Carregando...
Jusbrasil - Tópicos
22 de outubro de 2017
Inciso II do Artigo 1 Lc nº 64 de 18 de Maio de 1990

Art. 1, inc. II lei de Inelegibilidade - Lc 64/90

Lc nº 64 de 18 de Maio de 1990

Estabelece, de acordo com o art. 14, § 9º da Constituição Federal, casos de inelegibilidade, prazos de cessação, e determina outras providências.

Art. 1º São inelegíveis:

II - para Presidente e Vice-Presidente da República:

a) até 6 (seis) meses depois de afastados definitivamente de seus cargos e funções:

1. os Ministros de Estado:

2. os chefes dos órgãos de assessoramento direto, civil e militar, da Presidência da República;

3. o chefe do órgão de assessoramento de informações da Presidência da República;

4. o chefe do Estado-Maior das Forças Armadas;

5. o Advogado-Geral da União e o Consultor-Geral da República;

6. os chefes do Estado-Maior da Marinha, do Exército e da Aeronáutica;

7. os Comandantes do Exército, Marinha e Aeronáutica;

8. os Magistrados;

9. os Presidentes, Diretores e Superintendentes de autarquias, empresas públicas, sociedades de economia mista e fundações públicas e as mantidas pelo poder público;

10. os Governadores de Estado, do Distrito Federal e de Territórios;

11. os Interventores Federais;

12, os Secretários de Estado;

13. os Prefeitos Municipais;

14. os membros do Tribunal de Contas da União, dos Estados e do Distrito Federal;

15. o Diretor-Geral do Departamento de Polícia Federal;

16. os Secretários-Gerais, os Secretários-Executivos, os Secretários Nacionais, os Secretários Federais dos Ministérios e as pessoas que ocupem cargos equivalentes;

b) os que tenham exercido, nos 6 (seis) meses anteriores à eleição, nos Estados, no Distrito Federal, Territórios e em qualquer dos poderes da União, cargo ou função, de nomeação pelo Presidente da República, sujeito à aprovação prévia do Senado Federal;

c) (Vetado);

d) os que, até 6 (seis) meses antes da eleição, tiverem competência ou interesse, direta, indireta ou eventual, no lançamento, arrecadação ou fiscalização de impostos, taxas e contribuições de caráter obrigatório, inclusive parafiscais, ou para aplicar multas relacionadas com essas atividades;

e) os que, até 6 (seis) meses antes da eleição, tenham exercido cargo ou função de direção, administração ou representação nas empresas de que tratam os arts. 3° e 5° da Lei n° 4.137, de 10 de setembro de 1962, quando, pelo âmbito e natureza de suas atividades, possam tais empresas influir na economia nacional;

f) os que, detendo o controle de empresas ou grupo de empresas que atuem no Brasil, nas condições monopolísticas previstas no parágrafo único do art. 5° da lei citada na alínea anterior, não apresentarem à Justiça Eleitoral, até 6 (seis) meses antes do pleito, a prova de que fizeram cessar o abuso apurado, do poder econômico, ou de que transferiram, por força regular, o controle de referidas empresas ou grupo de empresas;

g) os que tenham, dentro dos 4 (quatro) meses anteriores ao pleito, ocupado cargo ou função de direção, administração ou representação em entidades representativas de classe, mantidas, total ou parcialmente, por contribuições impostas pelo poder Público ou com recursos arrecadados e repassados pela Previdência Social;

h) os que, até 6 (seis) meses depois de afastados das funções, tenham exercido cargo de Presidente, Diretor ou Superintendente de sociedades com objetivos exclusivos de operações financeiras e façam publicamente apelo à poupança e ao crédito, inclusive através de cooperativas e da empresa ou estabelecimentos que gozem, sob qualquer forma, de vantagens asseguradas pelo poder público, salvo se decorrentes de contratos que obedeçam a cláusulas uniformes;

i) os que, dentro de 6 (seis) meses anteriores ao pleito, hajam exercido cargo ou função de direção, administração ou representação em pessoa jurídica ou em empresa que mantenha contrato de execução de obras, de prestação de serviços ou de fornecimento de bens com órgão do Poder Público ou sob seu controle, salvo no caso de contrato que obedeça a cláusulas uniformes;

j) os que, membros do Ministério Público, não se tenham afastado das suas funções até 6 (seis)) meses anteriores ao pleito;

Inteiro Teor. : 10030131520168260168 SP 1003013-15.2016.8.26.0168

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo Registro: 2017.0000787138 ACÓRDAO Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação / Reexame Necessário nº 1003013-15.2016.8.26.0168, da Comarca

Andamento do Processo n. 373-60.2016.6.20.0016 - Aime - 13/10/2017 do TRE-RN

SENTENÇA Processo: AIME nº 373-60.2016.6.20.0016 Autores: Simone Fernandes da Silva e Comissão Provisória do PR – Japi/RN Advogado: Anderson Pereira Barros, OAB/RN nº 7582 Réus: Jodoval Ferreira de

Pg. 56. Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte TRE-RN de 13/10/2017

“que foi lá e falou com ele, mas ele disse que não ia assinar; que então pegou o papel e falou com outro menino que trabalha lá também; que não lembra se estava perto da eleição; que entregou a

Recurso Eleitoral: RE 16238 ARAPUÁ - MG

Agravo Interno no RRCAN nº 162-38.2016.6.13.0236 Zona Eleitoral: 236ª, de Rio Paranaíba, Município de Arapuá Agravantes: Ministério Público Eleitoral e Coligação Por Uma Nova Arapuá (PMDB/PMN/PROS) Agravado: Décio Borges Rocha Relator: Juiz Carlos Roberto de Carvalho ACÓRDÃO Agravos Internos. Registro de candidatura. ...

RECURSO ESPECIAL: REsp 1602953 RS 2016/0138054-1

RECURSO ESPECIAL Nº 1.602.953 - RS (2016/0138054-1) RELATOR : MINISTRO BENEDITO GONÇALVES RECORRENTE : MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL RECORRIDO : MARCOS VENICIUS VEDANA ADVOGADOS : FÁBIO DA SILVA - RS054274 ROGÉRIO BOSSONI SOBROZA - RS074589 INTERES. : MUNICÍPIO DE CAIÇARA PROCURADOR : LUIZ FERNANDO ...

Andamento do Processo n. 162-38.2016.6.13.0236 - 11/10/2017 do TRE-MG

Protocolo: 539.625/2016 - 236ª ZONA ELEITORAL. Município: ARAPUÁ. Agravante(S): MINISTÉRIO PÚBLICO ELEITORAL Agravado(S): DÉCIO BORGES ROCHA ADVOGADO(S): LEANDRO FERREIRA DA SILVA - OAB: 111403/MG

Pg. 27. Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais TRE-MG de 11/10/2017

Para além de uma questão meramente legal, e, portanto, formalista, o que se tem por relevante no presente caso é o fato de que, muito embora haja a previsão de uma instância hierárquica entre o

Pg. 4969. Superior Tribunal de Justiça STJ de 11/10/2017

ADVOGADOS : FÁBIO DA SILVA - RS054274 ROGÉRIO BOSSONI SOBROZA - RS074589 INTERES. : MUNICÍPIO DE CAIÇARA PROCURADOR : LUIZ FERNANDO MARCON E OUTRO(S) - RS027859 EMENTA PROCESSUAL CIVIL. RECURSO

Andamento do Processo n. 223-26.2012.6.04.0029 - Ação de Investigação Judicial Eleitoral - 10/10/2017 do TRE-AM

Decisão Interlocutoria PROCESSO Nº 223-26.2012.6.04.0029 AUTOS DE AÇÃO DE INVESTIGAÇÃO JUDICIAL ELEITORAL - AIJE REPRESENTANTE: MINISTÉRIO PÚBLICO ELEITORAL REPRESENTADO (S): AMINADAB MEIRA DE

Andamento do Processo n. 305-46.2016.6.09.0007 - Recurso Especial Eleitoral - 10/10/2017 do TSE

PUBLICAÇÃO Nº 225/2017/SEPROC1 RECURSO ESPECIAL ELEITORAL Nº 305-46.2016.6.09.0007 RIO QUENTE-GO 7ª Zona Eleitoral (CALDAS NOVAS) RECORRENTE: COLIGAÇÃO UNIDOS POR RIO QUENTE ADVOGADOS: COLEMAR JOSÉ

×