Carregando...
Jusbrasil - Tópicos
17 de outubro de 2017
Artigo 290 da Lei nº 6.015 de 31 de Dezembro de 1973

Art. 290 da Lei de Registros Publicos - Lei 6015/73

LRP - Lei nº 6.015 de 31 de Dezembro de 1973

Dispõe sobre os registros públicos, e dá outras providências.

Art. 290.. Os emolumentos devidos pelos atos relacionados com a primeira aquisição imobiliária para fins residenciais, financiada pelo Sistema Financeiro da Habitação, serão reduzidos em 50% (cinqüenta por cento). (Redação dada pela Lei nº 6.941, de 1981)

§ 1º - O registro e a averbação referentes à aquisição da casa própria, em que seja parte cooperativa habitacional ou entidade assemelhada, serão considerados, para efeito de cálculo, de custas e emolumentos, como um ato apenas, não podendo a sua cobrança exceder o limite correspondente a 40% (quarenta por cento) do Maior Valor de Referência. (Redação dada pela Lei nº 6.941, de 1981)

§ 2º - Nos demais programas de interesse social, executados pelas Companhias de Habitação Popular - COHABs ou entidades assemelhadas, os emolumentos e as custas devidos pelos atos de aquisição de imóveis e pelos de averbação de construção estarão sujeitos às seguintes limitações: (Redação dada pela Lei nº 6.941, de 1981)

a) imóvel de até 60 m 2 (sessenta metros quadrados) de área construida: 10% (dez por cento) do Maior Valor de Referência; (Redação dada pela Lei nº 6.941, de 1981)

b) de mais de 60 m² (sessenta metros quadrados) até 70 m 2 (setenta metros quadrados) de área construída: 15% (quinze por cento) do Maior Valor de Referência; (Redação dada pela Lei nº 6.941, de 1981)

c) de mais de 70 m 2 (setenta metros quadrados) e até 80 m 2 (oitenta metros quadrados) de área construída: 20% (vinte por cento) do Maior Valor de Referência. (Redação dada pela Lei nº 6.941, de 1981)

§ 3º - Os emolumentos devidos pelos atos relativos a financiamento rural serão cobrados de acordo com a legislação federal. (Redação dada pela Lei nº 6.941, de 1981)

§ 4o As custas e emolumentos devidos aos Cartórios de Notas e de Registro de Imóveis, nos atos relacionados com a aquisição imobiliária para fins residenciais, oriundas de programas e convênios com a União, Estados, Distrito Federal e Municípios, para a construção de habitações populares destinadas a famílias de baixa renda, pelo sistema de mutirão e autoconstrução orientada, serão reduzidos para vinte por cento da tabela cartorária normal, considerando-se que o imóvel será limitado a até sessenta e nove metros quadrados de área construída, em terreno de até duzentos e cinqüenta metros quadrados. (Incluído pela Lei nº 9.934, de 1999)

§ 5o Os cartórios que não cumprirem o disposto no § 4o ficarão sujeitos a multa de até R$ 1.120,00 (um mil, cento e vinte reais) a ser aplicada pelo juiz, com a atualização que se fizer necessária, em caso de desvalorização da moeda. (Incluído pela Lei nº 9.934, de 1999)

Art. 290-A. Devem ser realizados independentemente do recolhimento de custas e emolumentos: (Incluído pela Lei nº 11.481, de 2007)

I - o primeiro registro de direito real constituído em favor de beneficiário de regularização fundiária de interesse social em áreas urbanas e em áreas rurais de agricultura familiar; (Incluído pela Lei nº 11.481, de 2007)

II - a primeira averbação de construção residencial de até 70 m² (setenta metros quadrados) de edificação em áreas urbanas objeto de regularização fundiária de interesse social. (Incluído pela Lei nº 11.481, de 2007)

III - o registro de título de legitimação de posse, concedido pelo poder público, de que trata o art. 59 da Lei no 11.977, de 7 de julho de 2009, e de sua conversão em propriedade. (Incluído pela Lei nº 12.424, de 2011)

§ 1o O registro e a averbação de que tratam os incisos I, II e III do caput deste artigo independem da comprovação do pagamento de quaisquer tributos, inclusive previdenciários. (Redação dada pela Lei nº 12.424, de 2011)

§ 2o (Revogado). (Redação dada pela Lei nº 12.424, de 2011)

Pg. 1. Jurisdicional e Administrativo. Diário de Justiça do Estado de Alagoas DJAL de 10/10/2017

TRIBUNAL DE JUSTIÇA Pleno Secretaria Geral TRIBUNAL PLENO Partes das Conclusões de Acórdãos da 35ª Sessão do Tribunal Pleno, realizada em 03/10/2017, nos termos do art. 943, § 2º, do CPC. 01 -

Mandado de Segurança: MS 8010492220178020000 AL 0801049-22.2017.8.02.0000

MANDADO DE SEGURANÇA. ATO DE AUTORIDADE QUE RECONHECEU A LEGITIMIDADE DE ISENÇÃO FISCAL E APLICOU SANÇÃO DE ADVERTÊNCIA AO IMPETRANTE NO MESMO PROCESSO ADMINISTRATIVO. REGISTRO PÚBLICO. DEVOLUÇÃO DE EMOLUMENTOS. AQUISIÇÃO DE IMÓVEL PELO SFH. DESCONTO DE 50%. ART. 290 LEI Nº 6.015/73. RECEPÇÃO PELA CONSTITUIÇÃO FEDERAL ...

Inteiro Teor. Mandado de Segurança: MS 8010492220178020000 AL 0801049-22.2017.8.02.0000

Tribunal de Justiça Gabinete do Desembargador Fernando Tourinho de Omena Souza ______________________________________________________________________ Mandado de Segurança n. 0801049-22.2017.8.02.0000

Pg. 5345. Suplemento - Seção II. Diário de Justiça do Estado de Goiás DJGO de 02/10/2017

PODER JUDICIÁRIO ESTADO DE GOIÁS - COMARCA DE GOIÂNIA 2ª VARA DA FAZENDA PÚBLICA MUNICIPAL E DE REGISTROS PÚBLICOS Processo: 5167875.32.2017.8.09.0051 Natureza: Mandado de Segurança (CF, Lei

Pg. 5346. Suplemento - Seção II. Diário de Justiça do Estado de Goiás DJGO de 02/10/2017

Geniale Flamboyant, Jardim Goiás, Goiânia, até antes do dia 22/06/2017, porquanto esta é a data limite imposta na Nota Devolutiva com Exigência encaminhada pelo CRI. No mérito requerem a concessão da

Pg. 5347. Suplemento - Seção II. Diário de Justiça do Estado de Goiás DJGO de 02/10/2017

sentido posiciona-se a doutrina: "(...) Finalmente, o último requisito é o que concerne ao direito líquido e certo. Originariamente, falava-se em direito certo e incontestável, o que levou ao

Pg. 5348. Suplemento - Seção II. Diário de Justiça do Estado de Goiás DJGO de 02/10/2017

relativos aos atos praticados pelos serviços notariais e de registro (Art. 236, §2º da Constituição Federal). Referendando o entendimento aqui adotado, o Egrégio Tribunal de Justiça do Estado de

Pg. 26. Jurisdicional e Administrativo. Diário de Justiça do Estado de Alagoas DJAL de 02/10/2017

Interessada: Associação dos Registradores de Pessoas Naturais de Alagoas (ARPEN/AL) – Cleomadson Abreu Figueiredo Barbosa Objeto: Pedido de Providências DECISÃO Trata-se de requerimento atravessado

RECURSO ESPECIAL: REsp 1692475 SP 2017/0204999-9

RECURSO ESPECIAL Nº 1.692.475 - SP (2017/0204999-9) RELATORA : MINISTRA NANCY ANDRIGHI RECORRENTE : VALDIR ALVES ADVOGADOS : LUCIA DA COSTA MORAIS PIRES MACIEL - SP136623 LUCAS PIRES MACIEL E OUTRO(S) - SP272143 RECORRIDO : GOLDFARB 12 EMPREENDIMENTO IMOBILIARIO LTDA ADVOGADOS : JOAO CARLOS DE LIMA JÚNIOR - SP142452 GI...

Andamento do Processo n. 2017/0204999-9 - Recurso Especial - 21/09/2017 do STJ

(4707) RECURSO ESPECIAL Nº 1.692.475 - SP (2017/0204999-9) RELATORA : MINISTRA NANCY ANDRIGHI RECORRENTE : VALDIR ALVES ADVOGADOS : LUCIA DA COSTA MORAIS PIRES MACIEL - SP136623 LUCAS PIRES MACIEL E

×