Artigo 12 da Lei nº 10.833 de 29 de Dezembro de 2003

Lei nº 10.833 de 29 de Dezembro de 2003

Altera a Legislação Tributária Federal e dá outras providências.
Art. 12. A pessoa jurídica contribuinte da COFINS, submetida à apuração do valor devido na forma do art. 3o, terá direito a desconto correspondente ao estoque de abertura dos bens de que tratam os incisos I e II daquele mesmo artigo, adquiridos de pessoa jurídica domiciliada no País, existentes na data de início da incidência desta contribuição de acordo com esta Lei. (Produção de efeito)
§ 1o O montante de crédito presumido será igual ao resultado da aplicação do percentual de 3% (três por cento) sobre o valor do estoque.
§ 2o O crédito presumido calculado segundo o § 1o será utilizado em 12 (doze) parcelas mensais, iguais e sucessivas, a partir da data a que se refere o caput deste artigo.
(Revogado)
§ 2o O crédito presumido calculado segundo os §§ 1o e 9o deste artigo será utilizado em 12 (doze) parcelas mensais, iguais e sucessivas, a partir da data a que se refere o caput deste artigo. (Redação dada pela Lei nº 10.865, de 2004)
(Revogado)
§ 2o O crédito presumido calculado segundo os §§ 1o, 9o e 10 deste artigo será utilizado em 12 (doze) parcelas mensais, iguais e sucessivas, a partir da data a que se refere o caput deste artigo. (Redação dada pela Lei nº 10.925, de 2004) (Vide Lei nº 10.925, de 2004)
§ 3o O disposto no caput aplica-se também aos estoques de produtos acabados e em elaboração.
§ 4o A pessoa jurídica referida no art. 4o que, antes da data de início da vigência da incidência não-cumulativa da COFINS, tenha incorrido em custos com unidade imobiliária construída ou em construção poderá calcular crédito presumido, naquela data, observado:
I - no cálculo do crédito será aplicado o percentual previsto no § 1o sobre o valor dos bens e dos serviços, inclusive combustíveis e lubrificantes, adquiridos de pessoas jurídicas domiciliadas no País, utilizados como insumo na construção;
II - o valor do crédito presumido apurado na forma deste parágrafo deverá ser utilizado na proporção da receita relativa à venda da unidade imobiliária, à medida do recebimento.
§ 5o A pessoa jurídica que, tributada com base no lucro presumido ou optante pelo SIMPLES, passar a ser tributada com base no lucro real, na hipótese de sujeitar-se à incidência não-cumulativa da COFINS, terá direito ao aproveitamento do crédito presumido na forma prevista neste artigo, calculado sobre o estoque de abertura, devidamente comprovado, na data da mudança do regime de tributação adotado para fins do imposto de renda.
§ 6o Os bens recebidos em devolução, tributados antes do início da aplicação desta Lei, ou da mudança do regime de tributação de que trata o § 5o, serão considerados como integrantes do estoque de abertura referido no caput, devendo o crédito ser utilizado na forma do § 2o a partir da data da devolução.
§ 7o O disposto neste artigo aplica-se, também, aos estoques de produtos que não geraram crédito na aquisição, em decorrência do disposto nos §§ 7o a 9o do art. 3o desta Lei, destinados à fabricação dos produtos de que tratam as Leis nos 9.990, de 21 de julho de 2000, 10.147, de 21 de dezembro de 2000, 10.485, de 3 de julho de 2002, e 10.560, de 13 de novembro de 2002, ou quaisquer outros submetidos à incidência monofásica da contribuição. (Incluído pela Lei nº 10.865, de 2004)
§ 8o As disposições do § 7o deste artigo não se aplicam aos estoques de produtos adquiridos a alíquota 0 (zero), isentos ou não alcançados pela incidência da contribuição. (Incluído pela Lei nº 10.865, de 2004)
§ 9o O montante do crédito presumido de que trata o § 7o deste artigo será igual ao resultado da aplicação do percentual de 7,6% (sete inteiros e seis décimos por cento) sobre o valor do estoque. (Incluído pela Lei nº 10.865, de 2004)
§ 10. O montante do crédito presumido de que trata o § 7o deste artigo, relativo às pessoas jurídicas referidas no parágrafo único do art. 56 desta Lei, será igual ao resultado da aplicação da alíquota de 3% (três por cento) sobre o valor dos bens em estoque adquiridos até 31 de janeiro de 2004, e de 7,6% (sete inteiros e seis décimos por cento) sobre o valor dos bens em estoque adquiridos a partir de 1o de fevereiro de 2004. (Incluído pela Lei nº 10.865, de 2004)
(Revogado)
§ 10. O montante do crédito presumido de que trata o § 7o deste artigo, relativo às pessoas jurídicas referidas no art. 51 desta Lei, será igual ao resultado da aplicação da alíquota de 3% (três por cento) sobre o valor dos bens em estoque adquiridos até 31 de janeiro de 2004, e de 7,6% (sete inteiros e seis décimos por cento) sobre o valor dos bens em estoque adquiridos a partir de 1o de fevereiro de 2004. (Redação dada pela Lei nº 10.925, de 2004) (Vide Lei nº 10.925, de 2004)

Recurso - TRF01 - Ação Cofins - Apelação Cível - de Eletrosom contra União Federal (Fazenda Nacional

EXMO. SR. JUIZ DA 2a VARA FEDERAL CÍVEL E CRIMINAL DA SUBSEÇÃO JUDICIÁRIA DE UBERLÂNDIA Mandado de Segurança n° ELETROSOM S.A. , já devidamente qualificada nos autos do processo em epígrafe, vêm,…

Recurso - TRF01 - Ação Cofins - Apelação Cível - de Eletrosom contra União Federal (Fazenda Nacional

Tribunal Regional Federal da 1a Região Comprovante de juntada de documento Processo Número do processo: 1036115-08.2018.4.01.0000 Órgão julgador: Gab. 21 - DESEMBARGADORA FEDERAL ÂNGELA CATÃO…

Petição Inicial - TRF01 - Ação Pis - Mandado de Segurança Cível - de Financial Administradora de Cartoes de Credito contra Uniao Federal (Fazenda Nacional

EXCELENTÍSSIMO (A) SENHOR (A) JUIZ (A) DA ____ VARA FEDERAL DA SUBSEÇÃO JUDICIÁRIA DE DIVINÓPOLIS - MINAS GERAIS FINANCIAL ADMINISTRADORA DE CARTÕES DE CRÉDITO LTDA., pessoa jurídica de direito…

Intimação do processo N. 50361437620214036100 - 16/05/2022 - TRF3

NÚMERO ÚNICO: 5036143-76.2021.4.03.6100 POLO ATIVO KALIPSO EQUIPAMENTOS INDIVIDUAIS DE PROTECAO LTDA ADVOGADO(A/S) BRUNO SOARES DE ALVARENGA | 222420/SP TIPO A MANDADO DE SEGURANÇA CÍVEL (120) Nº…

Recurso - TRF01 - Ação Cofins - Apelação / Remessa Necessária - de Stang Distribuidora de Petroleo contra União Federal (Fazenda Nacional

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ FEDERAL DA 21a VARA FEDERAL CÍVEL DE DA SEÇÃO JUDICIÁRIA DO DISTRITO FEDERAL Processo n.° STANG DISTRIBUIDORA DE PETRÓLEO LTDA. , devidamente qualificada nos autos…

Petição Inicial - TRF01 - Ação Pis - Apelação Cível - de Mineira Embalagens contra União Federal (Fazenda Nacional

EXMO(a). SR(a). JUIZ(a) FEDERAL DA ____VARA FEDERAL DA SEÇÃO JUDICIÁRIA DE BELO HORIZONTE/MG MINEIRA EMBALAGENS LTDA, pessoa jurídica, inscrita no CNPJ: 10. -90, com sede na cidade de Contagem- MG,…

Recurso - TRF01 - Ação Suspensão da Exigibilidade - Mandado de Segurança Cível - de Eletrosom contra Uniao Federal (Fazenda Nacional

Tribunal Regional Federal da 1a Região Comprovante de juntada de documento Processo Número do processo: 1036115-08.2018.4.01.0000 Órgão julgador: Gab. 21 - DESEMBARGADORA FEDERAL ÂNGELA CATÃO…

Recurso - TRF01 - Ação Suspensão da Exigibilidade - Mandado de Segurança Cível - de Eletrosom contra Uniao Federal (Fazenda Nacional

Tribunal Regional Federal da 1a Região Comprovante de juntada de documento Processo Número do processo: 1036115-08.2018.4.01.0000 Órgão julgador: Gab. 21 - DESEMBARGADORA FEDERAL ÂNGELA CATÃO…

Recurso - TRF03 - Ação Cofins - Apelação Cível - contra Uniao Federal - Fazenda Nacional e Elantas Isolantes Eletricos do Brasil

EXCELENTÍSSIMO SENHOR JUIZ FEDERAL DA _____ VARA DA SUBSEÇÃO JUDICIÁRIA DE PIRACICABA - SEÇÃO JUDICIÁRIA DO ESTADO DE SÃO PAULO ELANTAS ISOLANTES ELÉTRICOS DO BRASIL LTDA., pessoa jurídica de direito…

Recurso - TRF01 - Ação Cofins - Apelação Cível - de Distribuidora Gama contra União Federal (Fazenda Nacional

Excelentíssimo(a) Senhor(a) Juiz(a) Federal, Informação da Autoridade Impetrada/Delegacia da Receita Federal do Brasil em Contagem/MG Data: 02 de março de 2020 Processo Judicial n° da 19a Vara…

Termo ou Assunto relacionado