Art. 4 da Lei de Segurança Nacional - Lei 7170/83

LSN - Lei nº 7.170 de 14 de Dezembro de 1983

Define os crimes contra a segurança nacional, a ordem política e social, estabelece seu processo e julgamento e dá outras providências.
Art. 4º - São circunstâncias que sempre agravam a pena, quando não elementares do crime:
I - ser o agente reincidente;
II - ter o agente:
a) praticado o crime com o auxílio, de qualquer espécie, de governo, organização internacional ou grupos estrangeiros;
b) promovido, organizado ou dirigido a atividade dos demais, no caso do concurso de agentes.

Breves considerações as disposições gerais da Lei de Segurança Nacional (Lei 7.170/83)

Autor: Deiver Neves Ferreira Barbosa CONTEXTO HISTÓRICO DA LEI DE SEGURANÇA NACIONAL NA LEGISLAÇÃO PÁTRIA Não é estranho em outros diplomas legais pelo mundo, uma lei que verse sobre a segurança do…

Atentado contra Bolsonaro: tipificação, atribuição de Polícia Judiciária e competência para processo e julgamento

Autor: Eduardo Luiz Santos Cabette, Delegado de Polícia, Mestre em Direito Social, Pós – graduado em Direito Penal e Criminologia, Professor de Direito Penal, Processo Penal, Criminologia, Medicina…
Felipe Santos, Advogado
há 4 anos

Um bunker de madeira

Com a proximidade dos Jogos Olímpicos, que terão início em agosto deste ano e sediados na cidade do Rio de Janeiro, muito se comentou acerca da ausência de proteção legal em relação aos crimes de…

Liberdade, Libertinagem e Crimes de Lesa-Pátria: Inocuidade? O Governo no banco dos réus.

O Estado Democrático de Direito encontra-se alicerçado em princípios constitucionais, dentre os quais a liberdade de manifestação de pensamento e de expressão intelectual erigem-se como dois dos seus…

JMU na História: STM concede habeas corpus e liberta João Mangabeira da prisão em 1937

Após 15 meses de prisão e quatro tentativas de conseguir a liberdade, o deputado João Mangabeira foi libertado após decisão do Superior Tribunal Militar de conceder um habeas corpus impetrado pela…

Tribunal Regional Federal da 1ª Região TRF-1 - APELAÇÃO CRIMINAL : ACR 62411 MT 1998.01.00.062411-7

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 1ª REGIÃO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 1ª REGIÃO fls.3/2 APELAÇÃO CRIMINAL Nº 1998.01.00.062411-7/MT APELANTE : MINISTÉRIO PÚBLICO…

Superior Tribunal de Justiça STJ - CONFLITO DE COMPETENCIA : CC 21611 MG 1998/0004311-0

CRIMINAL. PORTE DE ARMA PRIVATIVA DAS FORÇAS ARMADAS. -Competência. Conflito que se resolve pela tipificação de crime comum, pelo que cabe à Justiça Comum Estadual o processo e julgamento da hipótese.

Tribunal Regional Federal da 1ª Região TRF-1 - APELAÇÃO CRIMINAL : ACR 62411 MT 1998.01.00.062411-7

PENAL E PROCESSUAL PENAL. DOSIMETRIA DA PENA. CIRCUNSTÂNCIAS JUDICIAIS. APELAÇÃO EM LIBERDADE. 1.As chamadas circunstâncias judiciais, estabelecidas no art. 59 do Código Penal , matéria do primeiro …

Superior Tribunal de Justiça STJ - CONFLITO DE COMPETENCIA : CC 21611 MG 1998/0004311-0

CRIMINAL. PORTE DE ARMA PRIVATIVA DAS FORÇAS ARMADAS. -Competência. Conflito que se resolve pela tipificação de crimecomum, pelo que cabe à Justiça Comum Estadual o processo ejulgamento da hipótese.