Artigo 7 da Lei nº 8.666 de 21 de Junho de 1993

Lei nº 8.666 de 21 de Junho de 1993

Regulamenta o art. 37, inciso XXI, da Constituição Federal, institui normas para licitações e contratos da Administração Pública e dá outras providências.
Art. 7o As licitações para a execução de obras e para a prestação de serviços obedecerão ao disposto neste artigo e, em particular, à seguinte seqüência:
I - projeto básico;
II - projeto executivo;
III - execução das obras e serviços.
§ 1o A execução de cada etapa será obrigatoriamente precedida da conclusão e aprovação, pela autoridade competente, dos trabalhos relativos às etapas anteriores, à exceção do projeto executivo, o qual poderá ser desenvolvido concomitantemente com a execução das obras e serviços, desde que também autorizado pela Administração.
§ 2o As obras e os serviços somente poderão ser licitados quando:
I - houver projeto básico aprovado pela autoridade competente e disponível para exame dos interessados em participar do processo licitatório;
II - existir orçamento detalhado em planilhas que expressem a composição de todos os seus custos unitários;
III - houver previsão de recursos orçamentários que assegurem o pagamento das obrigações decorrentes de obras ou serviços a serem executadas no exercício financeiro em curso, de acordo com o respectivo cronograma;
IV - o produto dela esperado estiver contemplado nas metas estabelecidas no Plano Plurianual de que trata o art. 165 da Constituição Federal, quando for o caso.
§ 3o É vedado incluir no objeto da licitação a obtenção de recursos financeiros para sua execução, qualquer que seja a sua origem, exceto nos casos de empreendimentos executados e explorados sob o regime de concessão, nos termos da legislação específica.
§ 4o É vedada, ainda, a inclusão, no objeto da licitação, de fornecimento de materiais e serviços sem previsão de quantidades ou cujos quantitativos não correspondam às previsões reais do projeto básico ou executivo.
§ 5o É vedada a realização de licitação cujo objeto inclua bens e serviços sem similaridade ou de marcas, características e especificações exclusivas, salvo nos casos em que for tecnicamente justificável, ou ainda quando o fornecimento de tais materiais e serviços for feito sob o regime de administração contratada, previsto e discriminado no ato convocatório.
§ 6o A infringência do disposto neste artigo implica a nulidade dos atos ou contratos realizados e a responsabilidade de quem lhes tenha dado causa.
§ 7o Não será ainda computado como valor da obra ou serviço, para fins de julgamento das propostas de preços, a atualização monetária das obrigações de pagamento, desde a data final de cada período de aferição até a do respectivo pagamento, que será calculada pelos mesmos critérios estabelecidos obrigatoriamente no ato convocatório.
§ 8o Qualquer cidadão poderá requerer à Administração Pública os quantitativos das obras e preços unitários de determinada obra executada.
§ 9o O disposto neste artigo aplica-se também, no que couber, aos casos de dispensa e de inexigibilidade de licitação.

Recurso - TJSP - Ação Improbidade Administrativa - Ação Civil de Improbidade Administrativa

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA VARA DA , Processo n° O MUNICÍPIO DE ARAÇATUBA , já qualificado nos autos em epígrafe, por meio de seu Procurador Municipal, que esta subscreve, no uso…

Petição Inicial - TJSP - Ação Popular com Pedido Liminar - Ação Popular - contra Pousada Recanto e Prefeitura Municipal de Ilha Comprida

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA COMARCA DA IGUAPE/SP. , brasileiro, em união estável, jornalista, portador do documento de identidade n° , inscrito sob o CPF/MF n° , residente e…

Petição - TJSP - Ação Direito Administrativo e outras Matérias de Direito Público - Mandado de Segurança Cível

EXCELENTÍSSIMA SENHORA DOUTORA JUIZA DE DIREITO DO FORO DISTRITAL DE LOUVEIRA, COMARCA DE VINHEDO/SP. Processo n.° Mandado de Segurança MUNICIPAL DE LOUVEIRA, Sr. , brasileiro, casado, portador da…

Recurso - TJSP - Ação Contratos Administrativos - Apelação Cível

CONSULTORES Isabel de Almeida Alvarenga Fleury Filho Fábio Biazzi EXCELENTÍSSIMA SENHORA JUÍZA DE DIREITO DA 1a VARA CÍVEL DA COMARCA DE VOTORANTIM/SP. Processo n° Procedimento Ordinário LTDA. , por…

Página 4 do Tribunal de Contas do Estado de Rondônia (TCE-RO) de 23 de Maio de 2022

Porto Velho - RO DOe TCE-RO – nº 2598 ano XII segunda-feira, 23 de maio de 2022 Representante, foi criada pela desídia da administração (emergência ficta), estando, portanto, em desacordo com o art.

Página 10 do Tribunal de Contas do Estado de Rondônia (TCE-RO) de 23 de Maio de 2022

Porto Velho - RO DOe TCE-RO – nº 2598 ano XII segunda-feira, 23 de maio de 2022 DM 0203/2021-GCVCS/TCE-RO [...] Posto isso, observada a urgência que o caso requer, em garantia à eficácia da tutela…

Página 4 do Tribunal de Contas do Estado do Maranhão (TCE-MA) de 23 de Maio de 2022

Filho, Álvaro César de França Ferreira, João Jorge Jinkings Pavão (Relator), Edmar Serra Cutrim e José de Ribamar Caldas Furtado, os Conselheiros-Substitutos Antônio Blecaute Costa Barbosa,…

Página 6 do Tribunal de Contas do Estado do Maranhão (TCE-MA) de 23 de Maio de 2022

Romero Pedrosa Monteiro (OAB/PE nº 11.338) e Levir Costa Gomes da Rocha (OAB/PE nº 42.109). Ministério Público de Contas: Procuradora Flávia Gonzalez Leite Relator: Conselheiro Substituto Osmário…

Recurso - TJSP - Ação Improbidade Administrativa - Ação Civil de Improbidade Administrativa

EXCELENTÍSSIMO SENHOR JUIZ DE DIREITO DA 3a VARA CÍVEL DA COMARCA DE LEME/SP Autos n° Apelante: Estado de São Paulo Apelados: e outros O ESTADO DE SÃO PAULO por meio do Promotor de Justiça…

Petição Inicial - TJSP - Ação Civil Pública Deverá Ser Julgada Totalmente Improcedente quanto aos Pedidos, Vez que Dúvida Alguma Restou - Apelação Cível - contra Ministério Público do Estado de São Paulo

EXCELENTÍSSIMO(A) SENHOR(A) DOUTOR(A) JUIZ(A) DE DIREITO DA 1a VARA CÍVEL DA COMARCA DE BATATATAIS/SP PROCESSO N. ROMAGNOL E OUTROSI , todos já qualificados nos autos em epígrafe, através de seu…