditos subordinados, a saber:

a) os assim previstos em lei ou em contrato;

b) os créditos dos sócios e dos administradores sem vínculo empregatício.

§ 1o Para os fins do inciso II do caput deste artigo, será considerado como valor do bem objeto de garantia real a importância efetivamente arrecadada com sua venda, ou, no caso de alienação em bloco, o valor de avaliação do bem individualmente considerado.

§ 2o Não são oponíveis à massa os valores decorrentes de direito de sócio ao recebimento de sua parcela do capital social na liquidação da sociedade.

§ 3o As cláusulas penais dos contratos unilaterais não serão atendidas se as obrigações neles estipuladas se vencerem em virtude da falência.

§ 4o Os créditos trabalhistas cedidos a terceiros serão considerados quirografários.

AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL: AREsp 959425 SP 2016/0199494-3

AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL Nº 959.425 - SP (2016/0199494-3) RELATOR : MINISTRO MOURA RIBEIRO AGRAVANTE : ROSIANE CLARA MACHADO RAMOS ADVOGADOS : JOSÉ FRANCISCO SIQUEIRA NETO - SP069135 MILENA MARIA MARTINS SCHEER E OUTRO(S) - SP259591 AGRAVADO : SAÚDE ABC SERVIÇOS MÉDICO HOSPITALARES LTDA - EM RECUPERAÇAO JUDICIAL ADVO...

CONFLITO DE COMPETÊNCIA: CC 154931 GO 2017/0263086-0

CONFLITO DE COMPETÊNCIA Nº 154.931 - GO (2017/0263086-0) RELATOR : MINISTRO MARCO BUZZI SUSCITANTE : TRANSBRASILIANA TRANSPORTES E TURISMO LTDA - EM RECUPERAÇAO JUDICIAL ADVOGADOS : JOSÉ ROBERTO DE SOUSA SILVEIRA - GO007466 SANDRA CARLA MATOS - GO030786A HULDA LOPES DE FREITAS E OUTRO(S) - GO037130 SUSCITADO : JUÍZO DE...

Pg. 2342. Judiciário. Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região TRT-15 de 20/10/2017

JUDICIAL E JUÍZO TRABALHISTA. EMPRESA EM RECUPERAÇÃO JUDICIAL. EXECUÇÃO DE CRÉDITO TRABALHISTA. 1 - Deferido o pedido de recuperação judicial da empresa, as execuções individuais trabalhistas deverão

Pg. 5995. Judiciário. Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região TRT-2 de 20/10/2017

DO PPP. Pretende o reclamante o fornecimento de Perfil profissiográfico Profissional e não há nos autos a prova de que a Ré tenha efetivamente fornecido ao Reclamante Perfil Profissiográfico

Inteiro Teor. AGRAVO DE INSTRUMENTO: AI 492154720178190000 RIO DE JANEIRO CAPITAL 43 VARA CIVEL

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO 26ª CÂMARA CÍVEL/CONSUMIDOR Proc. nº 0049215-47.2017.8.19.0000 RECURSO: AGRAVO DE INSTRUMENTO AGRAVANTE: NOBRE SEGURADORA DO BRASIL S/A - EM LIQUIDAÇAO

Pg. 314. Interior 1º Grau. Diário de Justiça do Estado do Rio Grande do Sul DJRS de 19/10/2017

QUE-SE QUANTO A EVENTUAL DECURSO DE PRAZO ACERCA DAS PROVAS. III- ANTE O CONTIDO NA DECISÃO DA FOLHA 21 ITEM II, O CANCELAMENTO DA RESTRIÇÃO EXISTENTE SOBRE O VEÍCULO SÓ PODERÁ SER EFETIVADA APÓS O

Pg. 4150. Judiciário. Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região TRT-3 de 19/10/2017

Intimado(s)/Citado(s): - CASA REALEZA LTDA - EPP - SINDICATO DOS EMPREGADOS NO COMERCIO ATACADISTA E VAREJISTA DE GOVERNADOR VALADARES E REGIAO - SOARES EMPREENDIMENTOS LTDA PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA

Pg. 6485. Judiciário. Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região TRT-15 de 19/10/2017

Assim, com base no princípio da boa fé processual e da razoabilidade, fixo o valor do vale alimentação em R$105,25 e acolho o pedido do reclamante para condenar a reclamada nos reflexos decorrentes

Pg. 6492. Judiciário. Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região TRT-15 de 19/10/2017

reflexos decorrentes de sua integração em aviso prévio, horas extras, férias + 1/3, 13o salário e FGTS + 40%." O Juízo pode efetivamente reduzir o valor do benefício pelos critérios de razoabilidade

Pg. 6499. Judiciário. Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região TRT-15 de 19/10/2017

O Juízo pode efetivamente reduzir o valor do benefício pelos critérios de razoabilidade e proporcionalidade, bem como por meio da aplicação do art. 375 do NCPC, que dispõe que "O juiz aplicará as

×