Carregando...
Jusbrasil - Tópicos
21 de setembro de 2017
Artigo 20 Lc nº 101 de 04 de Maio de 2000

Art. 20 da Lei de Responsabilidade Fiscal - Lc 101/00

LRF - Lc nº 101 de 04 de Maio de 2000

Estabelece normas de finanças públicas voltadas para a responsabilidade na gestão fiscal e dá outras providências.

Subseção I

Definições e Limites

Art. 20. A repartição dos limites globais do art. 19 não poderá exceder os seguintes percentuais:

I - na esfera federal:

a) 2,5% (dois inteiros e cinco décimos por cento) para o Legislativo, incluído o Tribunal de Contas da União;

b) 6% (seis por cento) para o Judiciário;

c) 40,9% (quarenta inteiros e nove décimos por cento) para o Executivo, destacando-se 3% (três por cento) para as despesas com pessoal decorrentes do que dispõem os incisos XIII e XIV do art. 21 da Constituição e o art. 31 da Emenda Constitucional no 19, repartidos de forma proporcional à média das despesas relativas a cada um destes dispositivos, em percentual da receita corrente líquida, verificadas nos três exercícios financeiros imediatamente anteriores ao da publicação desta Lei Complementar; (Vide Decreto nº 3.917, de 2001)

d) 0,6% (seis décimos por cento) para o Ministério Público da União;

II - na esfera estadual:

a) 3% (três por cento) para o Legislativo, incluído o Tribunal de Contas do Estado;

b) 6% (seis por cento) para o Judiciário;

c) 49% (quarenta e nove por cento) para o Executivo;

d) 2% (dois por cento) para o Ministério Público dos Estados;

III - na esfera municipal:

a) 6% (seis por cento) para o Legislativo, incluído o Tribunal de Contas do Município, quando houver;

b) 54% (cinqüenta e quatro por cento) para o Executivo.

§ 1o Nos Poderes Legislativo e Judiciário de cada esfera, os limites serão repartidos entre seus órgãos de forma proporcional à média das despesas com pessoal, em percentual da receita corrente líquida, verificadas nos três exercícios financeiros imediatamente anteriores ao da publicação desta Lei Complementar.

§ 2o Para efeito deste artigo entende-se como órgão:

I - o Ministério Público;

II - no Poder Legislativo:

a) Federal, as respectivas Casas e o Tribunal de Contas da União;

b) Estadual, a Assembléia Legislativa e os Tribunais de Contas;

c) do Distrito Federal, a Câmara Legislativa e o Tribunal de Contas do Distrito Federal;

d) Municipal, a Câmara de Vereadores e o Tribunal de Contas do Município, quando houver;

III - no Poder Judiciário:

a) Federal, os tribunais referidos no art. 92 da Constituição;

b) Estadual, o Tribunal de Justiça e outros, quando houver.

§ 3o Os limites para as despesas com pessoal do Poder Judiciário, a cargo da União por força do inciso XIII do art. 21 da Constituição, serão estabelecidos mediante aplicação da regra do § 1o.

§ 4o Nos Estados em que houver Tribunal de Contas dos Municípios, os percentuais definidos nas alíneas a e c do inciso II do caput serão, respectivamente, acrescidos e reduzidos em 0,4% (quatro décimos por cento).

§ 5o Para os fins previstos no art. 168 da Constituição, a entrega dos recursos financeiros correspondentes à despesa total com pessoal por Poder e órgão será a resultante da aplicação dos percentuais definidos neste artigo, ou aqueles fixados na lei de diretrizes orçamentárias.

§ 6o (VETADO)

Pg. 2955. Superior Tribunal de Justiça STJ de 21/09/2017

RELATOR : MINISTRO SÉRGIO KUKINA RECORRENTE : DARLENE LINA DA SILVA COSTA OLIVEIRA ADVOGADO : FERNANDO MURILO OLIVEIRA SOEIRO - MA013355 RECORRIDO : ESTADO DO MARANHÃO PROCURADOR : RODRIGO MAIA ROCHA

Pg. 4232. Superior Tribunal de Justiça STJ de 21/09/2017

de Processo Civil e art. 12 da Lei nº 12.016, de 2009. (...) 3.2. Quanto à violação do art. 535, II, do Código de Processo Civil (...) Doutro lado, o recorrente sempre afirmou ser prescindível o

Pg. 15. Associação Municipalista de Pernambuco AMUPE de 21/09/2017

Art. 79. As parcerias entre a administração pública e organizações da sociedade civil, em regime de mútua cooperação, para a consecução de finalidades de interesse público e recíproco, mediante a

Pg. 40. Legislativo. Diário Oficial do Estado de São Paulo DOSP de 21/09/2017

TC-000620/018/13 - Recurso Ordinário. Recorrente: Prefeitura Municipal de Bastos - Virgínia Pereira da Silva Fernandes – Prefeita à época. Assunto: Contrato realizado entre a Prefeitura Municipal de

D

DOEPE -

Pg. 10. DOEPE DOEPE de 21/09/2017

da Lei Federal nº 10.406, de 2002, deverá observar a legislação específica, em especial a Lei Federal nº 13.019, de 2014 e as normas estaduais que disciplinam a matéria, dependendo, ainda, da

RECURSO ESPECIAL: REsp 1686757 SC 2017/0179553-7

RECURSO ESPECIAL Nº 1.686.757 - SC (2017/0179553-7) RELATOR : MINISTRO NAPOLEAO NUNES MAIA FILHO RECORRENTE : UNIAO RECORRIDO : GERD BAGGENSTOSS ADVOGADOS : LUÍS FERNANDO SILVA - SC009582 MARCIO LOCKS FILHO - SC011208 TAÍS HELENA DE OLIVEIRA GALLIANI - SC026425 RAFAEL DOS SANTOS E OUTRO(S) - SC021951 DECISAO ADMINISTRA...

Andamento do Processo n. 2017/0179553-7 - Recurso Especial - 20/09/2017 do STJ

(1152) RECURSO ESPECIAL Nº 1.686.757 - SC (2017/0179553-7) RELATOR : MINISTRO NAPOLEÃO NUNES MAIA FILHO RECORRENTE : UNIÃO RECORRIDO : GERD BAGGENSTOSS ADVOGADOS : LUÍS FERNANDO SILVA - SC009582

Andamento do Processo n. 0011340-83.2017.5.15.0136 - RTOrd - 20/09/2017 do TRT-15

Processo Nº RTOrd-0011340-83.2017.5.15.0136 AUTOR ROSIMEIRE ALMEIDA DE OLIVEIRA ADVOGADO ANA CAROLINA NOGUEIRA HUMBERTO RIBEIRO(OAB: 292962/SP) RÉU MUNICIPIO DE PIRASSUNUNGA ADVOGADO CLEBER BOTAZINI

Andamento do Processo n. 0011346-90.2017.5.15.0136 - RTOrd - 20/09/2017 do TRT-15

Processo Nº RTOrd-0011346-90.2017.5.15.0136 AUTOR SUELEN DE OLIVEIRA VITALINA ADVOGADO ANA CAROLINA NOGUEIRA HUMBERTO RIBEIRO(OAB: 292962/SP) RÉU MUNICIPIO DE PIRASSUNUNGA ADVOGADO VALTER TADEU

Andamento do Processo n. 0011704-55.2017.5.15.0136 - RTOrd - 20/09/2017 do TRT-15

Processo Nº RTOrd-0011704-55.2017.5.15.0136 AUTOR JERONIMO LEME ADVOGADO HELENA MARIA BUNHOLLI DE OLIVEIRA(OAB: 106738/SP) ADVOGADO ANTONIO LUIZ MARIANO ROSA(OAB: 71002/SP) RÉU MUNICIPIO DE

×