Artigo 9 do Decreto Lei nº 406 de 31 de Dezembro de 1968

Decreto Lei nº 406 de 31 de Dezembro de 1968

Estabelece normas gerais de direito financeiro, aplicáveis aos impostos sôbre operações relativas à circulação de mercadorias e sôbre serviços de qualquer natureza, e dá outras providências.
Art 9º A base de cálculo do impôsto é o preço do serviço.
§ 1º Quando se tratar de prestação de serviços sob a forma de trabalho pessoal do próprio contribuinte, o impôsto será calculado, por meio de alíquotas fixas ou variáveis, em função da natureza do serviço ou de outros fatores pertinentes, nestes não compreendida a importância paga a título de remuneração do próprio trabalho.
§ 2º Na execução de obras hidráulicas ou de construção civil o impôsto será calculado sôbre o preço deduzido das parcelas correspondentes:
(Revogado)
a) ao valor dos materiais adquiridos de terceiros, quando fornecidos pelo prestador de serviços;
(Revogado)
b) ao valor das subempreitadas já tributadas pelo impôsto.
(Revogado)
§ 2º Na prestação dos serviços a que se referem os itens 19 e 20 da lista anexa o impôsto será calculado sôbre o preço deduzido das parcelas correspondentes: (Redação dada pelo Decreto-Lei nº 834, de 1969)
a) ao valor dos materiais fornecidos pelo prestador dos serviços; (Redação dada pelo Decreto-Lei nº 834, de 1969)
b) ao valor das subempreitadas já tributadas pelo impôsto. (Redação dada pelo Decreto-Lei nº 834, de 1969)
3º. Quando os serviços a que se referem os itens I, III IV (apenas os agentes da propriedade industrial), V e VII da lista anexa forem prestados por sociedades estas ficarão sujeitas ao impôsto na forma do § 1º, calculado em relação a cada profissional habilitado, sócio, empregado ou não, que preste serviços em nome da sociedade embora assumindo responsabilidade pessoal, nos têrmos da lei aplicável.
(Revogado)
§ 3º Quando os serviços a que se referem os itens 1, 2, 3, 5, 6, 11, 12 e 17 da lista anexa forem prestados por sociedades, estas ficarão sujeitas ao impôsto na forma do § 1º, calculado em relação a cada profissional habilitado, sócio, empregado ou não, que preste serviço em nome da sociedade, embora assumindo responsabilidade pessoal, nos têrmos da lei aplicavél. (Redação dada pelo Decreto-Lei nº 834, de 1969)
(Revogado)
§ 3º Quando os serviços a que se referem os itens 1, 4, 8, 25, 52, 88, 89, 90, 91 e 92 da lista anexa forem prestados por sociedades, estas ficarão sujeitas ao imposto na forma do § 1º, calculado em relação a cada profissional habilitado, sócio, empregado ou não, que preste serviços em nome da sociedade, embora assumindo responsabilidade pessoal, nos termos da lei aplicável. (Redação dada pela Lei Complementar nº 56, de 1987)
§ 4o Na prestação do serviço a que se refere o item 101 da Lista Anexa, o imposto é calculado sobre a parcela do preço correspondente à proporção direta daela da extensão da rodovia explorada, no território do Município, ou da metade da extensão de ponte que una dois Municípios. (Incluído pela Lei Complementar nº 100, de 1999)
§ 5o A base de cálculo apurado nos termos do parágrafo anterior:(Incluído pela Lei Complementar nº 100, de 1999)
I - é reduzida, nos Municípios onde não haja posto de cobrança de pedágio, para sessenta por cento de seu valor; (Incluído pela Lei complementar nº 100, de 1999)
II - é acrescida, nos Municípios onde haja posto de cobrança de pedágio, do complemento necessário à sua integralidade em relação à rodovia explorada.(Incluído pela Lei complementar nº 100, de 1999)
§ 6o Para efeitos do disposto nos §§ 4o e 5o, considera-se rodovia explorada o trecho limitado pelos pontos eqüidistantes entre cada posto de cobrança de pedágio ou entre o mais próximo deles e o ponto inicial ou terminal da rodovia.(Incluído pela Lei Complementar nº 100, de 1999)

Petição - Ação Moradia

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR DESEMBARGADOR PRESIDENTE DO EGRÉGIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO Processo n° MRV ENGENHARIA E PARTICIPAÇÕES S/A , pessoa jurídica de direito privado,…

Petição - Ação Espécies de Títulos de Crédito

Excelentíssimo Senhor Doutor Desembargador Presidente do Egrégio Tribunal de Justiça de São Paulo Crisciuma Companhia Comercial Eireli 1 , doravante somente Crisciuma , por intermédio de seus…

Petição - Ação Iss/ Imposto sobre Serviços

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA 1a VARA DA FAZENDA PÚBLICA - SÃO Ação Anulatória n° E OUTROS, representantes do espólio de , já qualificada nos autos da Ação Anulatória mencionada na…

Petição - Ação Moradia

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR DESEMBARGADOR PRESIDENTE DO EGRÉGIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO Processo origem n° MRV ENGENHARIA E PARTICIPAÇÕES S/A , pessoa jurídica de direito privado,…

Petição - Ação Iss/ Imposto sobre Serviços contra Munícipio de Sâo Paulo

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR DE DIREITO DA 16° VARA DA FAZENDA PÚBLICA DO FORO CENTRAL DA COMARCA DE SÃO PAULO - SP. Autos n° O MUNICÍPIO DE SÃO PAULO , por seu procurador ao final assinado, nos…

Petição - Ação Iss/ Imposto sobre Serviços

EXCELENTÍSSIMO SENHO DOUTO JUIZ DE DI EITO DA VA A DA FAZENDA PÚBLICA DA COMA CA DE A AÇATUBA/SP P ocesso n° 12.157/17 A FAZENDA PÚBLICA DO MUNICÍPIO DE A AÇATUBA , já qualificado nos autos do P…

Petição - Ação Lançamento

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA VARA DAS EXECUÇÕES FISCAIS MUNICIPAIS DA COMARCA DA CAPITAL Distribuição por dependência à Execução Fiscal n° 0028590-49.1300.8.26.0090 ESCOLA DE…

Intimação - Procedimento Comum Cível - 0000414-67.2020.8.16.0004 - Disponibilizado em 27/01/2022 - TJPR

NÚMERO ÚNICO: 0000414-67.2020.8.16.0004 POLO ATIVO FANTáSTICA FILMES E POST POLO PASSIVO MUNICíPIO DE CURITIBA/PR ADVOGADO(A/S) SILMARA VAZ GABRIEL OSÓRIO DA FONSECA | 56517/PR HEROLDES BAHR NETO |…

Petição Inicial - Ação Iss/ Imposto sobre Serviços

EXCELENTÍSSIMO(A) SENHOR(A) DOUTOR(A) JUIZ(A) DE DIREITO DA __a VARA DA E EM SAÚDE LTDA, pessoa jurídica de direito privado, com sede na CEP , inscrita no CNPJ/MF sob o n° , com endereço de correio…

Petição - Ação Iss/ Imposto sobre Serviços

EXCELENTÍSSIMO(A) SENHOR(A) DOUTOR(A) JUIZ(A) DE DIREITO DA 3a VARA DA Processo n° E EM SAÚDE LTDA , já qualificada nos autos em epígrafe, em trâmite neste egrégio juízo, por seu advogado que esta…