Artigo 23 da Lei nº 8.666 de 21 de Junho de 1993

Lei nº 8.666 de 21 de Junho de 1993

Regulamenta o art. 37, inciso XXI, da Constituição Federal, institui normas para licitações e contratos da Administração Pública e dá outras providências.
Art. 23. As modalidades de licitação a que se referem os incisos I a III do artigo anterior serão determinadas em função dos seguintes limites, tendo em vista o valor estimado da contratação:
I - para obras e serviços de engenharia:
(Revogado)
a) convite - até Cr$ 100.000.000,00 (cem milhões de cruzeiros);
(Revogado)
b) tomada de preços - até Cr$ 1.000.000.000,00 (hum bilhão de cruzeiros);
(Revogado)
c) concorrência - acima de Cr$ 1.000.000.000,00 (hum bilhão de cruzeiros);
(Revogado)
I - para obras e serviços de engenharia: (Redação dada pela Lei nº 9.648, de 1998) (Vide Decreto nº 9.412, de 2018) (Vigência)
a) convite - até R$ 150.000,00 (cento e cinqüenta mil reais); (Redação dada pela Lei nº 9.648, de 1998) (Vide Decreto nº 9.412, de 2018) (Vigência)
b) tomada de preços - até R$ 1.500.000,00 (um milhão e quinhentos mil reais); (Redação dada pela Lei nº 9.648, de 1998) (Vide Decreto nº 9.412, de 2018) (Vigência)
c) concorrência: acima de R$ 1.500.000,00 (um milhão e quinhentos mil reais); (Redação dada pela Lei nº 9.648, de 1998) (Vide Decreto nº 9.412, de 2018) (Vigência)
II - para compras e serviços não referidos no inciso anterior:
(Revogado)
a) convite - até Cr$ 25.000.000,00 (vinte e cinco milhões de cruzeiros);
(Revogado)
b) tomada de preços - até Cr$ 400.000.000,00 (quatrocentos milhões de cruzeiros);
(Revogado)
c) concorrência - acima de Cr$ 400.000.000,00 (quatrocentos milhões de cruzeiros).
(Revogado)
II - para compras e serviços não referidos no inciso anterior: (Redação dada pela Lei nº 9.648, de 1998) (Vide Decreto nº 9.412, de 2018) (Vigência)
a) convite - até R$ 80.000,00 (oitenta mil reais); (Redação dada pela Lei nº 9.648, de 1998) (Vide Decreto nº 9.412, de 2018) (Vigência)
b) tomada de preços - até R$ 650.000,00 (seiscentos e cinqüenta mil reais); (Redação dada pela Lei nº 9.648, de 1998) (Vide Decreto nº 9.412, de 2018) (Vigência)
c) concorrência - acima de R$ 650.000,00 (seiscentos e cinqüenta mil reais). (Redação dada pela Lei nº 9.648, de 1998) (Vide Decreto nº 9.412, de 2018) (Vigência)
§ 1º Para os Municípios, bem como para os órgãos e entidades a eles subordinados, aplicam-se os seguintes limites em relação aos valores indicados no caput deste artigo e nos incisos I e II do art. 24 desta lei:
(Revogado)
I - 25% (vinte e cinco por cento) dos valores indicados, quando a população do município não exceder a 20.000 (vinte mil) habitantes;
(Revogado)
II - 50% (cinqüenta por cento) dos valores indicados, quando a população do município se situar entre 20.001 (vinte mil e um) e 100.000 (cem mil) habitantes;
(Revogado)
III - 75% (setenta e cinco por cento) dos valores indicados, quando a população do município se situar entre 100.001 (cem mil e um) e 500.000 (quinhentos mil) habitantes;
(Revogado)
IV - 100% (cem por cento) dos valores indicados, quando a população do município exceder a 500.000 (quinhentos mil) habitantes.
(Revogado)
§ 1o As obras, serviços e compras efetuadas pela Administração serão divididas em tantas parcelas quantas se comprovarem técnica e economicamente viáveis, procedendo-se à licitação com vistas ao melhor aproveitamento dos recursos disponíveis no mercado e à ampliação da competitividade sem perda da economia de escala. (Redação dada pela Lei nº 8.883, de 1994)
§ 2º Para os fins do parágrafo anterior, adotar-se-á como parâmetro o número de habitantes em cada município segundo os dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
(Revogado)
§ 2o Na execução de obras e serviços e nas compras de bens, parceladas nos termos do parágrafo anterior, a cada etapa ou conjunto de etapas da obra, serviço ou compra, há de corresponder licitação distinta, preservada a modalidade pertinente para a execução do objeto em licitação. (Redação dada pela Lei nº 8.883, de 1994)
§ 3º A concorrência é a modalidade de licitação cabível, qualquer que seja o valor de seu objeto, na compra ou alienação de bens imóveis, nas concessões de direito real de uso, bem como nas licitações internacionais, admitida, neste último caso, a tomada de preços, desde que o órgão ou entidade disponha de cadastro internacional de fornecedores e sejam observados os limites deste artigo.
(Revogado)
§ 3o A concorrência é a modalidade de licitação cabível, qualquer que seja o valor de seu objeto, tanto na compra ou alienação de bens imóveis, ressalvado o disposto no art. 19, como nas concessões de direito real de uso e nas licitações internacionais, admitindo-se neste último caso, observados os limites deste artigo, a tomada de preços, quando o órgão ou entidade dispuser de cadastro internacional de fornecedores ou o convite, quando não houver fornecedor do bem ou serviço no País. (Redação dada pela Lei nº 8.883, de 1994)
§ 4o Nos casos em que couber convite, a Administração poderá utilizar a tomada de preços e, em qualquer caso, a concorrência.
§ 5º É vedada a utilização da modalidade convite ou tomada de preços, conforme o caso, para parcelas de uma mesma obra ou serviço, ou ainda para obras ou serviços da mesma natureza que possam ser realizados simultânea ou sucessivamente, sempre que o somatório de seus valores caracterizar o caso de tomada de preços ou concorrência, respectivamente, nos termos deste artigo, exceto para as parcelas de natureza específica que possam ser executadas por pessoas ou empresas de especialidade diversa daquela do executor da obra ou serviço.
(Revogado)
§ 5o É vedada a utilização da modalidade "convite" ou "tomada de preços", conforme o caso, para parcelas de uma mesma obra ou serviço, ou ainda para obras e serviços da mesma natureza e no mesmo local que possam ser realizadas conjunta e concomitantemente, sempre que o somatório de seus valores caracterizar o caso de "tomada de preços" ou "concorrência", respectivamente, nos termos deste artigo, exceto para as parcelas de natureza específica que possam ser executadas por pessoas ou empresas de especialidade diversa daquela do executor da obra ou serviço. (Redação dada pela Lei nº 8.883, de 1994)
§ 6o As organizações industriais da Administração Federal direta, em face de suas peculiaridades, obedecerão aos limites estabelecidos no inciso I deste artigo também para suas compras e serviços em geral, desde que para a aquisição de materiais aplicados exclusivamente na manutenção, reparo ou fabricação de meios operacionais bélicos pertencentes à União. (Incluído pela Lei nº 8.883, de 1994)
§ 7o Na compra de bens de natureza divisível e desde que não haja prejuízo para o conjunto ou complexo, é permitida a cotação de quantidade inferior à demandada na licitação, com vistas a ampliação da competitividade, podendo o edital fixar quantitativo mínimo para preservar a economia de escala. (Incluído pela Lei nº 9.648, de 1998)
§ 8o No caso de consórcios públicos, aplicar-se-á o dobro dos valores mencionados no caput deste artigo quando formado por até 3 (três) entes da Federação, e o triplo, quando formado por maior número. (Incluído pela Lei nº 11.107, de 2005)

Página 169 do Associação dos Municípios do Paraná (AMP) de 7 de Maio de 2021

conformidade com as orientações dos órgãos competentes das áreas de saúde. Art. 9º Fica alterado o horário do toque de recolher que, no território do Município de Palmital, será compreendido entre as…

Página 50 da Legislativo do Diário Oficial do Estado de São Paulo (DOSP) de 7 de Maio de 2021

Presencial n.º 009/2021, Processo Licitatório n.º 10/2021, promovido pela PREFEITURA MUNICIPAL DE MATÃO, objetivando a aquisição de kit de merenda escolar - gêneros alimentícios. 1.2.Através de…

Página 58 da Legislativo do Diário Oficial do Estado de São Paulo (DOSP) de 7 de Maio de 2021

O termo aditivo nº 5 assinado em 18/9/2019 teve por objeto prorrogar o prazo de execução por mais 180 (cento e oitenta) dias, devido ao atraso no repasse dos recursos do Convênio. O termo aditivo nº…

Página 96 da Executivo Caderno 1 do Diário Oficial do Estado de São Paulo (DOSP) de 7 de Maio de 2021

PENITENCIÁRIA SÍLVIO YOSHIHIKO HINOHARA - PRESIDENTE BERNARDES DESPACHO DO DIRETOR TÉCNICO III DE 06/05/2021 Em face dos elementos que instruem os autos, no uso da competência a mim atribuída pela…

Página 250 da Seção 3 do Diário Oficial da União (DOU) de 7 de Maio de 2021

PREFEITURA MUNICIPAL DE MENDES AVISO DE LICITAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL Nº 4/2021 - SRP Processo nº. 1071/2021. Objeto: Eventual contratação de Empresa para prestação de serviços com fornecimento de…

Página 77 da Cidade do Diário Oficial do Estado de São Paulo (DOSP) de 7 de Maio de 2021

VERDE E MEIO AMBIENTE GABINETE DO SECRETÁRIO SEI 6027.2021/0004101-1 Interessado: Atento São Paulo Serviços de Segurança Patrimonial EIRELI. Assunto: Pagamento de indenização pela prestação de…

Página 77 da Normal do Diário Oficial do Município de São Paulo (DOM-SP) de 7 de Maio de 2021

VERDE E MEIO AMBIENTE GABINETE DO SECRETÁRIO SEI 6027.2021/0004101-1 Interessado: Atento São Paulo Serviços de Segurança Patrimonial EIRELI. Assunto: Pagamento de indenização pela prestação de…

Página 1 da Administrativo do Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região (TRT-18) de 7 de Maio de 2021

Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região Desembargador Daniel Viana Júnior Presidente Desembargador Geraldo Rodrigues do Nascimento Vice-Presidente Rua T 29 nº 1403, Setor Bueno, Goiânia/GO CEP:…

Página 15 da Legislativo do Diário Oficial do Estado de São Paulo (DOSP) de 6 de Maio de 2021

Nos termos do artigo 29 da Lei Complementar n. 709/93 c.c. art. 49, inciso XIII, do Regimento Interno, NOTIFICO a Câmara Municipal de Vargem, na pessoa da Senhora Katia Sileni Alves de Souza,…

Página 158 da Seção 3 do Diário Oficial da União (DOU) de 6 de Maio de 2021

PREFEITURA MUNICIPAL DE IRARÁ AVISO DE HOMOLOGAÇÃO E ADJUDICAÇÃO O Prefeito Municipal de Irará, Bahia, no uso de suas atribuições legais, após pareceres favoráveis da Comissão Permanente de…