Art. 1 Emenda Constitucional 32/01

Emenda Constitucional nº 32 de 11 de Setembro de 2001

Altera dispositivos dos arts. 48, 57, 61, 62, 64, 66, 84, 88 e 246 da Constituição Federal, e dá outras providências.
Art. 1º Os arts. 48, 57, 61, 62, 64, 66, 84, 88 e 246 da Constituição Federal passam a vigorar com as seguintes alterações:
"Art. 48. ..............................................
...........................................................
X - criação, transformação e extinção de cargos, empregos e funções públicas, observado o que estabelece o art. 84, VI, b;
XI - criação e extinção de Ministérios e órgãos da administração pública;
.................................................."(NR)
"Art. 57. ................................................
...........................................................
§ 7º Na sessão legislativa extraordinária, o Congresso Nacional somente deliberará sobre a matéria para a qual foi convocado, ressalvada a hipótese do
§ 8º, vedado o pagamento de parcela indenizatória em valor superior ao subsídio mensal.
§ 8º Havendo medidas provisórias em vigor na data de convocação extraordinária do Congresso Nacional, serão elas automaticamente incluídas na pauta da convocação."(NR)
"Art. 61. ................................................
§ 1º ..................................................
.......................................................
II- ...................................................
.......................................................
e) criação e extinção de Ministérios e órgãos da administração pública, observado o disposto no art. 84, VI;
.................................................."(NR)
"Art. 62. Em caso de relevância e urgência, o Presidente da República poderá adotar medidas provisórias, com força de lei, devendo submetê-las de imediato ao Congresso Nacional.
§ 1º É vedada a edição de medidas provisórias sobre matéria:
I - relativa a:
a) nacionalidade, cidadania, direitos políticos, partidos políticos e direito eleitoral;
b) direito penal, processual penal e processual civil;
c) organização do Poder Judiciário e do Ministério Público, a carreira e a garantia de seus membros;
d) planos plurianuais, diretrizes orçamentárias, orçamento e créditos adicionais e suplementares, ressalvado o previsto no art. 167, § 3º ;
II - que vise a detenção ou seqüestro de bens, de poupança popular ou qualquer outro ativo financeiro;
III - reservada a lei complementar;
IV - já disciplinada em projeto de lei aprovado pelo Congresso Nacional e pendente de sanção ou veto do Presidente da República.
§ 2º Medida provisória que implique instituição ou majoração de impostos, exceto os previstos nos arts. 153, I, II, IV, V, e 154, II, só produzirá efeitos no exercício financeiro seguinte se houver sido convertida em lei até o último dia daquele em que foi editada.
§ 3º As medidas provisórias, ressalvado o disposto nos §§ 11 e 12 perderão eficácia, desde a edição, se não forem convertidas em lei no prazo de sessenta dias, prorrogável, nos termos do § 7º, uma vez por igual período, devendo o Congresso Nacional disciplinar, por decreto legislativo, as relações jurídicas delas decorrentes.
§ 4º O prazo a que se refere o § 3º contar-se-á da publicação da medida provisória, suspendendo-se durante os períodos de recesso do Congresso Nacional.
§ 5º A deliberação de cada uma das Casas do Congresso Nacional sobre o mérito das medidas provisórias dependerá de juízo prévio sobre o atendimento de seus pressupostos constitucionais.
§ 6º Se a medida provisória não for apreciada em até quarenta e cinco dias contados de sua publicação, entrará em regime de urgência, subseqüentemente, em cada uma das Casas do Congresso Nacional, ficando sobrestadas, até que se ultime a votação, todas as demais deliberações legislativas da Casa em que estiver tramitando.
§ 7º Prorrogar-se-á uma única vez por igual período a vigência de medida provisória que, no prazo de sessenta dias, contado de sua publicação, não tiver a sua votação encerrada nas duas Casas do Congresso Nacional.
§ 8º As medidas provisórias terão sua votação iniciada na Câmara dos Deputados.
§ 9º Caberá à comissão mista de Deputados e Senadores examinar as medidas provisórias e sobre elas emitir parecer, antes de serem apreciadas, em sessão separada, pelo plenário de cada uma das Casas do Congresso Nacional.
§ 10. É vedada a reedição, na mesma sessão legislativa, de medida provisória que tenha sido rejeitada ou que tenha perdido sua eficácia por decurso de prazo.
§ 11. Não editado o decreto legislativo a que se refere o § 3º até sessenta dias após a rejeição ou perda de eficácia de medida provisória, as relações jurídicas constituídas e decorrentes de atos praticados durante sua vigência conservar-se-ão por ela regidas.
§ 12. Aprovado projeto de lei de conversão alterando o texto original da medida provisória, esta manter-se-á integralmente em vigor até que seja sancionado ou vetado o projeto."(NR)
"Art. 64. ..............................................
.......................................................
§ 2º Se, no caso do § 1º, a Câmara dos Deputados e o Senado Federal não se manifestarem sobre a proposição, cada qual sucessivamente, em até quarenta e cinco dias, sobrestar-se-ão todas as demais deliberações legislativas da respectiva Casa, com exceção das que tenham prazo constitucional determinado, até que se ultime a votação.
.................................................."(NR)
"Art. 66. ..............................................
.......................................................
§ 6º Esgotado sem deliberação o prazo estabelecido no § 4º, o veto será colocado na ordem do dia da sessão imediata, sobrestadas as demais proposições, até sua votação final.
.................................................."(NR)
"Art. 84. ................................................
.........................................................
VI - dispor, mediante decreto, sobre:
a) organização e funcionamento da administração federal, quando não implicar aumento de despesa nem criação ou extinção de órgãos públicos;
b) extinção de funções ou cargos públicos, quando vagos;
.................................................."(NR)
"Art. 88. A lei disporá sobre a criação e extinção de Ministérios e órgãos da administração pública."(NR)
"Art. 246. É vedada a adoção de medida provisória na regulamentação de artigo da Constituição cuja redação tenha sido alterada por meio de emenda promulgada entre 1º de janeiro de 1995 até a promulgação desta emenda, inclusive."(NR)

Tribunal Regional Federal da 3ª Região TRF-3 - APELAÇÃO CÍVEL : Ap 00137215720054036100 SP

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 3ª REGIAO APELAÇAO CÍVEL Nº 0013721-57.2005.4.03.6100/SP 2005.61.00.013721-1/SP RELATOR : Desembargador Federal MARCELO SARAIVA APELANTE : BITRON DO…

Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul TJ-RS - Apelação e Reexame Necessário : REEX 70076772557 RS

LPO Nº 70076772557 (Nº CNJ: 0042467-57.2018.8.21.7000) 2018/Cível APELAÇAO CÍVEL. EMBARGOS À EXECUÇAO. EXECUÇAO CONTRA A FAZENDA PÚBLICA. isonomia entre DELEGADOS DE POLÍCIA e PROCURADORES DO ESTADO.

Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul TJ-RS - Agravo : AGV 70071681159 RS

HMAO Nº 70071681159 (Nº CNJ: 0378309-93.2016.8.21.7000) 2016/Cível AGRAVO INTERNO. AGRAVO DE INSTRUMENTO. EXECUÇAO CONTRA A FAZENDA PÚBLICA. EXECUÇAO DE SENTENÇA VIA RPV. EXECUÇAO INVERTIDA. FIXAÇAO…

Tribunal Regional Federal da 4ª Região TRF-4 - APELAÇÃO CIVEL : AC 50435226720154047000 PR 5043522-67.2015.404.7000

APELAÇÃO CÍVEL Nº 5043522-67.2015.4.04.7000/PR RELATOR : LUÍS ALBERTO D AZEVEDO AURVALLE APELANTE : CRISTIANE GULIN : JOAO ADRIANO ALVES ADVOGADO : HEITOR LUIZ BENDER : ALBERTO FERNANDES NETO APELADO…

Tribunal de Justiça de Minas Gerais TJ-MG - Apelação Cível : AC 10430130005662001 MG

APELAÇÃO CÍVEL - REVISÃO DE CONTRATO - CÉDULA DE CRÉDITO BANCÁRIO - CAPITALIZAÇÃO DE JUROS - COMISSÃO DE PERMANÊNCIA. - De acordo com as Súmulas 539 e 541, ambas do STJ, a partir do advento da MP n.

Tribunal de Justiça de Minas Gerais TJ-MG - Apelação Cível : AC 10702120328761002 MG

APELAÇÃO CÍVEL - NOVO CPC - AÇÃO DE REVISÃO DE CONTRATO - CÉDULA DE CRÉDITO BANCÁRIO - IRREGULARIDADE DE PREPARO DE UM DOS RECURSOS - INTIMAÇÃO - INERCIA - NÃO CONHECIMENTO - INOVAÇÃO RECURSAL -…

Tribunal de Justiça de Minas Gerais TJ-MG - Apelação Cível : AC 10019030005391001 MG

APELAÇÃO CÍVEL. AÇÃO DE REVISÃO CONTRATUAL. PROTOCOLO POR CÓPIA. RECURSO NÃO CONHECIDO. FALTA DE INTERESSE RECURSAL. ANATOCISMO. - A petição recursal deve ser protocolizada em sua via original, não…

Tribunal de Justiça de Minas Gerais TJ-MG - Apelação Cível : AC 10707130031545002 MG

APELAÇÃO CÍVEL - NOVO CPC - AÇÃO DE REVISÃO DE CONTRATO - AUSENCIA DE FUNDAMENTAÇÃO - INEXISTÊNCIA - CÉDULA DE CRÉDITO BANCÁRIO - JUROS REMUNERATÓRIOS - LIMITAÇÃO - NÃO CABIMENTO - DESPROPORÇÃO DA…

Andamento do Processo n. 997.688 - Recurso Extraordinário / Agravo - 31/03/2017 do STF

RECURSO EXTRAORDINÁRIO COM AGRAVO 997.688 (1254) ORIGEM : 08267937620138120001 - TRIBUNAL DE JUSTIÇA ESTADUAL PROCED. : MATO GROSSO DO SUL RELATORA :MIN. ROSA WEBER RECTE.(S) : KELLY DE SOUZA…

Página 323 do Supremo Tribunal Federal (STF) de 31 de Março de 2017

NO ACÓRDÃO REGIONAL. ÂMBITO INFRACONSTITUCIONAL DO DEBATE. ACÓRDÃO RECORRIDO PUBLICADO EM 03.6.2008. Com espeque no conjunto probatório, ante a aplicação dos princípios da razoabilidade e…
Termo/Assunto relacionado