Artigo 2 da Lei nº 1.521 de 26 de Dezembro de 1951

Lei nº 1.521 de 26 de Dezembro de 1951

Altera dispositivos da legislação vigente sobre crimes contra a economia popular.
Art. 2º. São crimes desta natureza:
I - recusar individualmente em estabelecimento comercial a prestação de serviços essenciais à subsistência; sonegar mercadoria ou recusar vendê-la a quem esteja em condições de comprar a pronto pagamento;
II - favorecer ou preferir comprador ou freguês em detrimento de outro, ressalvados os sistemas de entrega ao consumo por intermédio de distribuidores ou revendedores;
III - expor à venda ou vender mercadoria ou produto alimentício, cujo fabrico haja desatendido a determinações oficiais, quanto ao peso e composição;
IV - negar ou deixar o fornecedor de serviços essenciais de entregar ao freguês a nota relativa à prestação de serviço, desde que a importância exceda de quinze cruzeiros, e com a indicação do preço, do nome e endereço do estabelecimento, do nome da firma ou responsável, da data e local da transação e do nome e residência do freguês;
V - misturar gêneros e mercadorias de espécies diferentes, expô-los à venda ou vendê-los, como puros; misturar gêneros e mercadorias de qualidades desiguais para expô-los à venda ou vendê-los por preço marcado para os de mais alto custo;
VI - transgredir tabelas oficiais de gêneros e mercadorias, ou de serviços essenciais, bem como expor à venda ou oferecer ao público ou vender tais gêneros, mercadorias ou serviços, por preço superior ao tabelado, assim como não manter afixadas, em lugar visível e de fácil leitura, as tabelas de preços aprovadas pelos órgãos competentes;
VII - negar ou deixar o vendedor de fornecer nota ou caderno de venda de gêneros de primeira necessidade, seja à vista ou a prazo, e cuja importância exceda de dez cruzeiros, ou de especificar na nota ou caderno - que serão isentos de selo - o preço da mercadoria vendida, o nome e o endereço do estabelecimento, a firma ou o responsável, a data e local da transação e o nome e residência do freguês;
VIII - celebrar ajuste para impor determinado preço de revenda ou exigir do comprador que não compre de outro vendedor;
IX - obter ou tentar obter ganhos ilícitos em detrimento do povo ou de número indeterminado de pessoas mediante especulações ou processos fraudulentos ("bola de neve", "cadeias", "pichardismo" e quaisquer outros equivalentes);
X - violar contrato de venda a prestações, fraudando sorteios ou deixando de entregar a coisa vendida, sem devolução das prestações pagas, ou descontar destas, nas vendas com reserva de domínio, quando o contrato for rescindido por culpa do comprador, quantia maior do que a correspondente à depreciação do objeto.
XI - fraudar pesos ou medidas padronizados em lei ou regulamentos; possuí-los ou detê-los, para efeitos de comércio, sabendo estarem fraudados.
Pena - detenção, de 6 (seis) meses a 2 (dois) anos, e multa, de dois mil a cinqüenta mil cruzeiros.
Parágrafo único. Na configuração dos crimes previstos nesta Lei, bem como na de qualquer outro de defesa da economia popular, sua guarda e seu emprego considerar-se-ão como de primeira necessidade ou necessários ao consumo do povo, os gêneros, artigos, mercadorias e qualquer outra espécie de coisas ou bens indispensáveis à subsistência do indivíduo em condições higiênicas e ao exercício normal de suas atividades. Estão compreendidos nesta definição os artigos destinados à alimentação, ao vestuário e à iluminação, os terapêuticos ou sanitários, o combustível, a habitação e os materiais de construção.

Superior Tribunal de Justiça STJ - HABEAS CORPUS : HC 692572 RJ 2021/0290658-8

HABEAS CORPUS Nº 692572 - RJ (2021/0290658-8) DECISAO Trata-se de habeas corpus substitutivo de recurso ordinário, com pedido liminar, impetrado em benefício de GLAIDSON ACACIO DOS SANTOS, contra r. …

Superior Tribunal de Justiça STJ - CONFLITO DE COMPETÊNCIA : CC 180723 SP 2021/0192012-3

CONFLITO DE COMPETÊNCIA Nº 180723 - SP (2021/0192012-3) DECISAO Trata-se de conflito negativo de competência entre o Juízo Federal da 10ª Vara Criminal de São Paulo - SJ/SP, suscitante, e o Juízo de …

Superior Tribunal de Justiça STJ - RECURSO EM HABEAS CORPUS : RHC 139242 SP 2020/0328019-2

RECURSO EM HABEAS CORPUS Nº 139242 - SP (2020/0328019-2) DECISAO Trata-se de recurso ordinário em habeas corpus (e-STJ fls. 99/107) interposto por DALETE ANDREIA YAMAKAWA contra acórdão proferido …

Andamento do Processo n. 0097846-17.2019.8.09.0166 - 15/09/2021 do TJGO

INTIMAÇÃO EFETIVADA REF. À MOV. Julgamento -> Com Resolução do Mérito -> Não-Provimento - Data da Movimentação 23/08/2021 23:25:36 LOCAL : 1ª CÂMARA CRIMINAL NR.PROCESSO : 0097846-17.2019.8.09.0166…

Andamento do Processo n. 692572 - Habeas Corpus - 15/09/2021 do STJ

HABEAS CORPUS Nº 692572 - RJ (2021/0290658-8) RELATOR : MINISTRO JESUÍNO RISSATO (DESEMBARGADOR CONVOCADO DO TJDFT) IMPETRANTE : ANTÔNIO NABOR AREIAS BULHÕES E OUTROS ADVOGADOS : ANTÔNIO NABOR AREIAS…

Página 960 da Seção I do Diário de Justiça do Estado de Goiás (DJGO) de 15 de Setembro de 2021

RELATÓRIO E VOTO Trata-se de inquérito policial, instaurado a partir de requisição ministerial da Promotoria de Justiça da Comarca de Montes Claros-GO, visando a apuração, no início, de crimes de…

Página 8394 do Superior Tribunal de Justiça (STJ) de 15 de Setembro de 2021

Aduz, ainda, que "Se se tratasse de uma pirâmide financeira, como delirantemente afirma o Parquet Federal e acriticamente acede o decreto de prisão mantido pela decisão denegatória de medida liminar…

Andamento do Processo n. 1003261-52.2020.8.26.0099 - Procedimento Comum Cível - 14/09/2021 do TJSP

Processo 1003261-52.2020.8.26.0099 - Procedimento Comum Cível - Práticas Abusivas - Vanessa Sousa da Silva Coelho -Leidimar Bernardo Lopes, sócio de Unick Sociedade de Investimentos Ltda. e outros -…

Página 1807 da Judicial - 1ª Instância - Interior - Parte I do Diário de Justiça do Estado de São Paulo (DJSP) de 14 de Setembro de 2021

Processo 1003261-52.2020.8.26.0099 - Procedimento Comum Cível - Práticas Abusivas - Vanessa Sousa da Silva Coelho -Leidimar Bernardo Lopes, sócio de Unick Sociedade de Investimentos Ltda. e outros -…

Página 2088 do Superior Tribunal de Justiça (STJ) de 14 de Setembro de 2021

sejam, de fato, investidos no mercado financeiro , tendo, in casu, como vítima Wellington Leopoldino Rodrigues. Como bem delineado pelo Juízo Federal, “tal prática é comumente denominada de…

Termo ou Assunto relacionado