Art. 25 do Estatuto do Desarmamento - Lei 10826/03

Lei nº 10.826 de 22 de Dezembro de 2003

Dispõe sobre registro, posse e comercialização de armas de fogo e munição, sobre o Sistema Nacional de Armas – Sinarm, define crimes e dá outras providências.
Art. 25. As armas de fogo apreendidas, após a elaboração do laudo pericial e sua juntada aos autos, quando não mais interessarem à persecução penal serão encaminhadas pelo juiz competente ao Comando do Exército, no prazo de até 48 (quarenta e oito) horas, para destruição ou doação aos órgãos de segurança pública ou às Forças Armadas, na forma do regulamento desta Lei. (Redação dada pela Lei nº 13.886, de 2019)
§ 1o As armas de fogo encaminhadas ao Comando do Exército que receberem parecer favorável à doação, obedecidos o padrão e a dotação de cada Força Armada ou órgão de segurança pública, atendidos os critérios de prioridade estabelecidos pelo Ministério da Justiça e ouvido o Comando do Exército, serão arroladas em relatório reservado trimestral a ser encaminhado àquelas instituições, abrindo-se-lhes prazo para manifestação de interesse. (Incluído pela Lei nº 11.706, de 2008)
§ 1º-A. As armas de fogo e munições apreendidas em decorrência do tráfico de drogas de abuso, ou de qualquer forma utilizadas em atividades ilícitas de produção ou comercialização de drogas abusivas, ou, ainda, que tenham sido adquiridas com recursos provenientes do tráfico de drogas de abuso, perdidas em favor da União e encaminhadas para o Comando do Exército, devem ser, após perícia ou vistoria que atestem seu bom estado, destinadas com prioridade para os órgãos de segurança pública e do sistema penitenciário da unidade da federação responsável pela apreensão. (Incluído pela Lei nº 13.886, de 2019)
§ 2o O Comando do Exército encaminhará a relação das armas a serem doadas ao juiz competente, que determinará o seu perdimento em favor da instituição beneficiada. (Incluído pela Lei nº 11.706, de 2008)
§ 3o O transporte das armas de fogo doadas será de responsabilidade da instituição beneficiada, que procederá ao seu cadastramento no Sinarm ou no Sigma. (Incluído pela Lei nº 11.706, de 2008)
§ 4o (VETADO) (Incluído pela Lei nº 11.706, de 2008)
§ 5o O Poder Judiciário instituirá instrumentos para o encaminhamento ao Sinarm ou ao Sigma, conforme se trate de arma de uso permitido ou de uso restrito, semestralmente, da relação de armas acauteladas em juízo, mencionando suas características e o local onde se encontram. (Incluído pela Lei nº 11.706, de 2008)

Projeto de lei cria prêmio para policial que apreender arma de fogo irregular

O Projeto de Lei número 2812/2019, de autoria do deputado Sanderson do PSL-RS, altera a Lei nº 10.826, de 22 de dezembro de 2003, para criar a bonificação financeira ao profissional de Segurança…

Notícias Relacionadas

O Tribunal de Justiça do Espírito Santo (TJES) encaminhou para destruição, por meio da Assessoria Militar do TJES, 6.804 armas vinculadas a processos encerrados em 2017. Também foram destinados para…

Presidência do TJGO e Corregedoria regulamentam normas sobre gestão e depósito de armas e objetos bélicos

Seguindo as diretrizes do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que, por meio da Resolução nº 134/2011, dispõe sobre o depósito e gestão de objetos bélicos apreendidos, a Presidência do Tribunal de…

Decreto 8.938/2016 autoriza a doação de armas de fogo apreendidas para os órgãos de segurança pública ou das Forças Armadas

O Estatuto do Desarmamento (Lei nº 10.826 /2003) prevê, em seu art. 25 , que as armas de fogo apreendidas, após a elaboração do laudo pericial e sua juntada aos autos, quando não mais interessarem ao…

Justiça Federal em Alagoas entrega 34 armas para destruição pelo Exército

      A Justiça Federal em Alagoas (JFAL), por meio Núcleo Judiciário – Depósito Judicial entregou, até o mês de outubro de 2016, para destruição pelo Exército em Alagoas - 59º Batalhão de Infantaria…

Parceria entre TJ do Amazonas e Exército destrói 449 armas de fogo

O Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) entregou, na quinta-feira (17/3), armas para serem destruídas no 12º Batalhão de Suprimentos do Exército. No total, foram 449 armas de fogo, 90 simulacros de…

Mais de 5,5 mil armas foram destruídas em quase dois anos

O Tribunal de Justiça do Espírito Santo (TJES) encaminhou para destruição mais de 2,1 mil armas em 2015. A ação acontece por meio da Resolução nº 07/2006, que determina o encaminhamento das armas em…
Carta Forense
há 7 anos

Juiz condena ex-Secretário de Transportes do DF por posse ilegal de arma e munição de uso restrito

O juiz da 1ª Vara Criminal de Brasília condenou João Aberto Fraga Silva a 4 anos de reclusão e multa de 50 salários mínimos por possuir e manter ilegalmente em seu flat no Hotel Golden Tulip uma arma…

Justiça Federal entrega espingardas, rifles e pistolas para destruição

A Justiça Federal em Alagoas (JFAL) encaminhou ao Exército Brasileiro, na semana passada, armas de fogo e munições para serem destruídas. Trata-se de espingardas, rifles, revólveres, pistolas e…

Justiça Federal entrega espingardas, rifles e pistolas para destruição

A Justiça Federal em Alagoas (JFAL) encaminhou ao Exército Brasileiro, na semana passada, armas de fogo e munições para serem destruídas. Trata-se de espingardas, rifles, revólveres, pistolas e…